Linguagem do Corpo Saúde Integral

Os cinco ritos tibetanos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Que tal praticar alguns alongamentos recomendados pelos mestres tibetanos e, assim, agradar o corpo e a mente de uma vez só?

É o que Cristina Cairo afirma em seu livro. Ela garante, juntamente com Ricardo Tadeu Cairo, especialista em ritos tibetanos, bem-estar físico e psicológico em apenas alguns passos. Aprenda e sinta-se melhor!

Os cinco ritos tibetanos por Cristina Cairo e Ricardo Tadeu Cairo

shutterstock_75416533

Rito 1

Fique em pé com a coluna reta e os braços relaxados ao lado do corpo. Mantenha os pés na largura dos ombros. Inspire ao mesmo tempo em que levanta os braços (paralelos) e comece a girar no sentido horário. Imagina um relógio no chão: é no sentido dos ponteiros, da esquerda para a direita, que você deverá girar. Faça isso gradativamente, numa quantidade em que você se sinta confortável e sem ficar tonto. Ao poucos vá aumentando o número de giros até completar 21 vezes.

Rito 2

Deite-se de costas, com os braços estendidos ao longo do corpo, com as palmas das mãos voltadas para baixo e os calcanhares juntos. Mantenha-se relaxado e inspire pelo nariz; levante a cabeça até encostar o queixo no tórax. Em seguida levante as pernas, concentre-se no abdômen, expire ao mesmo tempo em que abaixa a cabeça e as pernas até voltar à posição inicial. Faça, sem pressa, 3 ou 4 vezes este exercício. Faça-o enquanto você se sentir confortável. Com o tempo tente repeti-lo por 21 vezes, ainda que isso demore algumas semanas, pois você deve respeitar os seus limites. Esta recomendação vale para todos os ritos.

Rito 3

Ajoelhe-se com os dedos dos pés apoiados no chão e os joelhos afastados – o suficiente para caber na medida de uma mão com o punho fechado. Mantenha a coluna reta com as mãos na parte posterior logo abaixo dos glúteos. Olhando para frente, inspire profundamente, segure a respiração, encoste o queixo no tórax, flexione as costas para trás a partir da cintura. Ao mesmo tempo leva a cabeça para trás de modo confortável, como mostra a figura 2. Volte à posição inicial ao mesmo tempo em que expira. Repita este exercício de forma contínua até completar 21 vezes.

shutterstock_189454019

Rito 4

Sente-se no chão com as costas retas e as pernas esticadas separadas na largura dos seus ombros, as palmas das mãos apoiadas no chão entre os joelhos e os quadris ao mesmo tempo em que você solta todo o ar dos pulmões e contraia o abdômen. Volte à posição inicial e repita todo o processo 21 vezes.

Rito 5

Inicie o exercício deitado de bruços com as palmas das mãos na altura do tórax e os pés na largura dos ombros. É semelhante à posição para as flexões.

Inspire, levante o tronco ao mesmo tempo em que expira. Em seguida levante os quadris até formar uma pirâmide e inspire lentamente, coloque o queixo encostado ao tórax e comece a baixar os quadris enquanto expira, voltando à posição. Repita esse exercício 21 vezes.

rodape-cristina-cairo 2 (1)

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]