Saúde Integral

Para que é indicado a Quiropraxia? Conheça os benefícios dessa técnica!

Doutora segurando braço de paciente
Jovan Mandic / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

É muito comum ouvir alguém dizer que está com dor na lombar, no pescoço ou na coluna. Algumas pessoas buscam opinião médica, realizam exames e adotam tratamentos convencionais indicados pelo especialista. Outras são menos ortodoxas e preferem tratamentos alternativos, porém não menos eficientes e seguros.

Um dos tratamentos procurados por pessoas que desejam resolver ou prevenir problemas do sistema neuro-esquelético é o que você vai conhecer a seguir. Continue a leitura e saiba para que é indicada a quiropraxia e conheça seus benefícios.

O que é a quiropraxia?

A quiropraxia é uma técnica não-medicamentosa da área da saúde, com foco na coluna vertebral, realizada com o objetivo de alinhar o corpo. Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é dedicada à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento de problemas relacionados à estrutura esquelética, às articulações, aos músculos, aos nervos, aos tendões e tudo o que diz respeito à parte biomecânica e de sustentação do esqueleto humano, de modo que o organismo funcione adequadamente.

Enquanto ciência, a quiropraxia é antiga, com relatos de manipulações semelhantes às adotadas na técnica atual existentes antes do nascimento de Cristo, entre os gregos e os chineses, demonstrando que esses povosentendiam a importância da coluna vertebral para a saúde integral do indivíduo.

Doutora alongando perna do paciente
Dmytro / 123RF

Na atualidade, a quiropraxia é um processo terapêutico alternativo e complementar à medicina convencional, que orienta os hábitos dos pacientes, ajusta a manter postura com técnicas e exercícios específicos e realiza manobras para restabelecer as articulações e colocar o organismo em normalidade, funcionando conforme o desejado.

Todavia a quiropraxia não deve substituir um tratamento encaminhado pela medicina tradicional, pois, assim como muitas pessoas podem ser beneficiadas por ela, há pessoas que não podem fazer uso dessa técnica terapêutica.

Como saber se eu posso fazer quiropraxia?

A quiropraxia é desaconselhada nos casos de: fraturas, escoliose, osteomielite, protusão discal, espondilolistese, ruptura de ligamentos, osteoporose ativa, osteopenia, artrite aguda, câncer de qualquer tipo, lesões neurológicas centrais, alterações neurológicas decorrentes de compressão medular ou de raízes nervosas, processos pós-cirúrgicos com inclusão de próteses, tuberculose óssea; doenças venéreas, na pele, respiratórias e vasculares; queimaduras, distúrbios metabólicos decorrentes de carência vitamínica, demência e psicoses.

De qualquer modo, caso um paciente com um desses problemas seja atendido por um quiropraxista experiente e bem qualificado, ele prontamente indicará um médico adequado, pois sabe que a prática da quiropraxia pode agravar o problema existente, que não será solucionado por ele.

Quando recorrer à quiropraxia?

Quiropraxista com as mãos nas costas do paciente
lightfieldstudios / 123RF


Qualquer pessoa pode buscar a ajuda da quiropraxia, por indicação de tratamento complementar do médico ou quando:

— Apresentar dores no pescoço, na lombar e na cabeça, incluindo enxaquecas;

— Perceber tensões musculares com dores e desconfortos;

— For vítima de lesões variadas decorrentes de acidentes ou da prática esportiva, sendo a técnica complementar à fisioterapia;

— Tiver problemas motores de locomoção, pois fortalece a coluna vertebral e a musculatura;

— Apresentar hérnia de disco, se o caso não for cirúrgico e quando não houver resultado satisfatório com os tratamentos convencionais, promovendo a redução do desconforto;

— Tiver rinite e sinusite ligadas ao sistema musculoesquelético, com redução considerável dos sintomas;

— Apresentar cólica, dores musculares, dores de cabeça e fadiga excessiva decorrentes do ciclo menstrual;

— Sofrer com fibromialgia;

— Apresentar desvios na postura, com reeducação postural para redução dos desconfortos e de problemas decorrentes de hábitos comuns de má postura;

— Sofrer com tendinites, bursites, cãibras, formigamentos e perda de força motora, pois a técnica auxilia na aquisição de forma e de equilíbrio;

— Preventivamente desejar evitar o desalinhamento da coluna vertebral;

— Outros problemas, se recomendados pelo médico ou diagnosticados pelo quiropraxista como solucionáveis pela técnica.

