Arteterapia Saúde Integral

Arte terapia e o ninho vazio

Arte Terapia. Um tema que me agrada muito. Após anos me dedicando à minha família, me deparei com a Síndrome do ninho vazio. O que vem a ser isso? Após anos de dedicação ao marido e ao filho, entre levá-lo e buscá-lo na escola, no treino, no inglês, eis que ele cresceu. Cresceu, se formou no ensino médio, foi aprovado em uma excelente faculdade de engenharia e, em seguida, fez 18 anos.

Começa aí “meu abandono”. Não sou mais procurada para as caronas, passeios e diversões, pois agora ele tem seu carro. Onde quero chegar com esse pequeno relato? Muito bem! Percebi que também poderia seguir em frente me dedicando a outra coisa que me agrade muito. Procurei, pesquisei, perguntei, fiz contas, e percebi que poderia voltar a estudar. Resolvi fazer Pós Graduação em Arte Educação. Deparo-me, então, com a primeira disciplina: Arte Terapia.

Mother and son on sunset holding by hands

Disciplina que pude aproveitar ao máximo por ser um assunto que gosto muito. Percebi o quão importante é o papel do educador, do arte educador e do arte terapeuta. Nós, que ao estudarmos e nos dedicarmos, podemos trazer às pessoas ditas “não normais” um pouco de forma de exteriorização, de sublimação.

Ao nascimento de cada criança somos levados a criar ambientes dignos para o desenvolvimento dessa criança. Ambiente esse que deverá conter espaços sadios para a formação desse organismo infantil, podendo assim desabrochar as capacidades anímicas que veem em seguida, querer, sentir e pensar. A responsabilidade do educador que lida e se dedica a crianças nessa faixa etária influencia não somente na educação, mas também e com grande ênfase para a formação orgânica da vida, construindo a base para toda a vida.

As educadoras que trabalham com essa faixa etária são da mais alta importância, pois em muitos casos, inúmeros até, essas crianças são rejeitadas ainda mesmo no ventre materno, rejeitadas ao chegar à casa, por motivos diversos como fator financeiro, emocional, briga de casais e outros.

Nesses casos e nessas creches entram então essas profissionais, muito mais até com compreensão, preparação e motivação para a vida. É lógico que não poderemos trabalhar diretamente com o que diz respeito a fatores de saúde, nem psicológicos, pois não somos terapeutas, mas podemos e posso sim acrescentar cor e alegria à vida de uma criança que esteja triste, sendo mal tratada, ou outro assunto que não tenhamos conhecimento.

A Arte faz parte da vida da criança, ela se comunica de várias maneiras e consegue através dessa arte sensibilizar-se com organização de seu espaço, harmonizando cores, formas, sons, movimentos, criando e recriando seu cotidiano.

Ao trabalharmos com crianças é fundamental entender o que pensam, o que sentem, o que gostam. Podemos e devemos entendê-las e a partir desse entendimento, nós como mediadores temos a chance de auxiliar o sofrimento dessa criança. Cabe a nós escolhermos os meios para tal ajuda. Quais são e o que são esses meios? São meios de comunicação não verbal: barro, tintas, água, papel, máscaras, fantoches, brinquedos, sucata. É necessário que se perceba a necessidade e aceitabilidade de cada criança para podermos interagir de forma livre e criativa.

E assim, como mediadores, poderemos ajudar uma criança a sorrir colorido. Aos poucos, em meus textos explicarei um pouco mais de cada técnica que poderá ser usada.

Criança+ arte = sorriso!

Sobre o autor

Lilian Hypolito Monges

Lilian Hypolito Monges

Professora formada em Artes Plásticas pela faculdade de Belas Artes de São Paulo, com pós-graduação em Arte Educação e Especialização em Arte Publicitária e Ilustração pela Escola Panamericana de Arte.

Trabalha com crianças, jovens e adolescentes há mais de 20 anos, estimulando a criatividade baseado nas quatro bases da arte: visual, dança, teatro e musica, procurando envolver e desenvolver o potencial de cada aluno, o que propicia um maior envolvimento do aluno com a matéria.

Possui conhecimentos específicos sobre brinquedos lúdicos, arte terapia, artesanatos (em madeira, texturização, customização, decoupage, etc.).

Professora de ensino fundamental II em rede particular

Tutora em Graduação de Artes Visuais

E-mail: [email protected]
Celular/Whatsapp: 11 96436-5608