Convivendo

Uma expedição para explorar mais a felicidade

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Dois jornalistas resolveram propor um projeto jornalístico para compreender como a humanidade está buscando a felicidade. Para isso, eles pretendem viajar por dezenas de países, pelos cinco continentes, para escrever semanalmente histórias sobre como cada um busca a sua felicidade.

Para conseguir o apoio financeiro e colocar este projeto em prática, eles se apropriaram do uso do financiamento coletivo, através da plataforma Catarse. O projeto foi encerrado há poucos dias e eles conseguiram arrecadar o valor necessário.

Conversamos com o casal para descobrir um pouco mais sobre esse projeto. Confira a entrevista:

Eu sem Fronteiras: ​ O​ que é o Gente Extraordinária?

gente_extraordinaria (1)O Gente Extraordinária é uma investigação jornalística sobre os diferentes conceitos de felicidade ao redor do mundo. É um projeto de dois jornalistas que vão entrevistar pessoas pelos cinco continentes e contar suas histórias em texto, vídeo e fotos​.​  

​Vamos​ a partir da busca pela felicidade de cada uma delas ​ e contar que decisões  ​elas ​tom​aram​ e como forj​aram​ sua vida na eterna tentativa para ser feliz. A ideia é que a gente consiga mostrar como a jornada de cada um molda o lugar onde elas vivem ​ e​ apresentar os destinos que visitarmos através de seus personagens.

​ESF: O​ que vocês querem atingir com esse projeto?

Nosso objetivo é construir um painel que mostre os diferentes conceitos de felicidade na humanidade nos nossos dias. ​ De quebra, esperamos também explorar uma nova forma de fazer jornalismo e formar leitores a partir de histórias inspiradoras​.

​​ESF: Como surgiu ​ o Gente Extraordinária​?

Nós somos namorados, e moramos juntos. Sempre tivemos longas conversas e discussões sobre o jornalismo. Sentíamos falta de nos comunicarmos com o jovem e um desânimo com a maneira com que os grandes veículos de mídia lidavam com as gerações mais novas. Nossa vontade de experimentar novas maneiras de contar histórias e criar empatia com esse público nos levou a discutir o tema, e aos poucos a ideia foi tomando forma em torno da felicidade como um tema de aproximação do brasileiro com o resto do mundo.

​​ESF: P​or que investigar sobre a felicidade?

​Porque ​ a felicidade​ é um tema universal, que diz respeito a todas as pessoas; e é uma questão cada vez mais prioritária para as gerações abaixo dos 30 anos.  ​E​ste é ​o público com quem a gente quer se comunicar, e assim teremos a oportunidade de buscar no exótico, nas culturas estrangeiras, o que elas têm em comum com o jovem brasileiro.

gente_Extraordinariaaa (1)

​​ESF: ​C​omo vocês acreditam que vai ser essa experiência?

Acreditamos que será uma experiência muito enriquecedora. Estaremos experimentando novas formas de contar histórias e de se fazer jornalismo na internet. Ao mesmo tempo, estaremos em contato com as mais diversas línguas, culturas, gastronomias, paisagens, filosofias, religiões, maneiras de ver o mundo. É assustador se deparar com tantas possibilidades, e é isso mesmo que nos anima.

​ESF: Q​ual foi o maior desafio?

O maior desafio é exatamente a parte prática​:​ entrar em um mundo absolutamente novo sem ter muita referência do que dá certo e o que não dá.​ Tem​  um monte de gente legal experimentando empreendedorismo em jornalismo digital  mas ninguém tem as respostas ainda. Então viramos noites quebrando a cabeça para tirar um projeto jornalístico de inovação absolutamente do zero, em um país em crise econômica​. Isso sem mencionar que​ todo ​o trabalho do Gente Extraordinária está  nas mãos de ​ apenas​ duas pessoas​: eu e a Bruna . ​Isso tudo é ao mesmo tempo o maior desafio e o maior tesão.

ESF:  ​O​ que é para vocês a felicidade?

Cada um tem ​seu próprio conceito de felicidade​, e ele ​ muda o tempo todo. Por isso acho que essa investigação é tão bacana. Sem enrolar, te digo o que penso hoje: ​felicidade para mim é minha namorada comigo. É contar histórias, é conhecer gente, é descobrir novas maneiras de ver e de se relacionar com o mundo, é viajar. É tudo isso e muito mais, com a minha namorada comigo.

ESF: ​P​or​ ​que a felicidade é tão relacionada ao consumo?

Nós não somos especialistas no assunto, estamos justamente querendo descobrir os “quês” e “porquês” da felicidade. Acho que para muitas pessoas a felicidade realmente está associada ao consumo, e isso é reforçado pela propaganda e por parte da produção cultural o tempo todo.

ESF: ​V​ocês se inspiraram em algumas pessoas?

Nos inspiramos em algumas ideias, como o Out of Eden Walk, do jornalista e  ​biólogo ​Paul Salopek. Ele está refazendo, a pé, o caminho de migração do Homo sapiens desde sua origem, na Etiópia.

​Outras referências são o Humans of NY, ​ do Brandon Stanton; e o

Haroldo Castro, da Viajologia​, que reconhece a viagem como uma escola dinâmica​​.

ESF:​ E​xiste um segredo para viver a felicidade?

Nós sinceramente acreditamos que não, e é justamente por isso que queremos conhecer o maior número de pessoas possível para ouvir o que elas têm a dizer sobre isso. Acho que há várias boas respostas, e quero ouvi-las e contá-las todas.

ESF: ​Q​ual o conceito mais usado de felicidade para pessoas?

Nós não sabemos ainda, mas a partir de janeiro vocês podem acompanhar nossa investigação quase em tempo real n​as nossas redes sociais.

ESF: ​P​or que algumas pessoas associam a felicidade, simplesmente a largar tudo e viajar​,​  como se esta fosse apenas a única fórmula de felicidade?

Nós também não sabemos! Vamos investigar isso durante os próximos três anos. Repetimos quase como um mantra que existem infinitos caminhos para a felicidade, ​e ​ cada um faz o seu. A felicidade de um pode ser o tédio profundo e infeliz de outro, e é isso que faz do mundo um lugar tão rico.

ESF : F​iquem ​à​ vontade para escrever algo.

Estamos na reta final do nosso financiamento coletivo. Ajudem a gente a buscar na diversidade desse mundão o que se pensa sobre a felicidade por aí. É rapidinho, em menos de três minutos você entra no >>catarse.me<<, se cadastra (pode ser pelo ​F​acebook) e contribui para a nossa investigação pela felicidade!


• Entrevista realizada por Angelica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]