Autoconhecimento Psicanálise

Eu não tenho mágoa de ninguém, será?

Ana Cerqueira
Escrito por Ana Cerqueira
Olápessoal, hoje vou falar sobre algo que andou permeando algumas discussões na minha semana: as mágoas.

É natural perguntarmos para as pessoas se elas têm mágoas de alguém e elas responderem que não, que ficam chateadas na hora, mas que depois passa. Pois é, a verdade é que não passa.

shutterstock_247625794 Todas as nossas chateações, momentos desagradáveis, tristezas, culpas, sentimentos de inferioridade, etc. pelos quais passamos na vida, se não elaborados, vão para o fundo do nosso inconsciente. Mas o que é elaborar? Elaborar é usar a razão para avaliar as situações, não deixando só a emoção tomar conta, compreendendo e perdoando o outro e a si mesmo. Achamos que a mágoa passou porque esquecemos, mas não temos ideia do que ela pode causar na nossa vida.

Toda essa energia negativa ruim jogada para o nosso inconsciente vai transformando-o em uma grande lixeira, que vai influenciar toda a nossa vida, sem que percebamos. As mágoas acumuladas durante uma vida podem levar ao câncer, à depressão e a outras doenças tanto físicas quanto psíquicas. Além disso, elas fazem com que descontemos no outro todas as nossas frustrações.

Se tivermos mágoa em um determinado momento da vida e jogamos para o inconsciente, em um próximo momento esse deslocamento acumulado com outras mágoas vem com a potência cada vez mais forte, e então podemos agredir e machucar quem não tem culpa das nossas tristezas.

O fato é: ninguém magoa ninguém! Nós que nos permitimos se sentir magoados.
E nos permitimos quando aceitamos o presente que não é nosso, é do outro: sua cara feia, sua raiva, sua frustração, seu egoísmo. Não se permita magoar, desenvolva em si a inofensibilidade, pois quem está em paz consigo e com a sua consciência não será afetado pelo que o outro irá fazer ou falar. Quem se ama e sabe amar ao próximo de verdade não se magoa, compreende que ele pode estar em um momento em que mais precisa de ajuda.

Amar não é estar bem apenas nos momentos agradáveis, amar é principalmente enxergar o outro como um mestre que te lapida e te transforma em um diamante, aceitando seus defeitos, suas limitações e não se deixando levar pela espera do que o outro não pode dar.

Ter mágoa é encher a lixeira do nosso inconsciente, que pode transbordar a qualquer momento, nos levando à infelicidade, vitimização e autopiedade.

É preciso esvaziar essa lixeira, perdoar e seguir em frente, deixar o passado para trás e viver o presente, que é o único jeito de viver de verdade. Compreenda o momento daquela pessoa que você sente que te desagradou, peça a Deus que te transforme em uma pessoa melhor em vez de ficar jogando a culpa das suas infelicidades no outro.

Ame e liberte-se de tudo que não sirva para a sua evolução.

Um grande beijo no coração de todos vocês!

Sobre o autor

Ana Cerqueira

Ana Cerqueira

Sou Psicanalista Clínico, com especialização em Métodos de Acesso Direto ao Inconsciente. Tenho graduação em Publicidade e pós-graduação em Comunicação Digital. Sou Autora do Blog “Amor pela Psicanálise”.

E-mail: [email protected] | [email protected]
Facebook: Amor pela Psicanálise
Instagram: @amorpelapsicanalise
Site: Blog Amor pela Psicanálise