Saúde Integral Saúde Mental

8 sinais de que a sua saúde mental está comprometida

Quando você pensa em saúde, você provavelmente pensa no seu corpo, certo? É comum que associemos o conceito de saúde à saúde do nosso corpo, à saúde física. Porém a saúde mental é tão importante quanto a do corpo — talvez até mais, já que o influencia diretamente.

Sendo assim, você precisa cuidar da sua saúde mental e estar atento aos sinais mais comuns de que não está tudo bem com você psicologicamente. Neste artigo, reunimos 8 sinais de que a sua saúde mental está comprometida. Mas, antes disso, vamos entender exatamente o que é saúde mental.

O que é saúde mental?

Em resumo, considerando um sentido mais estrito, saúde mental é um termo usado para descrever a qualidade da nossa vida cognitiva e emocional, bem como a ausência de transtornos psicológicos. Todavia, mais recentemente, esse termo passou a incluir também os nossos níveis de felicidade, de bem-estar, de contentamento etc.

Uma mulher sorrindo. Ela está ao meio de um campo florido.
StockSnap / Pixabay

Enfim, saúde mental diz respeito à qualidade da nossa vida emocional e psicológica, como o que sentimos, pensamos, se conseguimos sentir prazer, felicidade, contentamento, e por aí vai.

Problemas de saúde mental

Os problemas de saúde mental são muitos e bastante diversos. Eles vão desde doenças como depressão, transtorno de ansiedade generalizada e síndrome de pânico, a situações como melancolia, desânimo, abatimento, entre tantas outras que podem prejudicar o andamento da vida.

Independentemente de qual seja o seu problema de saúde mental, alguns sintomas se repetem. Então, caso venha percebendo no seu dia a dia alguns dos sintomas descritos abaixo, procure ajuda psiquiátrica e psicológica.

Confira nossa lista com 8 sinais de que a sua saúde mental está comprometida!

Você se sente preocupado e/ou ansioso

Esses dois sentimentos são muito comuns entre as pessoas que estão passando por problemas de saúde mental. Todos nos sentimos estressados, preocupados e ansiosos em alguns momentos da vida. Mas, se esses sentimentos têm surgido com frequência incômoda ou persistem, a ponto de você pensar que fazem parte de você, algo está errado.

E um problema de ansiedade envolve sintomas físicos causados por esses sentimentos, como palpitação, falta de ar, dores de cabeça, sudorese, tremura, confusão mental, sensação de exaustão, entre muitos outros. Se o seu sentimento de preocupação, ansiedade ou estresse causa esses sintomas físicos, procure ajuda.

Você se sente infeliz e/ou deprimido

Uma mulher segurando um papel vermelho que carrega uma ilustração de um rosto triste.
Minerva Studio / Canva

Sim, assim como explicado no tópico anterior, esses sentimentos fazem parte da vida, e é impossível encontrar alguém que nunca tenha se sentido triste na vida, não é mesmo? O problema acontece quando começam a surgir sentimentos como desesperança e também quando essas sensações parecem nunca abandonar você.

Se o que tem acontecido na sua vida é um acúmulo que envolve infelicidade, descontentamento, tristeza, melancolia, irritabilidade, falta de motivação e energia, perda de interesse naquilo que antes despertava seu interesse ou vontade frequente de chorar, buscar ajuda é essencial.

Seu humor muda subitamente

Outro sintoma frequente de problemas de saúde mental é a mudança repentina de humor. Se você percebe que a sua felicidade dura pouco tempo ou que a sua tristeza aparece do nada, sem motivo evidente, e se instala, esse é um sinal de alerta. Pessoas com problemas de saúde mental têm pouca estabilidade psicológica.

Portanto basta que qualquer coisa aconteça para desequilibrar seu já frágil estado psicológico, então pequenas frustrações, por exemplo, podem simplesmente destruir um dia que, até então, vinha sendo bom e positivo. Dessa forma, se o seu humor muda súbita e constantemente, é importante não ignorar esse sintoma.