Quem pode se beneficiar com a quiropraxia?

A quiropraxia pode ser adotada, se bem orientada por um quiropraxista experiente e qualificado, por qualquer pessoa que necessite de tratamento e não esteja no grupo de contraindicações.

Doutor com as mãos nas costas do paciente
Ngampol Thongsai / 123RF

Nesse sentido, crianças e adolescentes, por problemas de postura, lesões durante brincadeiras e exercícios físicos na escola ou em casa, por peso excessivo de mochilas e por problemas emocionais, são beneficiadas pela técnica.

Os adultos são os que mais se beneficiam, até porque o dia a dia desequilibra o organismo e acarreta vários problemas de estresse, de postura e tantos outros que levam esse grupo a buscar a ajuda da técnica.

Também os idosos representam um grupo que obtém resultados com a quiropraxia em virtude de problemas advindos da idade, por exemplo: dificuldades de locomoção, dores articulares, tensões musculares e outros.

Do mesmo modo, as gestantes, em função das mudanças corporais sofridas durante a gestação, para reduzir dores posturais decorrentes do peso da barriga e da aquisição de peso corporal. Além disso, a técnica também prepara o organismo para o parto.

Pessoas lesionadas em acidentes variados conseguem um auxílio na quiropraxia tanto para o alívio das dores quanto para a recuperação rápida. Nesse sentido, os atletas também obtêm muitos benefícios, além de poderem utilizar a técnica para prevenir novos problemas.

Benefícios da quiropraxia

A quiropraxia é uma das técnicas alternativas que apresenta resultados visíveis e muitos benefícios, entre eles:

1 – Efeitos rápidos — os efeitos são imediatos, mesmo que os resultados sejam mais a longo prazo. Já nas primeiras sessões é possível sentir a redução ou eliminação da dor, por exemplo.

2 – Técnica segura e nada invasiva — por ser realizada com as mãos do quiropraxista, ela é segura e nada é inserido no organismo, pois ela não indica a ingestão de medicamentos.

Quiropraxista segurando pé de paciente deitado na maca
kritchanut / 123RF

3 – Alívio das dores — a técnica ajuda a reduzir e, dependendo do problema, a eliminar as dores, promovendo mais qualidade de vida.

4 – Melhoria da saúde mental — como a técnica alinha a coluna vertebral e as estruturas que fazem parte do esqueleto humano, ela contribui para o equilíbrio da saúde mental, que se relaciona com essas áreas do organismo. Também ajuda a combater doenças associadas à ansiedade e à depressão, principalmente porque gera relaxamento e sensação de bem-estar.

5 – Diminuição dos problemas de articulação — por atuar em problemas articulares e nos tendões, a quiropraxia alivia dores e ainda promove produtividade, gerando uma otimização no desempenho laboral e acadêmico.

6 – Promove a qualidade da postura — a quiropraxia é essencial para a reeducação da postura e para o fortalecimento das estruturas do organismo, além da coluna vertebral e do esqueleto, promovendo uma postura mais adequada e ajudando a viver de forma mais tranquila e com mais qualidade.

7 – Melhora a comunicação do cérebro com o todas as demais partes do corpo, assim como as respostas do corpo ao cérebro.

8 – Potencializa a qualidade de vida — por atuar na saúde física e na saúde mental, a quiropraxia aumenta as oportunidades de uma vida mais feliz, sem desconfortos e sem dores.

Como é aplicada a técnica da quiropraxia?

A técnica da quiropraxia consiste na avaliação clínica e na análise de testes ortopédicos e neurológicos feitos pelo quiropraxista. Nela, o terapeuta realiza manipulações articulares indolores, com alta velocidade e que causam estalo, usando as mãos; são chamadas de manobras e aliviam dores, tensões, desconfortos e incômodos.

