Autoconhecimento Coaching

10 regras de vida de Arnold Schwarzenegger para o sucesso

Diego Trambaioli
Escrito por Diego Trambaioli
Antes de comprar um Boeing 747 você sabe do que estamos falando? Este “brinquedo” é um dos aviões comerciais maiores e mais caros do mundo; o preço dele varia, dependendo da cor, de 120 até 150 milhões de dólares e nenhuma pessoa privada o tinha comprado antes de um simples pedreiro austríaco decidir fazê-lo.

Aposto que já sabe de quem estou falando… Errei? Vou dar mais uma dica: este homem que os amigos chamam de “Arnie” se tornou milionário começando a trabalhar como pedreiro antes de se tornar uma estrela mundial do cinema.

Parabéns, agora sim que você acertou. Estamos falando dele: Arnold Schwarzenegger (ator conhecido para os filmes de ação que protagonizou nos anos 90 e duas vezes Governador da Califórnia, EUA) que no seu livro autobiográfico “Total Recall” resume seus primeiros incríveis 70 anos nos apresentando o decálogo de suas 10 regras de vida.

shutterstock_233644363-2

Arnold Schwarzenegger adquiriu um Boeing 747 em meio a crise

Poucas pessoas sabem dos primeiros anos difíceis que passou na Áustria depois da Segunda Guerra Mundial, assim como das dificuldades que enfrentou ao chegar nos EUA onde começou a trabalhar como pedreiro para logo se tornar empresário no setor imobiliário. “Arnie” foi um dos poucos atores de sucesso que antes de começar a recitar já era milionário. Além de ator se ocupou ativamente de política sendo escolhido duas vezes para ocupar o cargo de Governador da Califórnia.

É evidente que você não tem obrigação de gostar dele mas tenho certeza que as dez dicas, resultado de sacrifícios, erros, fracassos e sucessos que ele deixou na própria autobiografia serão extremamente valiosas para você.

Vamos começar, eis as 10 regras de vida de Arnold Schwarzenegger:

  • Faça de suas fraquezas um diferencial.

Quando começou a atuar como ator, Schwarzenegger tinha ainda um forte sotaque alemão e um corpo extremamente musculoso, mas foram essas duas “fraquezas” a torná-lo diferente dos outros. Agora pense: quais são suas experiências de vida, suas competências e paixões que te tornam “diferente”? Faça uma lista e surpreenda-se.

  • Evite ir atrás da multidão.

É evidente que fazer o que todos fazem pode ser confortante, dar segurança mesmo quando a direção tomada é errada. Mas isto também é o jeito mais difícil para fazer a diferença. O caminho da multidão é repleto de pessoas e você irá se tornar um entre muitos. Somente o novo caminho ou aquele pouco conhecido pode te levar a alcançar resultados surpreendentes. Em qual nicho quer ser considerado um verdadeiro craque?

  • Você precisa saber vender sua ideia.

Quando Schwarzenegger chegou nos EUA começou a trabalhar como pedreiro junto com o sócio italiano Franco Columbu, com quem compartilhava a paixão pela musculação. Foi nesta época que aprendeu a vender e se vender. Esta capacidade facilitou sua ascensão no mundo do cinema onde soube vender não somente produtos e serviços, mas também ideias e projetos. Se você acredita que no seu trabalho não seja importante vender está totalmente enganado.

  • Não fique remoendo muito.

Pensar muito no que poderia ter sido e não foi não ajuda, avaliar honestamente o que aconteceu é a melhor opção quando nosso foco está no “agora”. Isto não quer dizer que devemos enfrentar qualquer desafio tomando decisões rápidas e irresponsáveis, mas continuar planejando sem agir só leva a mais uma forma de procrastinação.

  • Esqueça o plano B.

Quando queremos alcançar grandes resultados ter um plano alternativo pode se tornar um obstáculo. Entendo perfeitamente que a prudência e o medo de fracassar são “bichos ruins”, mas muitas vezes quando temos duas ou mais opções de escolha acabamos perdendo garra, determinação e foco sabendo que existe sempre outra alternativa. Coloque 100% da sua energia no plano A para realizar seu objetivo.