Você tem dificuldade de foco e concentração

Uma mulher com raiva em frente a um computador.
Andrea Piacquadio de Pexels / Canva

Um dos sintomas mais comuns em pessoas que estão passando por problemas de ansiedade é a dificuldade de manter o foco e a concentração. Por isso, a pessoa com a saúde mental comprometida tende a levar muito mais tempo para concluir suas tarefas e até mesmo não consegue realizá-las, por estar com a “cabeça longe” o tempo todo.
E isso vira uma bola de neve, porque produz ainda mais culpa e frustração em alguém emocionalmente já bastante abalado. Essa dificuldade de foco também se mostra em problemas para manter a disciplina. Então as pessoas com condições de saúde mental acabam não conseguindo mudar hábitos ou concluir tarefas.

Você tem distúrbios de sono

Problemas de saúde mental normalmente afetam a produção de melatonina do nosso cérebro. Dessa forma, como a melatonina é o hormônio que controla a qualidade do nosso sono, os problemas de saúde mental acabam afetando a satisfação com a nossa noite de sono. E isso pode causar insônia ou excesso de horas de sono.

Portanto o ideal é que você tenha uma rotina um pouco mais organizada, com horas de dormir e de acordar mais definidas, porque assim consegue perceber quando acontecem alterações no seu sono. Se perceber que está dormindo pouco, muito ou está tendo dificuldade de pegar no sono, procure auxílio médico.

Seu lazer ficou de lado

Um homem exausto debruçando a sua cabeça no teclado de um notebook.
South_agency de Getty Images Signature / Canva

Todo mundo ama descansar e se divertir, certo? Portanto, se você está vivendo uma rotina em que não consegue encontrar tempo, vontade e disposição para fazer as coisas que você ama, algo está errado e precisa ser corrigido. Ter equilíbrio entre horário de trabalho e de descanso é fundamental. Então priorize os seus hobbies também.

Outro sintoma comum em pessoas com problemas de saúde mental é a falta de prazer em atividades que antes eram muito prazerosas. Sendo assim, se você percebe que as suas paixões e os seus hobbies já não te animam mais como faziam antigamente, o ideal é conversar com um psicoterapeuta para entender o que está causando isso.

Você está vivendo uma rotina de abusos

Aquele ditado que diz que todo excesso esconde uma ausência normalmente é verdadeiro. É comum que dificuldades e problemas de saúde mental acabem gerando abusos e excessos. Compulsão alimentar ou sexual, uso de substâncias como drogas e álcool, excesso de tempo deitado ou nas redes sociais, e por aí vai.

Enfim, o fato é que as situações incômodas à saúde mental encontram um escape fácil de prazer nessas atividades, que acabam sendo feitas em excesso. Se você identificou que a sua rotina mudou bastante e negativamente, procure ajuda para lidar com isso ou conversar.

Sua autoestima anda baixa

Uma mulher se olhando no espelho. Neste ela se vê de uma maneira que não corresponde, de fato, à real representação dela.
PeopleImages de Getty Images Signature / Canva

Momentos nos quais lidamos com problemas de saúde mental causam frustrações, incapacidades e dificuldades de agir, realizar e se sentir satisfeito. E a principal consequência disso é em relação à sua autoestima, porque você pode se sentir incapaz, inútil, infeliz, entre outras sensações negativas.

E o pior problema é que essa queda de autoestima é uma distorção. Por exemplo: você faz 5 tarefas, não dá conta de uma e se sente culpado e frustrado por não dar conta dessa. Por isso, é muito importante buscar dialogar com um profissional que te ajude a resolver essas distorções.

Você também pode gostar

Enfim, problemas de saúde mental são tão ou ainda mais graves do que os de saúde física, até porque podem gerar problemas no corpo. Por isso, não negligencie sua saúde mental, e priorize os cuidados com sua vida emocional e psicológica. Não tenha medo ou vergonha de procurar um psicoterapeuta.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br