Autoconhecimento

Truques simples para combater o estresse

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Dizem que o mal da humanidade é o estresse. Essa palavra vem sendo utilizada frequentemente em nossa sociedade e pode ter significado diferentes para as pessoas. Em geral, esta é uma doença silenciosa, caracterizada por sensações distintas sem causas aparentes, como por exemplo, preocupação, irritação, medo e/ou nervoso.

Mas, apesar de sua causa ser desconhecida, o corpo humano é capaz de nos avisar de que algo não anda muito bem. Problemas na pele, dormir pouco ou demais, alterações bruscas no humor, tensão nos músculos, ansiedade, perder o interesse por atividades antes rotineiras e problemas na hora de se concentrar e na memória, podem ser alguns dos sinais de estresse.

Momentos estressantes são comuns na vida de qualquer pessoa nos dias de hoje. Mas, a partir do momento que este sentimento se torna excessivo, o estresse acaba se tornando um grande problema.

Alguns truques bem simples ajudam na hora de combater e a amenizar esse mal.

Mantenha uma dieta balanceada e pratique atividades físicas – Eliminando as toxinas

shutterstock_255032980 Todos nós sabemos que alguns alimentos são prejudiciais para a saúde do nosso corpo. E é assim também com o estresse. Nosso corpo acaba absorvendo muitas toxinas ao passar do dia que nosso sistema de imunidade não é capaz de eliminar por completo, agravando o problema.

Manter uma dieta balanceada, com um consumo balanceado de proteínas, de carboidratos, de gorduras, de minerais e de vitaminas, ajuda o organismo a se manter saudável e a enfrentar com mais vitalidade os problemas do nosso cotidiano. Da mesma maneira, se existe um excesso ou uma ausência de algum desses nutrientes, é necessário que o nosso corpo faça uma força maior para compensar o problema, gerando um desgaste maior. Vale ressaltar ainda, que algumas substâncias são capazes de agravar o quadro, como por exemplo o sal, o açúcar e a cafeína.

Já a prática de atividades físicas ajuda a alterar o foco de algum problema que possa estar incomodando. Além disso, a adrenalina e a endorfina ajudam na produção de sensação de bem-estar e de prazer.

Modifique suas atitudes

shutterstock_141841507 Segundo estudos, a forma como respiramos tem ligação direta com o que sentimos, ou seja, com as nossas emoções. Quando nos sentimos ansiosos, acabamos de maneira involuntária respirando mais rapidamente. Quando percebemos isso e respiramos direito, nosso corpo volta ao seu equilíbrio natural. Uma das maneiras de se estabelecer esse equilíbrio é através da pratica de meditação.

Outra boa dica é rir mais durante o dia. Risos liberam endorfina, hormônio que prolonga e propicia bem-estar, criando dessa maneira, uma sensação de relaxamento. Além do mais, rir é uma boa maneira de se ver o problema por uma perspectiva diferente.

Seja positiva (o)

shutterstock_152853110 Os psicólogos utilizam uma expressão, que no português se traduz como ‘fala positiva’. Segundo eles, quando as pessoas se sentem ansiosas ou se veem em situações estressantes, é necessário parar e refletir por um instante os fatos que o levaram a se sentir assim. É comum diante de problemas, cultivarmos pensamentos negativos, como sofrimento e injustiça. Mas, quando não damos espaço para soluções e falas positivas, o problema se agrava e se torna um vício, fazendo com que o indivíduo fique exposto a um estresse mais prolongado.

Quando não pensamos positivo, não vemos soluções que seriam facilmente observadas se mantivéssemos essa postura.

Por último, devemos alertar, que se você não conseguir por si só controlar o seu estresse, procure a ajuda de um profissional. Tente antes de tudo, identificar o que anda lhe estressando e veja qual a melhor solução para eliminar esse problema.


  • Escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br