  • Lembre-se que cada dia tem 24 horas.

Quando “Arnie” chegou no EUA treinava diariamente cinco horas para participar do concurso Mister Olympia, estudava na faculdade e trabalhava na empresa dele. Como fazia? Simplesmente tinha prioridades e objetivos, não dedicava o tempo para assistir novela ou passar horas batendo papo. Ele tinha ideias claras e sabia administrar o próprio tempo.

  • Repetir, repetir e repetir.

Sim entendeu muito bem. A repetição é a base do sucesso, repetindo você se torna experto naquilo que faz. Schwarzenegger aprendeu isto treinando “body building” e fez deste aprendizado uma lição de vida. Se você ainda não conseguiu alcançar seus objetivos pergunte-se se repetiu bastante o que precisa aperfeiçoar para se tornar referência.

  • Evite culpar seus pais.

Não podemos escolher nossos pais nem como viver nossa infância, mas podemos escolher quem queremos ser quando adultos.

  • Precisa garra para mudar.

Para mudar a realidade em que vive precisa coragem. Para fazer qualquer mudança precisa sair da zona de conforto, abandonar o certo para se desafiar sabendo que pode melhorar ou piorar a situação. Ou você assume o risco de mudar ou seu risco é viver uma vida de “se eu tivesse…”.

  • Continue sendo “faminto”.

Quando se tornou campeão mundial de “body building”, Schwarzenegger poderia ter aberto uma franquia de academias e viver de renda. Optou por outro caminho. Decidiu mudar e aceitar o desafio no mundo do cinema. Quando se tornou uma estrela cinematográfica mundial mudou novamente e entrou no mundo da política ocupando por duas vezes o cargo de Governador da Califórnia.

Muitas vezes quando alcançamos pequenos resultados paramos justamente para curtir e descansar, mas quando ficamos parados por muito tempo, corremos o perigo de esquecer qual é o objetivo final. Não se conforme, aprecie o que já tem, curta seus sucessos, mas não pare de “voar alto” porque este pensamento vai te levar longe.

P.S. Se chegou até este ponto talvez deseja saber porque Arnold Schwarzenegger decidiu comprar um Boeing 747. Resumindo ele comprou este avião gastando 150 milhões de dólares mostrando uma grande visão de negócio; não foi um capricho pessoal, mas uma decisão empresarial. Comprou o Boeing 747 aproveitando das boas condições financeiras da época (praticamente os bancos financiaram a maioria do valor de compra) com objetivo de alugá-lo para a linha aérea Singapura Airlines em troca de uma considerável renda anual.

Imagem em destaque: Helga Esteb / Shutterstock.com | Boieng 747: nitinut380 / Shutterstock.com

Sobre o autor

Diego Trambaioli

Diego Trambaioli

Licenciado em Ciências Políticas e Relações Internacionais na Universidade de Turim (Itália) possui o Master em Jornalismo esportivo obtido no Ateneo Formass de Milão (Itália). Master Coach Internacional formado na Escuela Europea de Coaching (EEC) associada com a International Coaching Federation (ICF) e na Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) associada com a Association for Coaching (AC), Worldwide Association for Coaching (WABC), Institute of Coaching (IOC) É certificado em PNL pela Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguistica (SBPNL). Tem 15 anos de experiência na área de Relações Públicas no Club Mediterranée Europe (Itália, Espanha, França e Martinica) e Road Manager na organização de eventos musicais (Malamusik Itália). Desde 2008 atua como Palestrante e Coach Pessoal e de Carreira com foco no desenvolvimento humano, realização de objetivos e melhoria continua da performance palestrando e atendendo no Brasil e na Itália.

Telefone: (11) 2269-3452 | 94545-9856
E-mail: [email protected]
Blog: www.diegotrambaioli.com
LinkedIN: Diego Trambaioli

Facebook: Diego Trambaioli
Twitter: www.twitter.com/diegotrambaioli