Numeroterapia

Numeroterapia: a sabedoria do mês de novembro em nossas vidas

Mão com números flutuando e universo ao fundo
123RF | Nikki Zalewski
Liggia Ramos
Escrito por Liggia Ramos

O início do mês de novembro é marcado por uma sequência de eventos culturais e religiosos, que começa com o dia 31 de outubro, com o famoso Halloween ou Samhain; o dia 1° de novembro com o Dia de Todos os Santos e o 2 de novembro com o Dia de Finados.

O que eles têm em comum? A comemoração aos mortos, cada um com sua cultura e importância. A egrégora, que é a soma de energias coletivas que se forma neste período, é fortíssima, independentemente de você acreditar ou não. Estas celebrações nos trazem a consciência de que a vida vai muito além do mundo físico e materialista.

Garota olhando pela janela em quarto escuro de perfil
Gantas Vaičiulėnas / Pexels

É um período em que nos conectamos com as almas que passaram por aqui, entes queridos ou mártires, como na celebração do Dia de Todos os Santos. Agora, o que a numerologia tem a ver com tudo isso? Tem a ver com as vibrações e essência do n° 11 do mês, no atual calendário, do n° 9 do mês, no antigo calendário romano (em latim, novem), e com as influências dos dias 1º e 2 destas datas.

O 11 é considerado um número mestre pela alta capacidade intuitiva e sensibilidade. No tarot, ele é o arcano A Força, que fala do controle do instinto pela inteligência e pelo seu poder de magnetismo. O 9, do antigo calendário, é o número da compaixão e do altruísmo, que no tarot representa o arcano O Eremita, um ser sábio e paciente construindo o seu caminho e iluminando o daqueles que querem segui-lo. Já os dias 1º e 2 representam, respectivamente, a iniciativa e o poder intuito para guiar na jornada do 1.

Pessoa caminhando em praia com montanha céu e nuvens ao fundo
Tom Swinnen / Pexels

Perceba que temos o início (1) e o fim (9), que estão unidos por uma Força Maior (11 e 2). Esses números nos fazem pensar na vida cíclica, entre nascimento e morte, e na sabedoria, que é construída ao longo do caminho. E o mais interessante: na memória, que é construída, ou seja, na lembrança que é deixada por onde passar.

Voltemos às celebrações. O Dia de Todos os Santos é para lembrar de todos os santos e mártires que não têm uma data própria de festejo e merecem ser lembrados. O Dia de Finados é para lembrar de todos os amados que morreram. Ora, se existem essas comemorações, é porque alguma coisa boa essas pessoas fizeram em vida. Elas construíram sua biografia dentro daquilo que acreditavam e tinham a oferecer, marcaram a vida pessoal, no seu dia a dia, ou um legado, que moveu grupos ou multidões. E aqui entra a celebração de Samhain. Apesar de ser o último dia de outubro, o dia 31 traz a vibração do n° 4, que fala de tradições e valores, e do n° 10 do mês, que no tarot é o arcano A Roda da Fortuna, que fala das constantes mudanças e ciclos, que, segundo a cultura celta, são fim e início de um ano novo e o elo entre o mundo dos mortos e dos vivos. O n° 4 traz a importância de manter valores, tradições e a memória daquilo que é bom.

Trazendo essa numeroterapia para nossa vida: reflita qual biografia está escrevendo sobre você mesmo. Se partisse hoje para uma nova jornada cósmica, que tipo de lembrança as pessoas teriam de você?

Acha que teriam boas lembranças e que sentiriam a sua falta? Ótimo! Isso mostra que está trilhando um caminho sólido e próspero, cumprindo com sua missão.

Você também pode gostar

Acha que não teriam boas lembranças e que poderiam sentir pena? Ótimo! Use este momento presente para refletir e ajustar a rota da sua vida. Você está trilhando. Agradeça o passado, viva o hoje, use seu poder de intuição e conecte-se com seus antepassados neste período de festividades. Peça perdão e orientação aos seus antepassados para te ajudarem a voltar a fazer o que é bom e correto para você mesmo.

Abençoados sejamos todos nós, os vivos e os que partiram!

Sobre o autor

Liggia Ramos

Liggia Ramos

Sou numeróloga e oraculista com mais de quatro anos de experiência em atendimentos online e em feiras esotéricas, como Mercado Místico e Mystic Fair. Tenho conhecimento nas vertentes pitagórica, kármica, quântica e também na leitura do tarot, baralho cigano e baralho cromoterápico. Uno as técnicas aprendidas com muita pesquisa, leitura e o meu amor ao próximo, trazendo respostas e direcionamento para a vida dos consulentes. Chamo isso de numeroterapia, pois tudo que faço é com base na ciência e na terapia dos números. Uma vez compreendida, a vida flui com mais leveza em direção à prosperidade e à evolução cósmica.

Seja bem-vindo(a)!

Contatos:
Email: [email protected]
Linkedin: Liggia Ramos
Facebook: liggiaramosnumeroterapia
Instagram: @liggiaramos