Nutrição

Comer para viver e também viver para comer

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Éextremamente fácil perceber a mudança comportamental na sociedade simplesmente observando o horário das refeições. Tudo é pautado pela pressa e a economia de tempo, tanto é que os “fast-foods” popularizam na veia do brasileiro a ideia de comida rápida. Apesar do conceito de origem filosófica de Sócrates, lá na Antiga Grécia, de que devemos comer para viver e não viver para comer, o oposto elevado ao extremo é igualmente ruim.

Na questão da saúde, o corpo absorve os nutrientes que estão nos alimentos.
Então é importante que o foco esteja no processo alimentar, principalmente na mastigação, ao invés de nos distrairmos com outras questões paralelas. Sem falar que quando voltamos nossas atenções para outras atividades em simultâneo com a alimentação, o estômago não percebe que já nos alimentamos o suficiente e acabamos comendo mais do que realmente necessitamos.

Outro ponto fundamental é a oportunidade de desligar também a mente. Antigamente, principalmente na primeira metade do século passado, o horário de almoço e de jantar era um momento para a família se reunir. Todo dia era uma pequena confraternização. Realmente não é possível desligar a mente comendo ao lado de outras pessoas, porém era uma oportunidade de espairecer.

A tecnologia mudou tudo. Antes, as pessoas se reuniam para comer em uma mesa. Com a chegada da televisão, as atenções deixaram de ficar voltadas aos que estavam juntos comendo e começou a ficar no novo aparelho essencial em todas as casas. Inicialmente, a tecnologia é criada para nos facilitar em tarefas do dia a dia, mas ela também altera o nosso comportamento de forma significativa.

shutterstock_112693879 Hoje, a televisão, que tinha pelo menos a vantagem de reunir algumas pessoas em volta dela, está perdendo espaço para o celular. As pessoas comiam juntas e conversavam, depois começaram a comer juntas, mas quietas assistindo televisão, e hoje é cada uma no seu canto fazendo uma refeição rápida e mexendo no celular. Pelo menos no banheiro as pessoas tinham alguns minutos em que se conectavam consigo mesmas, sem ninguém e sem televisão, aí veio o celular e quebrou essa limitação.

A vida é uma correria insana, sem dúvida nenhuma. Para tudo tem horário: entrar no trabalho, chegar na faculdade, levar as crianças na faculdade e, inclusive, para comer. Se em todas as outras rotinas são necessárias um estado de atenção constante, a hora do sono não é suficiente para que o corpo consiga realmente repousar. Aproveite suas refeições, pois elas farão bem ao seu corpo e também a sua mente. 

 


  • Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]