Espiritualidade

A Oração e a Intenção

Mulher de olhos fechados e cabeça baixa, com as mãos entrelaçadas em sinal de oração.
123RF/file404
Dulcineia Santos
Escrito por Dulcineia Santos

“Cada ação, pensamento e sentimento é motivado por uma intenção, e essa intenção é a causa que existe inseparável de um efeito. Sua intenção está criando a sua realidade.” – Gary Zukov

Sankalpa é a palavra em sânscrito traduzida por “intenção”, ou “vontade”. Se você pratica yoga, sabe que o professor normalmente coloca um sankalpa no início de cada aula.

A intenção reflete os desejos da alma e difere de objetivos, que vêm da mente e são orientados por tarefas. Nesse sentido, a oração é uma forma de intenção.

Na conhecida Oração do Pai-Nosso, por exemplo, lembramos da nossa unidade com o Divino, e restabelecemos essa conexão nas primeiras três frases, para então a partir disso colocarmos nossa intenção para o atendimento das nossas necessidades vitais e anímicas:

“Pai Nosso, que estais nos céus,

Santificado seja o vosso Nome.

Venha a nós o vosso Reino.

Seja feita a vossa Vontade, assim na terra como no céu.

O Pão nosso de cada dia que nos dai hoje.

Perdoai as nossas Dívidas assim como nós perdoamos nossos devedores.

Não nos deixeis cair em Tentação,

mas livrai-nos do Mal.

Amém.”

Foto de uma criança sentada no chão, de olhos fechados, rezando.
Pexels/Binti Malu

Mas existem outras formas de colocar intenção: por meio de afirmações, de cartas para si mesmo e para o Universo, de visualizações ou mesmo de meditações. O simples fato de você acordar de manhã e afirmar: “Hoje eu intendo fazer escolhas conscientes sobre a minha alimentação” vai ter um efeito organizador sobre o seu dia. E é essa a diferença entre intenção e atenção: a primeira tem um poder organizador, e é ela que leva a sua atenção para a realização da sua vontade.

Sempre inicio o ano fazendo um mapa dos sonhos, em que coloco a minha intenção (e, consequentemente, minha atenção) nas coisas que quero realizar. Essa intenção serve também como guia para dizer sim ou não para as propostas que chegam.

Uma das minhas intenções este ano é encontrar mais gente pessoalmente. Quando alguém me faz um convite, não importa o quanto eu pense que esteja ocupada, me lembro daquele guia e acredito no fluxo. Sei que aquilo é o que eu preciso fazer agora, e não qualquer outra tarefa que esteja na minha mente.

Você também pode gostar

Porém, todos os professores espirituais que respeito falam da necessidade de soltar (“let it go”) a sua intenção. Isso é o que faz ser real a confiança no fluxo. Se você vai fazer uma afirmação, faça-a por dez minutos e siga com a sua vida. Se você vai fazer uma oração pedindo proteção pela manhã, confie na pilastra de proteção que criou em torno de si, e deixe ir. Algumas filosofias pregam até queimar as cartas que escreve.

Deepak Chopra publicou um vídeo sugerindo uma pequena meditação para colocar algumas intenções para o ano que se inicia. São as que ele usa na sua jornada. Com o início do ano astrológico no dia 20 de março, temos uma nova oportunidade de colocar (ou renovar) nossas intenções:

Três mulheres em círculo colocam suas mãos sobre os ombros de uma mulher ao meio, de cabeças baixas, em sinal de apoio e oração.
Unsplash/Rosie Fraser

Corpo alegre (joyful) e energético;

Amor e compaixão no coração;

Mente reflexiva e alerta;

Leveza do ser (ou flow, estar no fluxo).

Bom ano!

Sobre o autor

Dulcineia Santos

Dulcineia Santos

Dulcinéia Santos é terapeuta multidimensional, life coach e praticante certificada das ferramentas MBTI® de tipos psicológicos e Barras de Access®. É também autora do livro: “A Namorada do Dom”, em que conta sobre as lições que aprendeu nos relacionamentos e sua jornada até a Suíça.

Acredita que a vida é cheia de lições, e que se não as aprendemos não passamos pro próximo nível do jogo. Saiu de casa cedo e foi morar no mundo – agora está na Suíça, onde estudou antroposofia por três anos. Gosta de tomar cerveja no boteco enquanto papeia, de aconselhar, da língua portuguesa, de cozinhar, de ficar só e de flexibilidade de horários. É esotérica, mas acha que estamos encarnados para viver as experiências terrenas com o pé no chão – de preferência dançando.

Formações:
Brain Based Coaching Certification
NeuroLeadership Group - Londres

MBTI® - Myers-Briggs Type Indicator - Step I and Step II
Myers-Briggs Foundation - Florida, USA

Antroposofia
Goetheanum - Dornach, Suíça

Terapia Multidimensional
Genebra - Suíça

Access Bars®
Nyon - Suíça

Contatos:
Site: dulcineiasantos.com

Facebook: Cura de Amor

Youtube: Canal Cura de Amor

Instagram: @dulcineia.curadeamor

Blog: medium.com/@dulcineiasantos

E-mail: [email protected]