Autoconhecimento

Reprograme a sua mente em 5 passos

Someone is erasing a drawing of the human brain. Conceptual image relating to dementia and memory loss. Digital illustration.
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Oestudos sobre Programação Neurolinguística (PNL) ganharam força nos anos 70, graças ao estudante de psicologia Richard Bandler e o professor de linguística John Grinder, ambos da Universidade de Santa Cruz (Califórnia-EUA).

Segundo essa metodologia nossas atitudes são influenciadas por uma rede interna de pensamentos e emoções. Para reprogramar esta rede devemos entender nosso jeito de agir. Quem adota esta técnica aprende a aperfeiçoar suas capacidades e recebe incentivo para isso.

A Programação Neurolinguística pode ser usada no âmbito pessoal e no profissional. Confira aqui 5 passos para reprogramar sua mente em um mês.

  • Não fale expressões negativas

A reprogramação mental começa pelo vocabulário. As palavras atraem e quando você diz a todo instante “não sou capaz”, “nunca vou conseguir”, “isso não é pra mim”, “estou condenado ao fracasso”, tudo isso se torna verdade e você se acostuma. Se policie para tirar palavras e expressões negativas do seu vocabulário.

  • Evite as hipóteses

Quantas vezes você já falou “e se”? Muitas, não é mesmo? Tal expressão é um terreno fértil para dúvidas e estagnações. Claro que ninguém está livre de ter dúvidas, porém, em determinados momentos, elas ganham tanta força que tiram nosso ânimo para lutar. Aja sempre e se você errar aprenda com os erros e siga em frente.

  • Diminua os superlativos

Esta é uma dica importantíssima para sua vida, para entendê-la, repita milhões de vezes, nada de superlativos. As expressões “importantíssimo”, “milhões de vezes”, “péssimo”, “certíssimo” são figuras que intensificam uma característica. Elas devem ser evitadas porque tiram a real dimensão de um assunto ou situação.

Ao enviar um e-mail de trabalho com o título “importantíssimo” você pode gerar uma tensão por algo que já era previsto e já com um plano de ações para ele. Já nos relacionamentos familiares e amorosos, a frase “já falei milhões de vezes” passa a impressão que você não faz outra coisa a não ser contabilizar os erros alheios.

  • Tenha uma motivação para cada dia

Quando for ao banheiro, logo após acordar, se olhe no espelho e diga como quer que seja o dia. Diga coisas do tipo “eu vou dar o meu melhor”, “hoje eu vou ser mais tolerante”, “hoje eu vou relaxar e me divertir”. Diga tudo isso confiante, nada de “se eu…”.

  • Aprenda a arte da gentileza

Quando você é gentil, o maior beneficiado é você. Quem aprende a ser gentil conhece a sua essência e a do outro. Comece com você mesmo e veja como será fácil ser com todos a sua volta.

Nada é difícil de fazer, certo? Aplique as propostas em seu cotidiano hoje mesmo! Conte-nos se teve alguma dificuldade e o que melhorou.


Texto escrito por Sumaia de Santana Salgado da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]