Atividades Físicas Saúde Integral

Caí de maduro! Será?

Marco Lopes
Escrito por Marco Lopes

Temos que ficar atentos a essa frase, ela com certeza é um aviso de que algo não vai bem e precisa urgentemente ser investigado. Os acidentes causados pelas quedas na terceira idade são mais comuns do que se imagina e já chegaram a ganhar o status de epidemia pelo Ministério da Saúde. Segundo os dados desse órgão, em cinco anos o número de fraturas aumentou em 30%, passando de 67 mil casos em 2008 para mais de 85 mil em 2013. E só em São Paulo, cerca de 30 idosos são internados por dia por conta de fraturas no fêmur.

As lesões mais comuns são fraturas de membros, como fêmur e punho. Acredita-se que ao ter uma primeira queda, geralmente o idoso sofre outra pela segunda vez. Por conta disso, é comum o idoso ficar inseguro e com medo de caminhar. As quedas são um dos maiores problemas do envelhecimento, já que acontecem de repente pela primeira vez e achamos, muitas vezes que é normal e foi apenas um descuido.

Mas isso não é verdade. Se este problema não for cuidado ele se tornará frequente até o ponto que causará um susto e suas consequências serão ainda maiores. É muito importante procurar um geriatra, que é a especialidade médica que conhece bem esse problema e sem dúvida começará a investigar suas possíveis causas, que variam desde um óculos inadequado até um problema ortopédico. Se você está passando por esse problema, veja como é o ambiente onde reside a pessoa, como está a iluminação, como está a passagem (tem tapetes, mesa de centro, tem que fazer muitos desvios), se onde fica sentado está muito baixo, se começou a tomar algum medicamento novo, como estão os calçados, se tem alguma dor nos pés, se a queda ocorreu na rua, qual o caminho que costuma fazer, tem muito buraco, muita descida… é muito importante ajudar nesse processo e tentar achar possíveis pontos de melhoria.

Muito bem, o que podemos fazer?

A atividade física tem um papel importante nesse processo, pois sabemos que uma pessoa mais forte e mais segura responde melhor a um possível desequilíbrio. Então, a melhor coisa a se fazer é começar um programa de exercícios que envolva, força, flexibilidade e equilíbrio. Agora, a melhor estratégia é sempre a prevenção.

shutterstock_259298171

No processo de envelhecimento as perdas físicas vão se acumulando e se você começa esse processo com um nível baixo de aptidão física você sentirá muito mais os efeitos do que uma outra pessoa que fez algo a respeito. Por isso não espere, aja antes, se fortaleça, procure fazer algo pensando na prevenção.

Seja um agente de saúde dentro da sua casa, faça seus filhos pensarem em acumular saúde com exercícios físicos e boa alimentação desde cedo.

Uma mulher que começa a adolescência com uma massa óssea maior tem uma enorme chance de não desenvolver osteoporose depois da menopausa. Isso é prevenir, pensar em como queremos envelhecer, e isso começa bem antes dos primeiros sinais do envelhecimento.

Sobre o autor

Marco Lopes

Marco Lopes

Formado em Educação Física pela Faculdade Osec (atual Unisa) em 1997, formou-se também em Fisioterapia pela Universidade Paulista – UNIP no ano de 2003 e em Especialização em Gerontologia pelo Centro Universitário São Camilo, no ano de 2013.

Trabalhou durante 10 anos na academia do Hotel Transamérica ­SP como Personal trainer. Há 15 anos atua como fisioterapeuta e educador físico, prestando serviço domiciliar para um público com faixa etária a partir dos 50 anos. Atende também na academia do Hotel Hyatt e na Top Form Academia.

Especializações e cursos:

- Curso de Reeducação Postural Global e Estruturação Postural Integrada pela Federação Nacional dos Fisioterapeutas - 2004;
- Curso de Especialização em fisiologia do exercício e treinamento resistido no envelhecimento pelo Serviço de Geriatria da FMUSP -­ 2009;
- Curso internacional em Trigger Point e liberação Miofascial pelo instituto PHYSION- ­2013;
- Curso de Terapia Manual pelo Instituto Valéria Figueiredo - 2014;
- Curso de Avaliação Física e Funcional para idosos pelo Instituto Biodelta - 2014;
- Prescrição de Exercícios Aeróbicos para Composição Corporal, Sistema Cardiovascular, Exercícios Resistidos e de Flexibilidade para o idoso CELAFISCS - 2014;
- Formação em Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching - 2015.

Sites: fisiofitsenior.com
personaltrainermarcolopes.com