Autoconhecimento Convivendo

Rir faz bem à saúde

Grupo de quatro amigos rindo ao ar livre.
FabioFormaggio /123RF
Carlos Pompeu
Escrito por Carlos Pompeu

Bom humor é essencial para se ter uma melhor qualidade de vida, assim como a música. Sendo que partimos do princípio de tudo: o amor é incondicional. Por isso é preciso crer, ter fé; com alegria em viver. Então construa, erga um templo de paz em seu coração.

Estabeleça um propósito para a sua vida, com calma, paz interior e uma dose cavalar de paciência e outra de tolerância; além de muita tranquilidade. Pois bem, estes são os alicerces para alcançar o bem-estar existencial.

O pensamento tem poder de realizar os nossos sonhos. Acredite, creia; tenha fé na vida, em um futuro bem melhor. Cultive a autoestima, o amor-próprio. Tenha autoconfiança, busque o autoconhecimento.

Saiba que o que realmente importa é ser feliz, encarando o amor como um sentimento que leva a querer o bem; é afeição profunda, carinho, compreensão, tolerância, ternura, companheirismo, amizade. Isso porque o amor é incondicional.

Grupo de cinco amigas rindo na rua
nappy/Pexels

Acredite que o que parece ser impossível pode vir ser a mola propulsora para se atingir o possível. Aliás, o que é extraordinário, de acordo com as leis da natureza, que é mais do que depositar, crença íntima, em objetos de cera, que tendem a desaparecer nas areias do tempo.

Leve consigo, em sua “nécessaire”: uma poção de carisma, de boa vontade, além de coragem para se libertar das amarras que lhe impedem de sorrir. Pois a força vibratória de uma risada, a gargalhada, é poderosa, gera a magia da alegria.

Você também pode gostar

Porque o otimista é aquele que acredita que coisas boas acontecerão. Por isso tem a plena consciência de que a felicidade é a gente que cria, então sorria. Mesmo se não estiver sendo filmado, sorrir não machuca; e faz muito bem à saúde. Isso ocorre porque o bom humor, quando compartilhados pelo riso, propicia intimidade, contribuindo para o espírito de alegria, fazendo bem à saúde, fortalecendo a imunidade, liberando energia positiva.

Sobre o autor

Carlos Pompeu

Carlos Pompeu

Carlos Pompeu, 46 anos, bacharel em Direito e formação em Letras, tendo sido redator publicitário e colunista em jornais e revistas, escreve em blogues, sobre entretenimento e cultura, na internet, sendo autor de livros virtuais de ficção, no qual adota o pseudônimo Boris de Pedra. Começou, ainda nos anos 1990, com esse nome artístico,”Boris”, em uma banda de Rock, na qual tocava baixo e cantava, além de compor as músicas e letras.

Já no século XXI, migrou para a Literatura, não tendo ainda nenhuma publicação, mas com a esperança de ter sua obra editada. No entanto, sabe que essa possibilidade encontra-se na formatação de um público leitor, o que vem fazendo, escrevendo na internet.

Atualmente tem suas atenções voltadas para a Terapia Holística, sendo sua especialidade o Reiki, com a graduação Nível III, o que o inspirou a escrever textos com a temática esotérica, que abordam a espiritualidade, pensamentos positivos e a autossugestão mental.

E-mail: [email protected]
Site: tecnocibernetico.wordpress.com/