Autoconhecimento Comportamento Energia em Equilíbrio

Seja mais feliz em 7 dias

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Vivemos dias em que a correria toma conta da nossa rotina. Assim, acaba ficando bem fácil termos pena de nós mesmos e nos perdermos em meio à sensação de tédio. Mas, mesmo nos dias mais difíceis, algumas pessoas conseguem manter o otimismo e enfrentar os golpes da vida, apenas com alegria.

Alguns indivíduos têm a sorte de possuir um temperamento mais positivo e otimista. Mas, utilizando algumas técnicas durante a sua semana, é possível melhorar bastante o seu astral. Conheça aqui sete delas:

Primeiro dia: escreva, faça um diário

Uma boa dica para começar a ser mais feliz é iniciar um diário. Conseguir colocar os sentimentos em forma de palavras ajuda para que as emoções sejam dominadas e, assim, você vai conseguir analisá-las através de uma outra perspectiva, de um novo ângulo.

Com apenas quinze minutos diários se dedicando a escrever um diário, os sintomas de ansiedade e de depressão são reduzidos de maneira considerável, além de proporcionar uma melhora de desempenho nas atividades e no fortalecimento do sistema de imunidade.

Segundo dia: pratique a gentileza

Já ouviu falar que gentileza gera gentileza? Pois é. Por mais clichê que possa parecer, praticar a gentileza funciona no processo para se tornar uma pessoa mais feliz. Segundo pesquisas, as pessoas com mais generosidade em sua personalidade são em geral mais saudáveis e felizes.

Terceiro dia: dê valor a quem você realmente ama

Você já se imaginou sem a companhia daquele seu grande amigo ou do seu parceiro? Dói só de pensar, não é? Um estudo recente descobriu que aqueles que não têm tanto apego com as pessoas que amam se sentem melhor. Isso acontece porque elas passaram a entender que nem sempre estas pessoas estarão disponíveis para elas. Mas é importante saber que elas também os amam. No entanto, cada um tem uma maneira diferente de demonstrar este sentimento.

Quarto dia: lembre-se dos momentos bons que viveu na vida

happy fingers happy friends fingers and peace

É muito importante ter um propósito e uma meta na sua vida. Descobriu-se recentemente que as pessoas que têm um sentido na vida são mais resistentes mentalmente. Ver as fotografias antigas é uma boa opção para se lembrar nos momentos mais difíceis das coisas que realmente valem a pena, como amigos, família, conquistas, trabalhos, etc.

Além disso, este hábito ajuda a aliviar sofrimentos por ansiedades e decepções que foram causadas mais recentemente.

Quinto dia: reverencie- se

Os nossos dias tendem a se tornar tediosos por causa da rotina. Por isso, uma boa dica é se permitir reverenciar, seja um culto do tipo religioso, olhar um céu estrelado, ou apenas pensar no que nos faz realmente bem. Isso nos torna mais felizes, altruístas e menos ansiosos e impacientes.

Sexto dia: por pelo menos uma semana, esqueça-se dos seus vícios

Com o passar do tempo, algumas das coisas que já nos proporcionou muito prazer acabam perdendo sua intensidade, levando-nos à busca eterna pela satisfação completa.

Abandonar por pelo menos uma semana fontes desse prazer, como o programa preferido de televisão, aquela cervejinha no happy hour, o doce favorito, é importante para que sejamos capazes de redescobrir o que nos causava deleite no início. Passados os sete dias, você perceberá uma nova sensação de prazer, bem como descobrirá outras fontes de deleite e de entretenimento.

Ter essa consciência ajuda para que passemos a enxergar os prazeres pequenos da nossa vida, melhorando ainda a ansiedade e o estresse.

Sétimo dia: se livre da culpa

O último passo para ser mais feliz é parar de remoer as feridas do passado. A culpa, por exemplo, provoca diversos efeitos negativos, além de proporcionar infelicidade e muita ansiedade.

Por isso, uma boa dica é passar a cultivar apenas sentimentos bons em relação a si próprio e aos que nos cercam.


Texto escrito por Flávia Faria Santos da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]