Autoconhecimento

Viagem e Autoconhecimento – Parte 2

Autoconhecimento
Juliana Ferraro
Escrito por Juliana Ferraro
Viajamos eu e o meu marido, de Kombi, por um mês e meio, pela Bahia. Saímos de Paraty (RJ) dia 16/12 e voltamos dia 05/02.

Bom… Uma das primeiras perguntas sobre viajar é: de onde surgiu essa ideia?

Na minha vida de viajar, quase nada foi muito planejado. Foi desejado, mas sem muita forma. E sempre as coisas foram se construindo pouco a pouco e de acordo com outras coisas que vão se encaixando, e aí a gente vai tendo ideias que tomam forma e de repente planos mudam de acordo com como se encaixam as ideias, o tempo e o dinheiro.

A gente não ficou planejando muito tempo antes… A Kombi surgiu já fazia tempo e a ideia sempre foi fazer algo bem legal com ela, mas durante vários meses nada aconteceu…

Até que eu fiquei sabendo por várias pessoas que admiro muito, que teria um Workshop de Ashtanga Vinyasa Yoga em Santo André, na Bahia. Vi as datas, o valor. Tinha vaga e me inscrevi. Sabia que no final de janeiro eu estaria ali.

Autoconhecimento

Pouco tempo depois, o meu cunhado, amante da boa música eletrônica e do Universo Paralello, nos convidou para irmos com ele nessa edição. E como não nos vemos muito (ele mora em outro país e viaja muito), ele nos ofereceu os ingressos de presente de natal! Uau! Amamos o presente!!!

Agora já tínhamos dois pontos de ancoragem dessa viagem: Pratigi e Santo André. Falei para os dois que eu faria o curso de yoga e eles toparam se juntar a mim e se inscreveram também.

Aí foi o rolê de conversar com pessoas que indicaram pessoas e achamos uma casa para alugar em Santo André, por um preço justo e conforto.

Então, tínhamos que ir de Kombi! Ela estava lá só esperando sua vez de tomar a cena! Calculamos quanto tempo levaria dirigindo até Pratigi sem pressa. Tínhamos que chegar dia 27. Por isso, saímos de casa dez dias antes. Para ter tempo de paradas, descanso e, claro, conhecer os lugares pelo caminho.

Escolhemos olhando pelo mapa onde parar. Por indicação e lendo conselhos pela internet, escolhemos: Rio das Ostras, Guarapari, Itaúnas, Caraíva e, por último, Itacaré.

Encontraríamos o terceiro integrante, o meu cunhado, no festival. Que acabou dia 3/1 e dali só precisaríamos estar em Santo André dia 12/01. O Fab já tinha visitado junto com o seu irmão, 6 anos atrás, a Chapada Diamantina e queria que eu conhecesse. Fomos para lá!

Foi tudo se encaixando como em um quebra-cabeça e durante a viagem íamos decidindo onde passar um dia a mais ou a menos. Em Caraíva, amamos, estendemos um dia. Em Itacaré, decidimos ir embora um dia antes, o que ajudou a chegar antes no festival e achar um bom lugar para a barraca.

Muitas coisas não planejadas aconteceram, a gente sempre chegava e somente depois ia procurar camping… Nada reservado antes. E dá certo, eu estou viva aqui para contar, né!? Rsrsrsrsrs

Aos poucos e com esse planejamento, fui acostumando com a ideia e absorvendo e programando outras coisas. Mas nada foi planejado de uma vez…

Assim…

Mais curiosidades sobre a viagem? Escreva para mim!

Namastê! =)

Sobre o autor

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro

Juliana Ferraro é psicóloga por formação e viajante por amor às coisas novas da vida. Seu contato com diferentes línguas e culturas começou quando ela ainda trabalhava no Club Méditerranée, depois disso fez um mochilão pelo mundo em busca de autoconhecimento. Em pouco mais de 1 ano conheceu diversos países asiáticos, em especial a Índia, onde fundou uma paixão profunda pelo Yoga e pela meditação. Hoje, ela é professora de Yoga e terapeuta reikiana em Paraty, RJ.

Contatos:

Facebook: /juliana.ferraro | /lotusviajante
Instagram: @ferrarojuju | @lotus_viajante
Site: www.lotusviajante.com | www.casadodharma.com
E-mail: [email protected]