Religiões

O que significa o Corpus Christi?

Ostensório e flores brancas.
Sidney De Almeida / 123RF
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Corpus Christi é uma data celebrada pelos fiéis de diversas religiões, mas principalmente pelos católicos. Muitas pessoas a comemoram sem entender o que ela realmente significa, mas mesmo as que têm ciência do seu simbolismo ainda carregam consigo algumas dúvidas em relação à sua verdadeira história. Celebrada sempre 60 dias exatos após a Páscoa, Corpus Christi comemora o sacramento do corpo de Jesus Cristo. Continue lendo para entender mais sobre o assunto!

O que é Corpus Christi?

De origem latina, “Corpus Christi” quer dizer “corpo de Cristo” e é uma comemoração que ocorre sempre em uma quinta-feira, obrigatoriamente 60 dias após a Páscoa. Nesse dia, os católicos celebram o sacramento do sangue e do corpo de Cristo, fazendo referências à última santa ceia de Jesus com seus 12 apóstolos – em que o Senhor mandou que eles comemorassem bebendo o pão, em memória de seu corpo, e bebendo o vinho, em memória de seu sangue.

Em Coríntios 11:23-25, podemos ver o mandamento de Jesus aos seus apóstolos: “Que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão e, tendo dado graças, partiu-o e disse: ‘Isto é o meu corpo, que é dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim’. Da mesma forma, depois da ceia ele tomou o cálice e disse: ‘Este cálice é a nova aliança no meu sangue; façam isto sempre que o beberem em memória de mim’”.

Durante as festas feitas para a comemoração de Corpus Christi, os fiéis enfeitam as ruas onde ocorrerão as procissões. No Brasil, essa tradição de decorar as ruas começou em Minas Gerais, na cidade de Ouro Preto, mas se expandiu para todas as cidades do país.

Como a data surgiu?

Segundo dados da Igreja Católica, a comemoração de Corpus Christi teve início em 1243 em Liège, cidade localizada na Bélgica. De acordo com a história dos católicos, Juliana de Mont Cornillon, que era uma freira à época, disse ter recebido uma mensagem de Jesus por meio de uma visão. Nessa visão, Cristo lhe informou que queria que as pessoas comemorassem o mistério da renovação do seu sacrifício de forma mais notória – a chamada eucaristia.

Pingente de Cruz.
Maurício Eugênio / Pexels

Vinte e um anos depois, no ano de 1264, Urbano IV, papa e líder da igreja naquele período, publicou uma bula papal chamada Transiturus, que expandiu a celebração para todas as igrejas do mundo. Além disso, Urbano pediu que São Tomás de Aquino produzisse textos de cunho religioso para a comemoração. Todos os escritos feitos por São Tomás, incluindo hinos como “Louva, ó Sião, o Salvador”, são usados até os dias de hoje em comemorações de Corpus Christi.

No ano de 1274, uma procissão foi feita na cidade com uma custódia contendo a conhecida hóstia. A partir do início desse movimento, os fiéis deram início à produção de tapetes para enfeitar as ruas no dia da celebração de Corpus Christi.

Qual é o significado espiritual dessa celebração?

A procissão em si do Corpus Christi relembra o percurso e a caminhada dos seguidores de Cristo, enquanto buscavam a tão sonhada terra prometida. Juntamente a isso, adorar o corpo de Cristo é uma forma de estar em comunhão com o Senhor, aproximar-se d’Ele e ter uma relação mais íntima com o Salvador – e isso é feito sem limites durante a festividade.

Para a nossa espiritualidade, essa celebração significa admirar os mistérios da fé, conectar-se à presença verdadeira de Jesus Cristo e relembrar a sua experiência na terra em prol da salvação do povo e da remissão de seus pecados. Nesse dia, repetir as palavras de Jesus – “Este é o meu corpo”; “Este é o meu sangue” – faz com que emprestemos nossa voz, corpo, mãos, coração e mente ao Altíssimo. Desse modo, nosso espírito é renovado juntamente com a contemplação que fazemos diante das maravilhas do Pai.

Cruz e, ao fundo, interior de uma igreja.
Michael Morse / Pexels

Se você parar e refletir sobre a data, perceberá que nada somos sem Cristo. Na verdade, nem estaríamos aqui se não fosse por Ele. Sua morte na cruz, seu sofrimento e sua ressurreição foram provas de amor à humanidade, e celebrar uma data com adorações e reverência é o que nos torna mais próximos do Salvador. Que possamos entender que, para Cristo, não há acepção de pessoas. Ele nos ensinou e nos ensina até hoje a dar somente amor ao próximo. Então, além de adorar a Jesus e celebrar a eucaristia, consequentemente estamos fomentando o amor entre o povo que nos cerca, estamos amando a vida e nos entregando à fé que nos mantêm vivos a cada dia.

Corpus Christi em outras religiões

Mesmo não sendo celebrado por ortodoxos e protestantes, o Corpus Christi oferece ensinamentos a toda a humanidade. Cristo não deu as costas a ninguém. Enquanto era crucificado, pedia a Deus que perdoassem o povo, pois não sabiam o que estavam fazendo. Por esse motivo, mesmo que uma pessoa não acredite na celebração ou não comemore nenhuma data religiosa, tudo que vem do Senhor está disponível a ela. E sempre estará.

Os ensinamentos de Deus valem para a humanidade inteira. Tudo que provêm d’Ele está acessível e pode transformar e enriquecer o espírito de cada um de nós. Você já se permitiu sentir a renovação e a graça oferecida por Cristo? Corpus Christi nada mais é do que uma data festiva que celebra o momento em que Jesus pediu que vivêssemos em comunhão com ele, que renovássemos a nossa aliança e mantivéssemos sempre em mente o seu sacrifício por todos.

Então, se você não é católico e não tem o costume de festejar essa data, permita-se sentir e receber os Seus ensinamentos. Cristo só fez o bem e só pode lhe proporcionar bênçãos. Lembre-se sempre: Deus não faz acepção de pessoas, e tudo que Ele fez e faz até hoje foi e é para o bem de toda a humanidade.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]