Saúde Integral

Sapiossexualidade: o que é?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras


Você considera alguma destas situações compatíveis com as suas experiências?

Em uma conversa com um amigo, você já lamentou que conheceu uma pessoa linda e se sentiu muito atraído, mas quando se aproximou e trocaram algumas palavras, perdeu o interesse? Você acha sem fundamento procurar um parceiro em festas, baladas ou em qualquer lugar barulhento que impeça a conversação? As redes sociais te ajudam a encontrar pessoas interessantes através de longas conversas pelos chats – e você até desconsidera as fotos do perfil?

Se respondeu sim a mais de uma destas questões, ou se alguma delas acontece de forma recorrente na sua vida, saiba que você pode ser uma pessoa sapiossexual.

A sapiossexualidade é a qualidade que uma pessoa tem ao se sentir sexualmente atraído pela inteligência, modo de pensar, bagagem cultural e visão de mundo de outro indivíduo.

Não confuda a sapiossexualidade com o simples fato de escolher pessoas para se relacionar que sejam inteligentes e que tenham gostos parecidos com o seu, afinal, isto deveria ser premissa básica para qualquer relacionamento. O verdadeiro sapiossexual se importa apenas com a inteligência, deixando em segundo plano até mesmo se a pessoa em questão é homem ou mulher, já que as ideias, convicções e cultura não tem gênero. Por outro lado, isto não significa que as outras qualidades – inclusive as físicas – não importam; tudo é uma soma, a inteligência apenas tem um peso maior.

Estudos de psicólogos especializados em relacionamentos apontam que os sapiossexuais são geralmente pessoas que tem interesses em constante aprendizagem, sede por conhecimento, vocação para artes e também grande ambição. Estar com pessoas inteligentes seria um bom passo para obter sucesso na vida, por exemplo, e isso aumentaria a atração.

É sabido também que a maior parte dos sapiossexuais são do sexo feminino.

Muitas mulheres já assumiram que as preliminares de uma relação sexual começam em uma boa conversa, a excitação vem das ideias do parceiro em questão e do modo como ele expõe suas ideias e experiências.

Apesar de casos clássicos de sapiossexualidade – como o da estudante que se apaixona pelo professor – na atualidade, as redes sociais tem possibilitado o encontro de diversos sapiossexuais ao redor do mundo. Já que os aspectos físicos (aparência, cheiro, toque, entre outros) não podem ser colocados à prova, é através de conversas profundas que os laços se criam.

Quando quiser conquistar alguém, treine também sua mente, além de seus músculos. Se a pessoa que te interessar for sapiossexual, a conquista já estará garantida!


  • Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]