Convivendo

A caneta para conquistar o amanhã

Thales Kroth de Souza
A música possui mais sons do que a audição humana consegue captar. Usada há séculos atrás para simbolizar vitórias sobre inimigos, modernizada por instrumentos musicais e formas de se conduzir, hinos, toadas e orquestras traduziram novos viés para dar uma tonalidade especial ao capricho da sensação humana. Hoje, a música é sinal de bem-estar, elemento para descontrair ou atrair atenção de diversos públicos, cada som diferente já pode identificar a qual público é dirigido a mensagem.

Escrevendo em guardanapo

A imagem social de reis e princesas no passado eram vender ideias sobre seus nomes e comportamentos para criar um marketing, algo para identificar suas ações ao longo do tempo sobre um legado. Com o passar do tempo, a tonalidade para deixar rastros na história foi ficando mais literária e competitiva. A ostentação estava impregnada nas ciências e após as tendências da moda. Classes dividiam cenários políticos e poderes, quem tivesse papel maior garantia mais comentários na sociedade para amanhã, o poder da caneta se fazia interessante.

Os questores (autoridades da Roma Antiga que eram interventores e resolviam problemas na sociedade, cobravam impostos e primeiro passo na carreira política na época) precisavam administrar práticas importantes para o seu marketing. Mesmo malvistos, problemas insurgentes são comuns em todo processo social, e por isso a decisão de usufruir de tal poder está de acordo com a capacidade de nortear o sistema. Hoje, autoridades públicas estavam nos patamares desses antigos senhores, mais justos e equitativos, toda a sistemática jurídica combina com diferentes fatores para o marketing dessa categoria ter absorvido um apoio popular.

Você também pode gostar de:

Quando Pedro Álvares Cabral chegou ao Brasil não sabia que se tratava de outras terras. Pero Vaz de Caminha, o qual escreveu uma carta para a Corte Real, assinalou diversas características dos primeiros contatos. O marketing associado à caneta é antigo e reflexivo. A pena que transcorria sentimentos e ações que a nau fez naquele primeiro de abril não foi maior que a pena sentida pelos habitantes das terras hoje brasileiras. O sentimento, a consequência de conseguir transpor o que acontece é o elo que separa a conquista de ontem para o futuro.

Quando se observa o que se deixa para o futuro, suas consequências e resultados não se aperfeiçoam se o talento é originário de trabalho tão duro quanto à sobriedade do aspecto humano. Ninguém se lembrará de que Isaac Newton tinha personalidade sóbria, fechada e solitária, ou como Mark Zuckerberg, impopular para comunicação, conseguiu fazer tantos amigos quanto inimigos, os resultados de estudos e práticas são os resultados para a história.

Elementos comuns transformados em acordos podem ser mais benéficos que rivalidades como a de Steve Jobs e Bill Gates na criação de uma suíte do Microsoft Office para Mac e o iTunes disponibilizado na plataforma da Microsoft, a ideia não é sair na frente ou ganhar a toda prova, e sim estar ativo e vivo no mercado para melhores performances, experiências incluindo aí negociações que possam envolver quem você menos espera.

Afinal, quem acha que construir um império sem trabalho duro adianta? Mesmo que você não seja um dos 2.153 (42 do Brasil) bilionários do mundo, como o desenvolvimento continua a oportunidade está em pé 24 horas por dia, 07 dias da semana. Para efeitos de matemática, a riqueza gerada por um multiplicador não necessariamente precisa de valores em espécie, ou seja, se a geração de valor para os clientes que atende conseguir ser aumentada pelo o que o mercado acha que vale todo mundo pode ficar rico da noite para o dia, basta entender como fazer isso.

Planejamento na lousa

Na passagem de “E qual pai de dentre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?“ (Lucas 11:11) Que importa o sentimento religioso ou sentido divino, a sensibilidade das pessoas para seus filhos é maior e o legado que deseja é de uma boa conduta e comportamento. Logo, se preciso for à constituição de “um peixe” para garantir a maior probabilidade de sucesso, o pai/a mãe irá caçar para que seu filho obtenha. Simples.

A educação está um poder desembainhado séculos atrás até além do futuro. Com a caneta, um mundo de possibilidades será melhor para as crianças e para os cálculos do desenvolvimento e soluções que desejam. O amanhã é imprevisível, pois a saída mais sensata é a prática para aprender novas formas de se conquistar objetivos, ideias e se preparar para os próximos destinos.

Sobre o autor

Thales Kroth de Souza

Thales Kroth de Souza

Gaúcho de coração, formado em Técnico em Contabilidade pelo Instituto Rubén Darío, graduando em Gestão Financeira e Administração pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Palestrante pela ODAC - Organização do Aluno Consciente, Voluntário na ONG Parceiros Voluntários e profissional com experiência nas áreas financeira e bancária.
Amante de corrida, gostar de malhar, leituras e manter-se informado.
Solteiro, procura o amor nas entrelinhas da vida.

Email: [email protected]
Facebook: thales.desouza.9655
Linkedin: thales-kroth-de-souza