Autoconhecimento Psicologia

SOS Férias: Alô, Papais e Mamães!

happy family in summer nature. Dad mom and son child flying a kite
Samuel Oliveira
Escrito por Samuel Oliveira

Chegam as férias, tempo tão bom e esperado por nossos pequenos heróis do futuro. Percebo que, ao longo dos anos, os pais vêm tratando cada vez mais seus filhos como o centro da atenção e, assim, deixando-os codependentes de suas emoções.

Mas, afinal, Samuel, é tão ruim meu filho depender de mim?

Sim. Preste atenção!

Happy family in the pool, having fun in the water, mother with t

Nossos filhos dependeram nove meses dentro da barriga da mamãe e mais alguns poucos anos após sair dela. Quando já conseguirem comer sozinhos, é um indicativo para as mamães começarem o processo de desapego e passarem o trabalho para os papais!

Sabe por quê?

A função materna é responsável pelo amparo, amor e alimento. A função paterna é responsável por ensinar o filho a olhar para a vida (isso será tema de outra matéria).

É simples. As crianças que dependem dos pais temem ficar sozinhas, são dependentes emocionais, desenvolvem falta de autonomia/ segurança própria, medos, pouca tolerância a frustrações e baixa autoestima.

Os pais nunca vão conseguir dar tudo para os filhos, eles precisam aprender a conquistar, na vida, o que eles precisam e o que eles querem. Se eu, pai, der tudo a meus filhos, estou dando a seguinte mensagem subliminar: “Eu sou capaz de dar tudo que você precisa, mas você é fraco e não vai conquistar nunca o que quer”.

Isso é cortar a motivação e a capacidade de ir à vida. O amor é SEMPRE liberdade; se você ama seus filhos, você se liberta.

Happy family having fun outdoors and smiling. They are on the field, the last rays of the sun.

Nenhum está preso ao outro, cumprimos uma função, deixando bem claro o caminho para seguir em frente.

Você ama seu filho? Mostre o caminho da vida, não ande por ele.

Um bom e saudável desenvolvimento infantil acontece quando a criança tem o seu próprio espaço, seus próprios brinquedos, sua própria cama e com isso, suas responsabilidades e seus deveres.

Afinal, qual é a grande missão do terapeuta/psicólogo/psicoterapeuta?

A mesma dos pais!

Qual, Samuel?

Ensinar seus filhos a andar com suas próprias pernas. Eu, pai, passo a meus filhos o essencial, os princípios básicos, a partir daí eles seguem em frente para a vida.

Sobre o autor

Samuel Oliveira

Samuel Oliveira

Acadêmico de Psicologia pela Universidade do Extremo Sul catarinense (UNESC). Atualmente bolsista voluntário no Grupo de Pesquisa em Psicologia Anomalística e Processos Psicossociais - GRUPPA e pesquisador e integrante do Grupo Interdisciplinar e Interinstitucional de Estudos e Pesquisas sobre o Meio Ambiente e Espaço Urbano (GIPMAUR).

Possui experiência em Neurociências pelo Laboratório De Neurociências - Neurolab na Unidade de Neurodegeneração- UnNeDe.

E-mail: [email protected]
Blog: psicologiascotidiano.blogspot.com.br
Facebook: /OliveiraSAamuel