Coaching de Bem-Estar Comportamento

A questão entre desistir e continuar!

Mulher fazendo um "v" com os dedos sorrindo
Miguel Constantin Montes / Pexels / Canva

Às vezes pego-me pensando na razão exata daquilo que me move em não querer desistir dessa jornada turbulenta em que vivo. Na verdade, em que todos nós vivemos. Percebo que, mesmo diante dessa pandemia que assola o nosso planeta, não são as diversas dificuldades que nos rodeiam, atualmente, que conseguem me impelir a querer desistir.

Relembro-me de outros tempos, nos quais as dificuldades também existiam (talvez um pouco menores), mas identifico que desde há muito não concebo em meu EU o ato de desistir daquilo que quero e daquilo que sonho.

Sempre foi assim! E sempre será!

Não que eu já não tenha pensado, algumas vezes, em optar por desistir. Quem nunca passou por essa dúvida? Se continuaria valendo a pena ou não investir, cada um a seu modo, no caminho para o alcance dos nossos projetos, sonhos e desejos?

Mulher sorridente andando pelo parque
Miguel Arcanjo Saddi / Pexels / Canva

Acredito que esse momento de dúvidas e incertezas acaba sendo (como sempre) uma oportunidade única e inadiável para reflexões internas e ajustamentos do nosso próprio EU.

A mínima possibilidade dessa ideia de DESISTIR rondar meu espírito e minha mente causa-me um desconforto enorme e não consigo conceber esse caminho.

Existe ALGO maior em mim que repele tudo isso e, mesmo que eu passe por momentos turbulentos (tanto internos quanto externos), volto ao mesmo ponto: CONTINUAR!

Quando escrevo aqui, vem-me a certeza absoluta de que em algum coração eu conseguirei tocar; alguma alma eu poderei ajudar e as minhas palavras serão absorvidas de uma forma iluminada e conseguirão tirar um irmão em Cristo das aflições e das angústias. E ACREDITO que é dessa forma que os movimentos acontecem ao nosso redor, mesmo que na maioria das vezes não consigamos entender absolutamente nada!

Ausência de respostas não significa que elas não existam!

Muitos dos avanços tecnológicos que usufruímos hoje são respostas que nos foram dadas, pelo ALTO, pelo PODER MAIOR que em nós habita e vive, lá atrás, em tempos muito distantes. E essas respostas, que aparentemente não surgiam hoje, fazem uma diferença benéfica e grandiosa em nossas vidas!

Contei as letras que compõem as duas palavras: DESISTIR – oito letras; CONTINUAR – nove letras. Uma diferença mínima entre as duas, mas que altera significativamente a escolha que fazemos!

Mulher de costas com os braços abertos na varando durante por do sol
Pexels–2286921 / Canva

Eu, particularmente, não opto pelas oito letras – apesar de um dos significados do número oito representar a vitória, a prosperidade e a superação, dentro da numerologia.

Escolho as nove letras – que simbolizam o fim de um ciclo e o começo de outro, sendo um algarismo associado ao altruísmo, à generosidade, à fraternidade e à espiritualidade, significando a compreensão, a realização, a universalidade e a compaixão.

Passo a entender, pouco a pouco, essa razão e essa certeza enorme que me fazem optar por CONTINUAR!

Que todos(as) sejam abençoados(as), eternamente, dentro de si mesmos(as).

É o meu mais profundo desejo aos que por aqui passaram e leram essas simples reflexões!

Namastê!

Sobre o autor

Angela Regina Lazzari

Tenho 56 anos e desde que me reconheço como ser pensamente, interesso-me imensamente por assuntos espirituais, cabalísticos e tantos outros que me fazem progredir e ser um pouco melhor a cada dia.

Dentro desse meu conhecimento, que acredito não ser ainda tão vasto, mas que está fluindo e caminhando, procuro passar para as pessoas que conheço tudo aquilo que retiro e sinto de bom em mim, quando abordo diversos temas de desenvolvimento pessoal.

Não sou jornalista, não sou coaching, sou formada em Licenciatura e Bacharelado em Letras e Secretariado Executivo e sou poeta (já publiquei um livro,apenas de gosto pessoal que não foi comercializado).

Email: arlazzari@gmail.com