Autoconhecimento Convivendo

Viver com Integridade Interior, o caminho para a autodescoberta

Silhueta de uma pessoa de frente para o mar durante o nascer do sol.
Deise Aur
Escrito por Deise Aur

Muitos de nossos problemas existenciais, desequilíbrios e conflitos internos têm relação com a falta de integridade interna.

A integridade interior é a base para o desenvolvimento humano, pois um ser humano totalmente fragmentado é como um cristal trincado.

Para se ter integridade é necessário ser sincero consigo mesmo, reconhecer suas virtudes, e também, suas mazelas, enxergando sua própria realidade, enfim, verdade individual, para assim poder viver sua existência de forma lúcida e real.

Ter integridade interior é sermos nós mesmos de instante a instante, sem nos deixarmos influenciar e hipnotizar por vibrações, energias e pensamentos alheios a nós, e assim, sermos manipulados e até nos anularmos diante dessas influências.

Quando tomamos consciência disso, damos o passo inicial para preservar nossa integridade interior.

Mulher vestindo roupa de ginástica sentada em um caminho de madeira que se estende até o corrimão. Ela sorri e segura seu joelho direito.
O que vem a ser integridade interior?

Integridade é a qualidade ou o estado do que é inteiro, coeso e pleno.

É a condição de manter-se incorruptível, em pureza, retidão e honestidade.

Uma pessoa íntegra não mente e ilude a si mesma e nem se influencia e corrompe pela influência, crenças e imposições do social e coletivo.

Quanto mais a pessoa preserva sua integridade interior, mais ela é verdadeira, honesta e autêntica consigo mesmo, aceitando suas “qualidades e defeitos”, mas ao mesmo tempo, nessa aceitação, segue se desenvolvendo, descobrindo e reconhecendo sua verdade, ou seja, quem ela realmente é.

A integridade interior nos conecta com a alma e assim se passa a ter a guiança dela em tudo que se realiza.

Agindo com integridade interior se desenvolve a força interna e se tem maior presença espiritual, porque quando uma pessoa se mantém íntegra e consciente de si mesma, ela passa a ouvir mais à sua intuição e sabedoria interna, parando de ficar dividida pelas opiniões dos outros.

Através da integridade interior, a pessoa passa a ser ela mesma e não uma farsa social, dessa forma ela se mantém alinhada com sua verdade, expressando pensamentos, comportamentos e sentimentos que são seus e não moldados pelos outros, e dizem respeito à sua vida como um todo.

Ao se recuperar a integridade interior se percebe o sistema de controle social e as crenças coletivas ultrapassadas e ilusórias que nos aprisionam e nos mantém na falsidade e mentira.

Integridade interior tem relação com a frase que o Mestre Jesus pronunciou:

“A verdade vos libertará!”

Cada um tem sua verdade!

Flavio Siqueira, costuma dizer em seu programa Mensagens que chegam pela manhã, na Rádio Inverso, que a verdade é como uma pedra que foi quebrada e cada um de nós tem um pedacinho dela.

Baseado nessa metáfora, algumas verdades individuais se encaixam e outras não, por isso, ficar discutindo verdades absolutas é perda de tempo e desgaste de energia.

O melhor é compreender e aceitar que cada um carrega um pedacinho da pedra da verdade, e para reconhecê-la, precisamos ter integridade interior.

Aceitando que cada um tem sua verdade, fica mais fácil de conviver com as diferenças e cultivar o respeito.

Nesse contexto, vem a compreensão que cada um tem a sua forma de ser, pensar e agir e com isso podemos ampliar nossa visão através dessa percepção que cada um tem a sua verdade.

As experiências, aprendizados, escolhas, relacionamentos, adversidades, realizações, propósitos e sentido que cada um dá à sua existência compõem a sua verdade, por isso, é necessário que sejamos verdadeiros conosco, assumindo nossa essência.

Vivendo em consonância com nossa alma, fluímos melhor com a vida.

Você também pode gostar
Questione-se!

Para perceber se você está se deixando manipular ou corromper use a sua percepção e questione se seus pensamentos, objetivos, escolhas, relações e ações realmente partem de você e do que sente, precisa e quer.

Perceber-se através da auto-observação e detectar crenças e padrões que nada tem a ver com nossa integridade interior, contribui para sermos mais livres, lúcidos e independentes.

Inconsciente coletivo:

A sociedade é majoritariamente dominada pelo inconsciente coletivo, por isso, se encontra adormecida e aprisionada em paradigmas e dogmas que só aumentam a inconsciência nos tornando mais fragmentados, sectários e conflituosos, indo contra nossa integridade interior

Homem sentado na beirada de uma montanha, observando o pôr do sol.
Nos relacionamos com imagens:

O ser humano para conviver em sociedade desenvolve mecanismos de máscaras e imagens, e isto têm contribuído para ele viver identidades que o afastam de seu ser, e consequentemente, de sua integridade interior.

Por vezes, para ser amado e aceito pelos outros, ele nega a si mesmo, o que o leva a processos prejudiciais que causam grande desequilíbrio interno, então, vem a depressão, baixo auto-estima e problemas de saúde, além da vergonha de sentir emoções como raiva, medo e inveja.

Ter integridade interior é aceitar nossa imperfeição, nossos altos e baixos, nossas oscilações que expressam a luz e a sombra que existem em cada um de nós.

Somente sendo reais, autênticos e honestos conosco, poderemos nos autoconhecer, desenvolver e transcender nossos bloqueios e limitações, pois se nos apegarmos as imagens, deixamos de viver com integridade interna.

Além do que, as imagens que se criam são mantidas através de mentiras e justificativas criadas na mente e para se sustentar isso se passa a viver uma ilusão que, mais cedo ou mais tarde, a vida se incumbirá de revelar através de acontecimentos que provoquem a desilusão.

Ser íntegro é aceitar a sua humanidade e a realidade que decorre disso sem resistências, dissimulações e autoenganos.

Sem integridade interna a pessoa se torna uma marionete das circunstâncias.

Mensagem poética sobre integridade:

Neste vídeo uma breve reflexão sobre viver com integridade, confira.

Em suma: Viver em integridade é se entregar à simplicidade!

Sobre o autor

Deise Aur

Deise Aur

Meu nome é Deise Aur. Exerci a carreira de professora, primeiro de alfabetizadora, depois de professor de História, até me aposentar.

Em sala de aula procurava despertar nos seres humanos a sensibilidade para a arte, filosofia, mística e psicologia. Atualmente, faço isso através das mídias digitais.

Tenho diversas áreas de interesse, focando vários temas como Vida, Veganismo, História e Moda.

Gosto de escrever, expressando inquietudes e anseios que habitam na nossa alma e traduzo em palavras, utilizando minha sensibilidade, principalmente, com relação à espiritualidade e também aos sentimentos humanos.

Contatos:

Sites:

deiseaur.blogspot.com.br

veganpelavida.com.br

historia-dinamica.blogspot.com.br

E-mail: [email protected]

Youtube: Canal Deise Aur