Energia em Equilíbrio Ho'oponopono

Não existem limites: o 2º princípio Huna

huna
Leticia Vidigal
Escrito por Leticia Vidigal
Em um texto anterior, apresentei os princípios Huna, forma que os antigos povos polinésios que passaram a habitar as ilhas conhecidas hoje como Havaí encontraram para explicar a vida. Nele, falei com mais detalhes sobre o 1º princípio Huna – O mundo é o que você pensa que ele é. E neste texto, quero apresentar o 2º princípio Huna – Não existem limites.

O 2º princípio Huna pode ser interpretado de duas formas. 

A primeira delas refere-se à conexão que existe entre todos nós. Ou seja, o que eu faço nessa vida afeta todos os seres que habitam este mundo, uma vez que estamos todos conectados através de uma rede de energia. Portanto, somos responsáveis pelo que ocorre em todo o mundo, pois o que fazemos afeta não apenas a nós mesmos, mas todos conectados nessa rede.

Para os praticantes do Ho’oponopono, isso faz todo sentido. O Ho’oponopono é o método de cura e resolução de problemas desenvolvido por esses mesmos povos. De acordo com os seus estudiosos, antigamente, quando surgia um conflito ou algo a ser resolvido, as tribos se reuniam e um xamã coordenava a resolução do problema. Todos eram envolvidos, pois o problema de um era responsabilidade de todos.

No século XX, Morrnah Simeona, a famosa kahuna (guardadora de segredos), alterou a forma de se praticar o Ho’oponopono. Ela desenvolveu uma forma de cura por meio da atuação individual de cada um. Para isso, cada pessoa deveria repetir as frases: “Eu sinto muito”, “Me perdoe”, “Te amo”, “Sou grato”.

Ao utilizarmos as frases, modificamos o que está acontecendo conosco e também o que está acontecendo ao nosso redor. Isso ocorre porque, ao praticar o Ho’oponopono, estamos purificamos registros relacionados a um problema e estamos purificando as memórias que os geraram. Essas memórias, de acordo com os kahunas, são compartilhadas pela humanidade e a afetam como um todo. Portanto, quando agimos sobre um problema que é nosso, estamos agindo sobre uma memória que é compartilhada pela humanidade. A purificação dessa memória não atinge apenas a mim, mas a todos que também são afetados por ela. Afinal, como diz o 2º princípio: não existem limites!

huna

E essa conexão que existe entre todos nós afeta também a nossa comunicação. É conhecida a capacidade que alguns povos nativos têm de ouvir plantas e outros animais ou de se comunicar através de sonhos. Mas essa conexão também pode ser percebida quando encontramos alguém na rua para quem estávamos planejando telefonar ou quando telefonamos para alguém e ouvimos: “Eu estava pensando em você agora”. Apesar de muitos chamarem essas situações de coincidências, para os povos nativos do Havaí a comunicação já havia se iniciado no desejo de encontrar ou falar com alguém. Portanto, a rede que nos conecta possibilita que não haja limites entre o que desejamos e o que é percebido ou sentido por outros.

O 2º princípio também significa que, quando estamos livres das crenças limitantes e medos que enfraquecem nossa mente e nossa capacidade de agir conforme o nosso potencial, não há limites para o que podemos conquistar.

Quando pensamos nisso, muitos de nós duvidamos imediatamente. Conseguimos criar uma lista enorme de obstáculos entre o que desejamos e a nossa capacidade de conquistar cada desejo. Entretanto, isso também foi dito por outros autores ou pessoas de sucesso. Napoleon Hill, autor, afirmou em seu livro “Quem pensa, enriquece”: “Tudo o que a mente humana pode conceber, ela pode conquistar”.

Portanto, o primeiro passo à conquista é nos livrarmos das crenças limitantes que impedem nossas mentes de conceber nossos planos, objetivos e desejos. Essa é, sem dúvidas, a parte mais difícil, pois crenças são forças poderosas que atuam sobre nós. Elas definem como enxergamos o mundo e a forma que nos relacionamos com ele.

Mas quando finalmente nos livramos de alguma crença, nossa vida sofre uma grande transformação. E o Ho’oponopono pode nos auxiliar nesse processo, pois ele purifica as memórias que geram nossas crenças, ou seja, ele purifica o que está no caminho dessa transformação. Para isso, devemos repetir (sempre) as frases: “Eu sinto muito”, “Me perdoe”, “Te amo”, “Sou grato”. Existem outros textos sobre o Ho’oponopono neste site e sugiro que também sejam lidos.

E você, o que achou do 2º princípio Huna? Compartilhe sua opinião a respeito e aguarde o próximo texto, quando trarei informações sobre o 3º princípio Huna – A energia flui para aquilo que damos atenção. 

Muita luz!

Aloha!

 

Leia também o primeiro texto da série: https://www.eusemfronteiras.com.br/o-mundo-e-o-que-voce-pensa-que-ele-e-o-1o-principio-huna/

Sobre o autor

Leticia Vidigal

Leticia Vidigal

Sou mãe de dois meninos, Pedagoga, Healer Coach e Ho’oponopono Practitioner.

Iniciei meu trabalho com educação em 1996 e atuo como coach desde 2016. Foram 20 anos atuando com a gestão de pessoas em funções como coordenadora e diretora pedagógica para finalmente tomar a grande decisão da minha vida e me tornar coach.

Mas é importante dizer que, desde muito cedo, me questionava sobre a vida, o sentido de estarmos aqui, sobre como ter fé e o que isso significa. Em 2009 entrei em um caminho de busca e desenvolvimento espiritual e pessoal que me trouxe respostas para essas perguntas. Fui também abençoada com respostas para os problemas que enfrentava no meu dia-a-dia e força para continuar minha jornada com mais alegria e a certeza de que não estamos desamparados ou sozinhos.

Em 2015 iniciei minha página Ho'oponopono Anjos no Facebook, algo que se tornou uma grande paixão e fonte de mais aprendizado. Em seguida fiz minha formação de coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching e o Ho’oponpono Practitioner pelo Awakened Millionaire Institute de Joe Vitale (autor do livro Limite Zero). O que escrevo aprendi através desses cursos e através de uma busca incessante por conhecimento que me desse apoio espiritual. Hoje, mesmo quando enfrento problemas difíceis, me considero uma pessoa feliz e grata.

Meu desejo é que todos possam encontrar essa felicidade que vivencio no meu dia a dia. O esforço deve ser diário e a atenção constante. Mas o resultado é um caminho sem volta para uma vida extraordinária.

Pedagoga pela UFMG, pós graduada em Supervisão e Coordenação Pedagógica pela PUC-MG, pós-graduada lato sensu em Educação – ênfase na ação pedagógica pela CEPEMG e pós-graduada lato sensu em Gestão de Projetos e Parceria para o desenvolvimento do acionista e da família empresária – PDA - Fundação Dom Cabral. Formada em Leader Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching e Coaching Financeiro pelo Instituto Coaching Financeiro. Formada em Ho’oponopono Practitioner pelo Awakened Millionaire Institute.

Visite minhas páginas:

Facebook: Crescer Espiritualmente
Twitter: @LETICIAVIDIGAL
Instagram: @hooponopono.anjos/
Site: hooponoponoanjos.com