Comportamento Consciência Aplicada

PANDEMIA: O DOMÍNIO DO VÍRUS NA MENTE HUMANA

Mãos de luva segurando máscara para o alto
Sandra Magrini
Escrito por Sandra Magrini

Olá! Muito prazer em conhecê-lo!!! Bem, vou me APRESENTAR: alguns me chamam de Coronavírus, outros me chamam de COVID-19. Na verdade, alguns acham que sou muito jovem, que nasci agora em 2019. Mas estão bem enganados. Sou bem velho, idoso (para ser politicamente correto, como alguns gostam de escutar).

Nasci precisamente em 1937, mas não me deram a devida importância, um VIRUZINHO QUALQUER, muitos diziam. O governo, como sempre, não se importou, os laboratórios não receberam para isso e não tiveram o prazer e a satisfação de me conhecer como sou. Daí hibernei e dei novamente as caras em 1965, 28 anos depois. Viram minha coroa e resolveram me batizar. Passei a existir. Finalmente me batizaram.

COVID-19 escrito com pílulas e vírus de brinquedo espalhados em volta
Foto de Edward Jenner no Pexels

Ganhei uma carteira de identidade e me batizaram, não com um nome de santo, que era muita coisa para mim, mas me deram um nome razoável de coronavírus. Passei a existir. Só voltaram a me olhar 38 anos depois, em 2003. Ainda não haviam me dado o devido carinho, o respeito e a atenção que eu merecia.

Mágoas a parte, nasci pobre, raquítico, magro, sem condições, numa família pobre de agentes microscópios no campo da pneumonia, nasci entre ratos e morcegos, eu fedia e morria de fome. Como um desgraçado, eu não merecia a atenção e o afeto social, mas voltei carregado de ódio e rancor para me vingar. Entre os anos de 2019 e 2020, escolhi os países China, Espanha e Itália, originalmente, para colocar meu plano vingativo em voga.

Para que as crianças precisam brincar com terra? Natureza, bichos e umas com as outras, se existem celulares e tablets coloridos que as distraem e evitam dar trabalho aos adultos???

E os humanos? Para que se preocupar com a despensa do meu irmão se a minha está CHEIA???

A religião se tornou uma ética capitalista – saudoso Max Weber -, na qual você vale o quanto tem em detrimento do miserável que atrapalha o desenvolvimento da sociedade e já deveria estar caminhando para o fogo do inferno eterno???

O comércio com licença e eletrônico, a indústria reciclável, o dinheiro digital. Nada de lápis e papel, são bons demais para isso. Protegem o meio ambiente e levam religiosamente os cachorrinhos aos pets. Estão RESOLVIDOS!!! Geração feliz.

Destruíram a natureza e o meio ambiente para terem o capital digital, protegem a bolsa de valores. Ânsia e agonia de vencer. A luta de classes venceu. Marx se agita no túmulo. Conseguiram. Deus morreu, como dizia o amargo Nietzsche, ou a vida é bela e positiva, contrariando Kierkegaard. Giram em torno do inconsciente coletivo, como falava Jung. A fome, a miséria e as doenças pertencem só aos excluídos, aos marginalizados, por que ei de me importar com o outro?

E assim eu nasci, eu mesmo, o novo coronavírus. De humilde a uma PANDEMIA que toma corpos e tenta dominar a mente humana, tirando o ser humano do centro do universo, como já diziam Darwin, Freud e Einstein.

Foto de tela de computador com números de mortes e casos de Coronavírus pelo mundo
Foto de Markus Spiske no Pexels

Até então eu era invisível como o inconsciente freudiano, simples e inexpressivo. Vim para tentar combater o vírus do egoísmo humano que quiça nunca terá a vacina da cura. A minha vingança se instalou. Vida contra morte ou morte contra vida. E o vírus da maldade humana, como um pequeno furo, derruba um grande navio.

Um menino Davi derruba um grande guerreiro Golias. Um pequeno vírus como eu, esquecido, desavisado, desprezado, coloca a humanidade de joelhos diante dos danos de uma pandemia.

Ah! Não me julguem com crueldade. Relevem em meu tribunal que tentei poupar os bebês e as crianças por julgar que ainda são restos de ingenuidade que restaram da humanidade. Cuidado vocês pedófilos que tentam tirar a ingenuidade e a pureza das crianças. Afinal, o próprio Cristo não falou que quem não se faz como uma criança não poderá adentrar no Reino de Deus???

Mas, é claro que vim para unir as pessoas em casa. Não inseri o isolamento nos lares para unir a família e aproximar as pessoas que não se olhavam na cara, abaixavam o olhar para os famosos celulares dobrando-se para a deusa tecnologia???

Nada de violência doméstica ou agressão verbal aos familiares prometem ??? Quem tem, tem, quem não tem, que se estropie. Sou pior que o vírus milenar do egoísmo, da exclusão, do estigma dos marginalizados, dos considerados MALDITOS???

SOLIDARIEDADE??? Bondade de Hobbes, Rousseau, Maquiavel, Montesquieu??? Sem falar dos idosos e de pessoas consideradas pacientes de riscos por doenças crônicas. Quem deles cuidará??? E os doentes mentais e os que a mente adoecerão?

Homem vestido com roupa especial anti-contaminação com máscara e spray na mão
Foto de cottonbro no Pexels

Outras pestes já atingiram e dizimaram a humanidade, como a gripe espanhola, a peste bubônica, a varíola, a peste negra, o sarampo, as gripes, o HIV e a cólera. Os deuses gregos do Olimpo se revoltaram? Vingança de Yaweh. Do antigo testamento ou do Apocalipse, do novo.

Obra do inimigo apelido do demônio

Afinal, agora os ditos humanos são parte de uma pandemia, do grego: todos os povos.

Seja como for, você acreditando em mim ou não, como ocorre com o conceito de Deus, eu existo como o ar, ou a fé, ou Deus.

Como dizia Carl Jung, que sentia Deus, eu existo e você, caro cidadão, mesmo não me enxergando, sabe que Eu existo e deixo marcas em alguns e morte em outros.

Desse modo, não conheço o futuro nem a contabilidade dos estragos que farei.

Mas, com certeza, deixarei um legado de destruição e mortes tal qual as duas grandes guerras, guardadas as devidas proporções.

Você também pode gostar

Deixarei, sim, sintomas físicos e psíquicos, como: ansiedade, depressão, medo, pânico, obsessão, agorafobia, falta de ar para demostrar que o ser humano não passa de uma fagulha, uma insignificância maior dentro de uma psicose.

De ganância, egoísmo, poder e controle, ser humano que pensa ser Deus, para onde caminha o egoísmo da humanidade???

Eu, o novo coronavírus, mando lembranças a todos!

Agradecimentos da escritora à mentora desse texto, Lidiane Magrini

Sobre o autor

Sandra Magrini

Sandra Magrini

Escreve sobre áreas da Psiquiatria, Psicologia, Psicanálise, doenças mentais, medicações, Teologia, Psicopatologia, abuso sexual infantil e questões relacionadas à homossexualidade.

E-mail: [email protected]

CONSULTÓRIO- Rua Santa Catarina, 55 - s/60 - Centro - São Caetano do Sul

Telefone: 11 988758480