Autoconhecimento

Cinco erros que você está cometendo em suas conversas

Two young professionals making a great business discussion in modern office.Successful confident hispanic businessman talking with woman partner. Horizontal, blurred background
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Conversar é uma das coisas mais básicas e recorrentes em nosso dia a dia. Por menor que seja o diálogo, ele é necessário em quase todas as situações, ou ao menos, a boa educação manda que seja. Infelizmente, muita gente não presta atenção ao que diz e não pensa muito antes de falar, sem se dar conta da importância e do peso das palavras. Outras muitas pessoas dizem sentir dificuldade em se relacionar com os outros e reclamam de que são mal-entendidas. Mas será que elas sabem manter uma conversa cordial e conseguem entregar a mensagem da forma que pretendem?

Sem darmos conta, muitas vezes atropelamos nossas ideias e passamos uma mensagem errada do que queremos, pensamos ou somos para as outras pessoas. E isso se dá nos mais diversos meios, desde o corporativo até o mais íntimo de um relacionamento amoroso.

Listamos abaixo cinco grandes erros recorrentes nos diálogos da maioria das pessoas. Confira se você é vítima de algum deles e corrija sua postura antes que seja prejudicado:

1- Ser o esperto que sabe tudo

Nós somos seres em constante crescimento e aprendemos coisas novas a cada dia. Toda conversa e todo relacionamento é uma oportunidade, até das situações mais chatas e problemáticas podemos tirar um ensinamento importante. No entanto, muitas pessoas agem como se fossem inteligentes demais para certas situações ou conversas e com isso bancam os arrogantes que sabem mais que os outros. A humildade é uma qualidade importante para qualquer pessoa e nos mais diversos meios. Fique atento a isso!

2- Estar despreparado

Um pouco de bagagem é necessário para qualquer conversa. Se você anda muito desatualizado, não lê as notícias e não tem opinião formada sobre nada é hora de rever seus conceitos. Procure se inteirar sobre o mundo a sua volta e refletir sobre assuntos comuns. Se você se sente despreparado sobre assuntos do trabalho, a situação fica ainda mais grave: se o seu chefe chamá-lo para uma reunião, por exemplo, ele espera que que você saiba o que dizer.

3- Não ouvir

Uma conversa é sempre uma via de duas mãos. Tão importante quanto dizer o que se pensa e saber continuar um assunto é ouvir o que a outra pessoa tem a dizer. Não ache que você pode desligar enquanto os outros falam, porque eles vão esperar uma resposta sua. Alguém que só sorri e diz coisas neutras não irá muito longe em uma conversa. Isso pode acarretar isolamento das mais diferentes formas.

4- Deixar que as emoções influenciam demais

Quando nos relacionamos com pessoas diferentes, seja no trabalho, em uma roda de amigos ou mesmo na nossa família, estamos sujeitos a lidar com gente muito diferente do que gostaríamos. No entanto, muitas dessas relações são quase que obrigatórias, o que nos desafia a conseguir lidar com as situações sem grandes desgastes. Nestas horas, vale deixar os sentimentos em segundo plano e ser o mais político possível. Caso contrário, no trabalho por exemplo, além de ter a fama de chato, você pode perder sua posição.

5- Fofocas

Por mais que elas sejam as queridinhas de muita gente e inclusive temas de revistas e canais de TV, as fofocas sempre vão colocar as pessoas em situações de desconforto. Tente ao máximo ficar longe deste tipo de conversa e não dê atenção para quem as cultivam. Caso contrário, mesmo que você não tenha intenção, pode acabar se dando mal e magoando pessoas que não pretendia.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br