Além disso, o quiropraxista pode realizar exercícios específicos durante a sessão e ainda pode passá-los como tarefa caseira, com o objetivo de que o problema não ocorra novamente. Vale destacar que não se trata de uma massagem, pois as manipulações estabelecem uma comunicação direta com o sistema neuro-músculo-esquelético.

A primeira sessão, quando o quiropraxista faz um diagnóstico do paciente, dura cerca de uma hora. As demais são muito rápidas, chegando a vinte minutos, no máximo. A aplicação, a quantidade de sessões, a frequência e o intervalo entre elas são determinados pelo quiropraxista e variam de acordo com cada paciente.

O tratamento pode ser intensivo, corretivo, preventivo, para alinhamento da coluna vertebral e ajuste orgânico, por exemplo, e de manutenção, para permanência dos resultados obtidos.

Como identificar um bom quiropraxista?

Com o objetivo de uma prática consciente da técnica e de resultados eficientes, é fundamental que o profissional quiropraxista seja qualificado e experiente.

A prática da quiropraxia, no Brasil, exige a formação de nível superior reconhecida pelo Ministério da Educação (desde 2005), que tem duração média de quatro anos (ou oito semestres). É oferecida em algumas instituições de ensino, como a Universidade Anhembi Morumbi (SP) e a Feevale (RS).

Além disso, são oferecidos cursos de especialização de pelo menos 400 horas que devem ser reconhecidos pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional). Além disso, precisam fornecer diplomas de curso confirmados pela Associação Brasileira de Quiropraxia (ABQ).

Como também existem cursos livres (muita cautela!) que fogem dessas características, é importante saber escolher o profissional. Veja algumas dicas:

Você também pode gostar

a) Pesquise bastante sobre os profissionais quanto à formação e as instituições nas quais se formaram. Consulte a internet.

b) Procure saber quanto tempo faz que o quiropraxista exerce a profissão. Identifique a prática do profissional.

c) Faça uma consulta-teste antes de fechar um pacote ou de agendar mais sessões. Verifique o atendimento do profissional e o local onde atua para constatar se há respeito e empatia por parte dele e de sua equipe e se atende à qualidade que você espera.

d) Esclareça todas as suas dúvidas durante o atendimento, e não só com o quiropraxista, mas com todos da equipe. Aproveite para identificar resultados obtidos, pessoas que já utilizaram os serviços do profissional ou a instituição na qual ele se formou e qual é a opinião delas sobre isso. Peça referências!

e) Avalie as condições do local e do ambiente quanto a higienização, iluminação, conforto e segurança. Constate a atenção da instituição em oferecer bem-estar aos pacientes.

Em conclusão, a quiropraxia é uma técnica alternativa, não-medicamentosa e não-invasiva, para tratamento complementar e preventivo de problemas relacionados à biomecânica e à sustentação do esqueleto humano, contudo uma avaliação médica convencional jamais deve ser substituída.

Com sessões rápidas e conduzidas por um quiropraxista habilitado e experiente é possível obter muitos resultados para diversos problemas crônicos e agudos — crianças, idosos e gestantes podem se beneficiar da técnica.

Como método preventivo e corretivo de má postura, tão comum nos dias atuais, a quiropraxia é um importante aliado para aliviar dores e trazer bem-estar. A escolha do profissional quiropraxista, assim como o local em que atua, é fundamental para garantir a segurança do processo, ainda mais em se tratando de cuidar da saúde.

Buscar alternativas para cuidar integralmente da saúde é tão fundamental quanto a boa alimentação e a prática regular de exercícios. Prevenir e resolver enfermidades e desconfortos é demonstrar amor pela própria vida e pelas pessoas com quem você convive. Adotar práticas diferentes das convencionais, reconhecidas e certificadas por órgãos competentes, pode ser um diferencial positivo. Converse com seu médico e seu fisioterapeuta e cuide-se bem!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]