Saúde Integral

O poder da mente no processo de cura física

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Recentemente, conversando com um amigo que passa pelo tratamento de cura do câncer, percebi que nos momentos de dificuldades a nossa mente fica confusa, se perde diante do medo, da angústia e da ansiedade.

Muitas pessoas, quando descobrem um problema de saúde mais complexo, desenvolvem outros problemas emocionais, deixando-se abater pelas dificuldades que a vida nos impõe. Mas recordemos que todas as experiências são necessárias para o nosso aprendizado, recordemos que não há dificuldade que não tenhamos a capacidade de segui-la e enfrentá-la.

Nossa mente é dominante de nosso corpo físico. Ela controla o bom funcionamento dos órgãos, equilibra as funções hormonais e controla a regeneração celular.

Para todos os meus clientes, seja qual for o problema que estão enfrentando, eu sempre reforço a necessidade de mantermos a mente serena, buscando os pensamentos positivos e otimistas, vivendo o hoje e o agora e deixando para amanhã somente a esperança de novas conquistas.

Quantos enfermos ou pessoas em desequilíbrio que não conseguem parar de julgar o momento que atravessam? Muitos dizem: “essa vida é injusta”, e eu reflito: mas porque injusta se somos nós que fazemos as escolhas? 

Sim, as escolhas são sempre nossas. Muitos ainda não acreditam e persistem nos erros, mas somos nós os próprios escritores de nossos livros. E aí sempre temos escolha: ou escolhemos nos entregar paras as provas, chorar, nos deprimir e abandonar qualquer chance de felicidade que existe em nossas vidas, ou seguimos a jornada com fé, subindo devagar cada degrau dessa montanha, acreditando que a vista lá ao alto será linda, com muita natureza e sol nos aquecendo. E se não for? Temos mais uma vez a escolha de buscar outra beleza, outra paisagem ou ficar reclamando da vida.

Sempre quando me deparo em um uma conversa com um “reclamão” profissional, logo penso: um dia a vida vai ensinar. A vida ensina, e isso ela me ensinou: sejamos mais doces, que possamos ver a beleza em tudo ao nosso redor, na simplicidade de uma flor que desabrocha ao lindo pôr do sol no entardecer de um dia de inverno, que possamos ouvir os cantos dos pássaros e sentir a alegria deles, que possamos ver a chuva que escorre pelo vidro da janela e sentir a pureza e leveza do momento, que haja beleza em tudo que acontece em nossas vidas.

E quando estamos enfermos, mais do que nunca: devemos sempre buscar o equilíbrio mental e emocional, afastar os pensamentos negativos, afastar a ansiedade e o medo, mantendo na mente somente os pensamentos de fé, coragem e determinação que o guiarão para a cura completa.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]