Autoconhecimento Psicanálise

Você só será feliz se for devagar!

Ana Cerqueira
Escrito por Ana Cerqueira
Olá, amigos! É um prazer estar aqui novamente. Gostaria de agradecer a presença de vocês no nosso site, que é um local de muito amor e que tem a intenção de trazer a vocês formas de viver uma vida mais plena e feliz.

Hoje vou falar sobre a importância de viver a vida. Isso pode soar estranho, mas na maior parte do tempo nós não vivemos, achamos que sim, mas apenas passamos pelas situações, pelas pessoas, pela natureza. Viver é sentir, e para isso é preciso estar presente…e para estar presente, precisamos ir mais devagar.

Passamos pela vida sem olhar. A todo momento estamos com milhões de pensamentos na cabeça, milhões de tarefas pra fazer, e a cada dia nos envolvemos em mais e mais coisas. Não respeitamos nosso tempo, não respeitamos o tempo do outro, não respeitamos o tempo da vida.

Queremos tudo pra ontem. Cada coisinha que sai diferente do que planejamos tem o poder de nos desestruturar completamente. Não queremos ter problemas, mas os criamos a cada segundo, todas as vezes que não confiamos no universo, e que tentamos direcionar erroneamente o andar da carruagem.

Não adianta correr. Tudo só vai acontecer quando tiver que acontecer, na hora certa. Não adianta ficar ansioso, as coisas se encaixam naturalmente. Não adianta se estressar, o relógio não vai voltar nem adiantar. É preciso ter calma. Precisamos respirar, tentar fazer uma coisa de cada vez, focar no que realmente importa, que são as coisas da alma e do amor.

Corremos, corremos e corremos. Exigimos a perfeição do outro e a nossa mesma, não conseguimos apreciar um dia lindo de sol, um sorriso abençoado de uma criança, uma borboleta que passa por nós com seu voo magnífico. Não conseguimos enxergar um sorriso triste, uma pessoa que precisa da nossa mão, da nossa voz e, outras vezes, apenas do nosso ouvido.

Pensamos apenas em nós e em correr. Tudo e todos devem girar ao nosso redor, e a vida e os acontecimentos deve ser como planejamos. Só que não são, e aí? Aí que ficamos ansiosos, muitas vezes temos que recorrer à terapia, exercícios de yoga, relaxamento, entre outras coisas para nos ajudar a entrar no eixo. E na grande maioria das vezes, só procuramos estas alternativas quando já estamos doentes, exauridos, cansados dessa jornada exaustiva a qual nós mesmos nos propomos a seguir.

E assim a vida passa… e assim os filhos crescem… e assim envelhecemos. Chega! É hora de parar e repensar a sua vida. Deixe de lado tudo que te faz mal, abra mão de uma vez por todas de comportamentos que só te levam ao fundo do poço. Tome as rédeas da sua vida e acredite mais em si e no amor. Viva um dia de cada vez. Tenha foco! Absorva tudo de bom que a natureza e as pessoas podem te dar, aprenda a ouvir, fale menos, respeite seu tempo, o tempo do outro e verás que a vida será muito mais simples.

Sorria nas adversidades, elas só vêm para o seu bem e para te fazer evoluir. Respire, relaxe. Não perca a oportunidade diária de fazer menos e viver mais.

Um grande beijo no coração de cada um e até a próxima!

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Ana Cerqueira

Ana Cerqueira

Sou Psicanalista Clínico, com especialização em Métodos de Acesso Direto ao Inconsciente. Tenho graduação em Publicidade e pós-graduação em Comunicação Digital. Sou Autora do Blog “Amor pela Psicanálise”.

E-mail: [email protected] | [email protected]
Facebook: Amor pela Psicanálise
WordPress: Blog Amor pela Psicanálise