Autoconhecimento

Por que choramos?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Chorar faz parte de um processo de construção do ser humano. Não existe derrota sem chorar, e também não há vitória sem um choro de emoção. Chorar por tristeza, alegria, emoção, ou sofrimento, afinal por que choramos? Fomos criados em uma sociedade em que o homem não pode chorar e que temos que manter sempre firmes. Em algumas situações é necessário. Mas chorar faz muito bem para a saúde, acredite.

Chorar tem uma explicação. De acordo com os especialistas, as lágrimas cumprem a função fisiológica de proteger os olhos. Dessa forma, as lágrimas atuam como lubrificantes e ainda ajudam a retirar impurezas que venham se instalar nos olhos. O sistema lacrimal por sua vez é composto por glândulas lacrimais e condutores excretores lacrimais.

Diferença das lágrimas

Os estudiosos afirmam que existe uma diferença das lágrimas emocionais, aquelas pela qual choramos em relação a um sentimento de tristeza ou dor, para as lágrimas lubrificantes, quando entra um cisco em nosso olho, por exemplo. O que acontece é que as lágrimas que choramos quando estamos tristes ou felizes trazem benefícios que são mais voltados para uma sensação de bem-estar interno. Quando choramos nos sentimos melhor. É como se estivéssemos deixando uma carga para trás. Por isso, justamente é um choro emocional. Já as lágrimas que atuam como lubrificantes ajudam a manter os nossos olhos limpos de certa forma.

Choro: um aviso
shutterstock_262971224-2

Chorar é uma forma de comunicação

Nossos ancestrais já choravam para expressar um pedido de socorro quando sentiam dor. Chorar era uma forma de se comunicar. Os bebês e as crianças também fazem o mesmo. Quando choram com dor ou sem, elas querem se manifestar sobre algo.

Assim o choro é uma forma de comunicação que já existiu mesmo antes da fala. Expressando sentimento ou dor, ele consegue fazer com que a pessoa se sinta melhor e anda diminuir uma dor. A médica americana Judith Orloff afirma que as lágrimas trazem benefícios, pois as mesmas lubrificam os olhos, diminuem até o estresse e as cargas emocionais.

Lágrimas reprimidas

Se para alguns chorar é algo natural, para muitas pessoas esse é um processo difícil. Dependendo da cultura, do modo como cresceu e como os pais mostravam a explicação de um choro, algumas pessoas “trancam” o choro e tem muita dificuldade para chorar porque não querem expressar sentimentos internos.

E esse processo não é nada bom. A médica Judith Orloff aconselha os seus pacientes a chorarem sempre. Para ela, chorar é um ato de coragem e de força. E as lágrimas reprimidas se alojam no corpo causando sentimentos de emoções que se tornam reprimidas e que podem causar estresse e depressão. Por isso é tão importante chorar.

Chore. Pelo bem ou para o mal

Em seu livro “Liberdade Emocional”, Judith Orloff discute os benefícios de chorar e o quão as lágrimas podem ser libertadoras. Ela coloca em seus livros que outros pesquisadores afirmam que chorar pode aumentar a produção de endorfina, que proporciona sensação de bem-estar.

Por isso, não se limite a uma vergonha e não reprima qualquer sentimento. Seja olhando o filme, chorando pela saudade, pela perda, vitória, fracasso, o choro tem a sua importância e o melhor que você tem a fazer é chorar. Seja sozinho ou com um amigo. Solte o choro, libere suas emoções. Depois do choro, há sempre aquela luz de esperança nos chamando para viver.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br