Saúde Integral

Você já tentou acordar e ficou paralisado? Entenda o porquê

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Nem todos nós mas um grande número de pessoas já passou por uma situação um tanto quanto desesperadora em que tenta-se acordar e é como se não conseguisse.

Essa sensação se deve a um fenômeno denominado paralisia do sono, o qual pode ser causado por diversos fatores e não tem data nem hora para acontecer. A situação assusta quem passa por ele e pode gerar muitos mitos devido aos seus possíveis efeitos alucinógenos.

O sono

O nosso sono funciona como um “desligamento” do corpo e suas funções, na verdade nada para de funcionar, simplesmente acontece em outro ritmo no sentido físico e ativo, mas a mente está trabalhando normalmente.

Durante as horas que dormimos, o corpo ativa um mecanismo conhecido como atonia REM. A sigla REM quer dizer Rapid Eye Movement, em português: o rápido movimento dos olhos. Ela é usada para designar a fase mais profunda do sono em que os sonhos são mais “realistas”. O nome se deve ao real movimento dos olhos neste período do sono, em que a movimentação é acelerada e a mente trabalha como se estivesse acordada realmente vivendo o sonho.

Já a atonia REM funciona como uma proteção a este estado, pois quando estamos dormindo e sonhando vividamente podemos nos mexer e nos machucar, portanto, o cérebro humano paralisa o corpo para que a ação fique apenas na mente.

A paralisia do sono

A sensação ruim de “não conseguir acordar” ocorre quando a mente desperta do REM mas o corpo permanece em atonia REM, ou seja, paralisado. Sendo assim, o indivíduo está consciente, pode até mesmo interagir mentalmente com o que compõe o ambiente em que estava dormindo, sejam coisas ou pessoas, porém não consegue se mover.

O resultado disso tudo pode ser algum tipo de alucinação pois a pessoa pensa estar vivendo uma situação que na verdade só está acontecendo em sua cabeça. A confusão mental contribui para que realidade se misture com sonho e faz com que os relatos de quem já passou por isso incluam fenômenos “paranormais”.

Causas

Não se sabe ao certo o que é capaz de gerar a paralisia do sono, entretanto, estudos indicam que todos nós provavelmente iremos passar por isso pelo menos uma vez na vida.

A ciência ainda propõe que a falta de hormônios como melatonina e triptofano é uma causa possível. Outros fatores que pode influenciar para que tal estado aconteça são o estresse excessivo e a falta de uma rotina de sono bem regulada.

Tratamento

Não sendo problema frequente nem mesmo persistente, tratar da paralisia do sono conta com mudanças simples de hábito. Devemos cuidar sempre para que tenhamos o sono menos perturbado possível e para que ele dure, no mínimo, 6 horas a cada dia.

Como o estresse e insônia podem ser também causadores do episódio, busque levar uma vida mais calma e menos ansiosa. Em casos de persistência dos sintomas da paralisia será necessária uma visita ao médico, que em alguns casos poderá indicar medicamentos antidepressivos ou que favoreçam um sono melhor.


Texto escrito por Julia Zayas da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]