Nutrição Veganismo

Atrás de um “inocente” copo de leite

Luciana Pessutti
Escrito por Luciana Pessutti
Para quem acredita que consumir leite e seus derivados não causa mal nenhum aos animais, vamos tentar explicar o porquê não acontece isso.

Para toda fêmea mamífera dar leite, ela precisa engravidar, certo? Pois bem, as vacas são inseminadas artificialmente para que isso aconteça e em uma velocidade imensa por causa da demanda. Vacas são constantemente estupradas (inseminações) e quando seus filhos nascem, logo depois são separados da mãe, proibidos de beber o leite que era seu por direito.

Tudo isso para você consumir um copo de leite que aparentemente parece ser inocente. 

A grande demanda por esses produtos faz com que as vacas leiteiras produzam dez vezes mais leite do que na sua própria natureza. Por serem constantemente ordenhadas por máquinas, pela quantidade de hormônios e ração que recebem para ter essa produção, uma das doenças causadas se chama mastite, inflamação das glândulas mamárias, causando dor e sofrimento a esses animais.

As vacas são tratadas como máquinas, não tomam sol e, como foi falado anteriormente, têm seus filhos separados ao nascer. Para combater essas doenças, são ministrados antibióticos, sem contar os pesticidas, isso indo tudo para o leite.

As vacas leiteiras passam, portanto, por inseminações artificiais, partos forçados, têm seus filhotes covardemente arrancados e são ordenhadas incessantemente, toda essa covardia e ganância para obter o leite para a espécie humana.

Qual o destino dos filhotes?

  • Se for fêmea, será explorada a vida toda como a mãe.
  • Se for macho, os filhotes serão mortos para a produção do coalho para os leites e/ou ficarão presos em um lugar minúsculo e sem poder andar, acorrentados durante 16 semanas, para que sua carne fique macia, se tornando assim a famosa vitela ou baby beef.

As vacas, por sua vez, depois de muito serem exploradas, o destino é o mesmo do “gado” considerado de “corte”, o matadouro. Vivem de cinco a seis anos nessa tortura e exploração, sendo que seu ciclo natural de vida seria em torno de 20 anos.

É hora de parar e refletir, fazendo mudanças de hábitos. Faça opções por leites vegetais, são inúmeros os sabores e sem ferir ou matar nenhum animal.

“Olhe no fundo dos olhos de um animal e, por um momento, troque de lugar com ele. A vida dele se tornará tão preciosa quanto a sua e você se tornará tão vulnerável quanto ele. Agora sorria, se você acredita que todos os animais merecem nosso respeito e nossa proteção, pois em determinado ponto eles são nós e nós somos eles.”

– Phillip Ochoa.

Sobre o autor

Luciana Pessutti

Luciana Pessutti

Oi meu nome é Luciana Pessutti, sou vegana há mais de seis anos e vegetariana desde os 12 anos.

Desde criança não achava correto ter os "bichinhos" no meu prato, porém somente depois de adulta fui conhecer o veganismo e, desde então, divulgo por meio da internet informações dos bastidores da indústria de laticínios, ovos, mel e demais explorações que acontecem com nossos irmãos não-humanos, conscientizando para o fato de podermos ter uma vida saudável sem precisar explorar ou matar um ser inocente.

Sou ativista pelos direitos animais e uma das minhas frases preferidas é "Viva e deixe Viver!"

Contato: [email protected]