Autoconhecimento

Recomeçar… Um bom começo de nova vida – Capítulo 4

Capa do livro "Recomeçar... Um bom começo de nova vida"
Benedito Milioni
Escrito por Benedito Milioni

Capítulo 4: O nada antes de tudo

O que vem antes do recomeçar pra valer? Pode ser muita coisa e não cabe aqui relacioná-las, mas vamos nos ater ao que mais importa: o que precede o recomeço intenso e transformador.

Subitamente, você sente um vazio atordoante: é o que sobra da ruptura com o que precisa ser mudado, instante exato da consciência de que há o que zerar e, logo a seguir, uma nova contagem ser iniciada. Ouvi dizer que nessa hora o Criador manda um anjo da sua mais absoluta confiança para sussurrar no ouvido do vivente: “Segura aí, porque vai zerar tudo e você vai ver um imenso nada, mas não se desespere, porque aquilo que vier depois – virá! – será muito bom para você!”

É como o enorme silêncio que vem depois do relâmpago e antes da trovoada: os pássaros ficam quietos, o vento os acompanha com medo também, os raios aceleram a velocidade da queda para fugir do que virá, uma coisa espantosa! É um silêncio de deserto distante, daqueles em que apenas os seres alados ousam dar os seus volteios, silêncio apropriado para reflexões e reordenamento das forças, silêncio que nos é oferecido para acalmar as inquietações e deixar de ouvir as vozes dos que conspiram contra nós, sejam deste ou de quaisquer outros mundos.

Relâmpago visto no céu, no começo da noite, repleto por nuvens.

Quer recomeçar as relevâncias da sua vida? Conte com isso: na hora exata virá o estrondoso silêncio aqui referido, a abençoada ocasião para que se acalme, reflita mais uma vez sobre as dores, aflições, angústias e comece a atirar longe as pedras dos medos e sentimentos de menos-valia de si e se prepare para ouvir o coro de vozes amigas que lhe chegarão como permissão para o recomeço.

Nesse hiato de silêncio ensurdecedor você deve cuidar para que as vozes da desesperança e os fantasmas dos medos e das inseguranças não ocupem o espaço e os preencha com as muitas frases que apenas se mostram como obsessões. Das muitas, as que mais conspiram contra a felicidade humana têm sido:

  • “Gato escaldado tem medo de água fria” (aqui, com o sentido de que se já não deu certo, não dará mais).
  • “Deixe a vida te levar” (e costuma levar para um buraco mais fundo…).
  • “O que tiver que ser será” (mas se não tentar aí mesmo é que não vai ser!).
  • “Estava escrito, conforme-se” (onde?).
  • “É… fio(a) …melhor mesmo é se conformar” (pensando assim, ainda estaríamos nas cavernas…).
Você também pode gostar

O fato é que o recomeço de algo importante na vida nunca é tarefa das mais fáceis, muito menos indolor, como a queda de dente de leite. Recomeçar requer espírito forte e vontade de faminto diante da proximidade do alimento e sobretudo ouvidos surdos para as sandices das bocas sem sentido e dos que perderam a capacidade de sonhar e de se reconstruir. A dor passa, junto com cada movimento de reconstrução, até que fica para trás e não mais provoca incômodos. O projeto de recomeço segue adiante, juntando às dores todo o lixo que se despeja nas pessoas que apenas querem provar para si mesmas que são capazes de reconstruir, refazer, realinhar, rearquitetar, recomeçar enfim!

E, finalmente, o mais grandioso na fase do silêncio vazio que antecede um recomeço: você, caro(a) leitor(a), terá muito tempo para fazer uma reflexão avaliativa dos fatos que descrevam a situação que pretende deixar para trás e sucedê-la pelo cenário que virá com o recomeço. Para tanto, o que se pode recomendar é:

Uma passagem por seu espaço religioso e, nele, as preces e pensamentos que couberem. Agindo assim, você robustecerá a sua sintonia com o divino da sua existência e certamente dele trará forças, energias e luzes para a sua caminhada de recomeço.

Mãos de uma pessoa estendidas com as palmas voltadas para cima, em sinal de oração.

Um tempo de recolhimento em local sem conexões com o mundo do seu cotidiano, em paz e muita meditação. Tome o tempo que for necessário. Nada de pressa. Cuide para que esteja sozinho(a), de modo que os diálogos internos e as vozes sutis que vêm ainda não se sabe muito bem de onde possam influir nos pensamentos e nas luzes que devem ser despejadas sobre eles.

Tomar uma folha de papel, dividi-la em três partes iguais com uma linha vertical e, no topo de cada uma das colunas resultantes dessa divisão, escrever: ONDE PISEI NA BOLA, ONDE PISARAM NA JACA COMIGO, VARIÁVEIS INTERVENIENTES E NÃO CONTROLÁVEIS.

Na coluna ONDE PISEI NA BOLA, anote tudo que tenha feito e que se refletiu na situação-problema que justifica um recomeço, mas TUDO MESMO, corajosamente, de forma adulta e sem reservas tolas. Esgote as suas memórias do que tenha feito, aproveite para dar uma espécie de faxina nelas. Na coluna ONDE PISARAM NA JACA COMIGO, registre as ações de terceiros que contribuíram para que se instalasse a situação que precisa passar por recomeço. Na coluna VARIÁVEIS INTERVENIENTES E NÃO CONTROLÁVEIS, faça a inclusão dos fatos e ocorrências que vieram de fontes sobre as quais você não podia e não teve qualquer regência, mas que foram influentes no elenco de fatos que chegaram ao que precisa ser recomeçado.

Mulher sentada escrevendo em um caderno com uma caneta.

Finalmente, examine tudo com muita atenção e conclua sobre os cuidados a tomar no que será recomeço, para que as mesmas perturbações da sua paz não se repitam ou possam ser melhor administradas, quando não prevenidas ou minimizadas.

Trocando em miúdos: leis de Deus e da sua serva mais diligente, a Natureza, preveem todos os cenários que serão o entorno dos seres humanos e sempre lhes dão a devida oportunidade para se reconhecerem e aos momentos, com tempo mais do que suficiente para parar, pensar, entender e começar a agir! Conte com isso!

Anterior Capítulo 4 Próximo

Sobre o autor

Benedito Milioni

Benedito Milioni

Graduado em Sociologia e Administração, 46 anos de carreira executiva e técnica em Desenvolvimento de Pessoas, autor de 32 livros, autor de 5 e-books, co-autor de 15 livros e autor de 25 manuais técnicos.

Dirigiu treinamento para mais de 3.349 grupos (cerca de 81.000 treinandos), dos quais 36.760 da área de RH, cerca de 24.736 Gestores e Líderes, 18.610 na área Comercial e 3.318 em Competências de Negociações . Formou cerca de 2.450 Instrutores e Multiplicadores Internos e 610 Consultores Internos Participa, regularmente, como conferencista sobre Tecnologia de Gestão em T&D em eventos nacionais e internacionais.

Apresentou mais de 2.104 conferências e palestras para mais de 200.000 pessoas. Prestou serviços a mais de 440 empresas, no Brasil e no exterior (América Latina, América Central, África e Europa). Júri de prêmios de Excelência na Gestão de Pessoas.

Publisher da GESTÃO DE PESSOAS EM REVISTA.

Contatos:

Av. Paulista, 2.202 , 3o. Andar CEP 01310-300 - São Paulo – SP
Site: www.milioni.com.br
Email: [email protected]
Telefone: 11 3508-1990 | 4158-7435 | 99909-5858
Facebook: www.facebook.com/bmilioni Linkedin: linkedin.com/benedito-milioni

Canal no Youtube