Convivendo

Quanto tempo o seu corpo precisa para se adaptar ao horário de verão?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O verão chegou e com ele aquela adequação de horários que para muita gente é boa, mas para muitos outros nem tanto: o horário de verão. Você já reparou como algumas pessoas parecem não se adaptar tão fácil a essa mudança? E você, já teve dificuldade em acordar cedo na semana que o horário muda?

Levando em conta esses problemas e a quantidade de pessoas que tem dificuldades pela mudança de horário, o pesquisador Guilherme Silva Umemura, do grupo Multidisciplinar de Desenvolvimento e Ritmos Biológicos, fez um estudo sobre a mudança do horário de verão e o impacto que isso tem no organismo das pessoas.

“E você, já teve dificuldade em acordar cedo na semana que o horário muda?”

De acordo com Umemura, o principal problema é que temos que acordar mais cedo com essa mudança de horário, dessa forma a temperatura do corpo se altera mais cedo do que está acostumada, o que causa uma desestabilização no organismo em relação à temperatura e ao momento de repouso do corpo, o que gera modificações fisiológicas no organismo.

E o que isso significa na prática? Significa que pode causar diminuição do estado de atenção durante o dia, mais cansaço, problemas para dormir e diminuição do sono. Principalmente os adolescentes e jovens adultos podem sentir mais essas consequências.

A boa notícia é que o corpo se adapta. O que varia um pouco de pessoa para pessoa é o quanto tempo isso leva. Normalmente leva em torno de 14 dias para nos adaptarmos, mas em alguns casos a pessoa pode passar até mesmo o período todo de horário de verão sem se acostumar direito.

Tanned tourist woman in swimsuit and hat lying on sand and enjoying clear blue waters of Mediterranean sea at Cleopatra beach, Alanya, Mediterranean region, Turkey

No fim das contas, vale a pena essa mudança na rotina? De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a economia de energia no país chega a cerca de 4%. Pode parecer pouco, mas se levarmos em conta toda a quantidade de energia que consumimos no país todo, é um montante bem significativo de economia. E, gostando ou não, não podemos alterar isso! Então, o que podemos fazer é tentar nos acostumarmos da melhor forma possível, até o dia em que as fontes de energia forem mais baratas e sustentáveis e quem sabe assim não precisaremos mais de mudanças como o horário de verão.


Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]