Autoconhecimento Psicologia

Quem define o amor?

Iara Ponce Casal
Escrito por Iara Ponce Casal
Definitivamente o ser humano não nasceu para viver só. Precisa se agrupar, se associar, estabelecer vínculos.

Por diversas questões, culturais, sociais, religiosas entre outras, formar um vínculo duradouro com outra pessoa, mais conhecido como casamento, tornou-se quase uma obsessão nos dias de hoje.

Muitas pessoas nos procuram por estarem sozinhas, à procura deste vínculo, à procura do outro, chamado por elas de amor! Este é um processo que causa angústia, tristeza, decepção. Traz muitos questionamentos que causam dor.

Outra questão, além desta acima, é a dúvida das pessoas que já encontraram o outro. Estas, entram em grande conflito por não terem certeza de que, o que sentem, é na verdade amor.

São duas questões que, mostram os dois lados de uma mesma moeda. Só por estes dois questionamentos já dá para perceber que esse tal de amor, é mesmo complicado!

[block]0[/block]Mas, afinal, o que é o amor? Quem se arrisca a defini-lo?

Pois é, eu não arrisco, pois, uma coisa que aprendi é que, cada um ama do jeito que sabe e, do jeito que pode! Não se pode dar aquilo que não se tem! Somos diferentes e, não temos as mesmas coisas para dar.

Não existe o certo e o errado quando se trata de amor. O que existe, é aquilo que o casal está de acordo, aquilo que eles entendem como certo e, que principalmente esteja bom para ambos. Mas, para esse entendimento precisamos de um ponto de partida.

A definição seria este ponto de partida mas como ninguém se arrisca, vou dizer que, precisamos de três estruturas básicas para a sustentação saudável deste vínculo.

São elas:
– Amizade;
– Sexo;
– Admiração.

Não exatamente nesta ordem e, também sem maior peso para uma ou outra. As três precisam estar presentes, pois se faltar uma delas o relacionamento perde o equilíbrio conseguido inicialmente pela paixão. Mas, como todos sabemos paixão é o combustível inicial, seria a ignição do motor.

E o restante da viagem, como seguir? Para dar continuidade a um relacionamento, ele precisa daquele que eu gosto de chamar de “tripé de sustentação”! Alimentar dia após dia a amizade, construir dia após dia o sexo e, ter motivos para admirar o outro todos os dias, será a receita do sucesso de um grande amor!

Sobre o autor

Iara Ponce Casal

Iara Ponce Casal

Psicóloga, com 21 anos de experiência clínica. Especialista em Terapia Familiar e Abordagem Sistêmica pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), com ênfase em Psico-Oncologia e Ansiedade. Atua em consultório particular em São Caetano do Sul (SP) desde 1994. Além do atendimento clínico, ministra palestras, cursos, workshops e também programas para valorização da Autoestima feminina, imagens mentais e grupos específicos, visando o tema ansiedade e estresse.

Telefone: 11 4229-4132
WhatsApp: 11 9.9153-4128
Consultório: R. Marechal Deodoro, 727, B. Sta. paula - SCSul
Blog: www.iaraponcecasal.blogspot.com
Facebook: ESATI Espaço Sistêmico Aberto de Terapias Integradas