Saúde Integral

Zika Vírus: o que é?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Em relação a cuidados com a saúde, a pauta que mais tem sido comentada na grande mídia nos últimos meses é a do vírus Zika. Mas, afinal, o que é o Zika e o que fazer a respeito?

O Zika é um vírus que foi descoberto há cerca de vinte anos na Nigéria. Esse vírus causa a febre Zika e tem a suspeita de causar microcefalia congênita (resumindo de forma grosseira: quando a cabeça do bebê tem um tamanho e desenvolvimento muito menor do que o normal).

Apesar de sua existência ter sido descoberta há vinte anos, a mídia brasileira começou a divulgar mais informações agora, pois os casos de febre Zika no Brasil começaram a ficar evidentes após 2014. Suspeita-se que o vírus tenha se disseminado devido ao alto fluxo de turistas estrangeiros que passaram pelo país nesse ano.

Aqui no Brasil o vírus é transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, que é o mesmo que transmite a Dengue, a Febre Amarela e a Chikungunya. E, como acontece em toda época de verão, esse mosquito se reproduz muito facilmente, devido à falta de limpeza e acúmulo de água parada em lugares abertos. É por isso que devemos alertar aqui no Eu sem Fronteiras sobre a importância de manter a sua casa limpa e sem água parada, para evitar que esse mosquito prolifere na região onde você mora.

Quando publicamos artigos sobre saúde e bem-estar, muitas das mudanças que falamos só depende de nós mesmos. O problema com as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti é que, mesmo que tivermos cuidados em relação a saúde, podemos pegar esse vírus. É um caso onde a consciência e o cuidado dos outros pode afetar diretamente a sua saúde. Por isso, é importante divulgar como evitar a proliferação desse mosquito ao máximo.

Veja alguns cuidados básicos que você deve ter para ajudar a prevenir a multiplicação desse mosquito e, assim, se prevenir contra a Zika, a Dengue e a Chikungunya:

– Mantenha a caixa d’água, cisternas ou qualquer outro recipiente que contenha água sempre bem tampados.

– Troque essas águas sempre, ao menos uma vez por semana. Não deixe essa água parada por mais tempo do que isso.

– Coloque areia nos pratinhos que ficam embaixo de vasos de plantas.

– Deixe baldes e vasilhas sempre de cabeça para baixo (para não encherem de água quando chover).

– Troque a água que fica em vasos de planta pelo menos uma vez por semana. Não reutilize a água velha, jogue ela fora.

– Pneus e outros objetos velhos que podem ficar com água parada devem ser jogados fora ou reciclados.

– Mantenha piscinas com os produtos de tratamento de água sempre em dia.

– Troque a água dos potes onde os animais domésticos bebem pelo menos uma vez por semana.

– Encanamentos e calhas devem ser limpados com frequência.

– Em lugares com grama, mantenha-a sempre aparada.

Lembre-se: por mais saudável que você seja, tenha essas precauções, pois elas podem evitar que você e todos ao seu redor sejam vítimas de um vírus que pode ser evitado.

tabela de sintomas dengue


  • Escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]