Autoconhecimento Comportamento

Como estar presente de corpo e alma nas festas de fim de ano

Mulher enfeitando árvore de natal
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Comidas deliciosas, presentes bem elaborados, casas decoradas. Essa é a aparência de muitos ambientes de final de ano. Por trás dessa aparente perfeição estão as horas de trabalho na cozinha, a lotação das lojas de roupas e brinquedos e a busca incansável por uma decoração que represente o espírito de festividade.

Entre todos os afazeres para que as comemorações sejam impecáveis, a essência das festas acaba perdida. Estresse, nervosismo e a tensão de uma data limite enchem de energias negativas os dias que deveriam ser de paz, união e amor.

Em uma tentativa de resgatar o verdadeiro valor dessas tradições de final de ano, existem algumas estratégias simples. O que torna as festividades superficiais é a necessidade de que tudo seja perfeito e saia como o planejado. As aparências superam as emoções e a introspecção de cada pessoa.

Mulher com mãos nos olhos recebendo presente de outra mulher

Assim, o ideal para contornar esse problema é valorizar a simplicidade e construir uma rede de apoio. Todas as pessoas querem saborear refeições bem elaboradas e saborosas. Não é preciso deixar de fazer isso, assim como não é recomendado não decorar a casa ou não comprar presentes.

A ideia é que essas questões sobre as festas não sejam as partes principais da celebração. Se várias pessoas ajudarem na hora de preparar um prato e quando for preciso arrumar a casa, o sentimento de união irá fluir desde esse momento.

Prato de ceia de natal visto de cima

Memórias lindas e divertidas podem surgir da organização das festas, não só delas em si. Além disso, é importante reservar um momento no segundo semestre, longe das datas de festas, para comprar os presentes em várias parcelas e sem ter que lidar com as lojas cheias.

O planejamento, a organização e o trabalho em equipe são essenciais antes de celebrar o Natal e o Ano Novo. Só assim será possível que todas as pessoas reconheçam que essas festas estão acontecendo para celebrar o amor e a paz, não só para comer, avaliar uma sala bonita ou receber muitos presentes.

Você também gostar de:

Uma boa dica para quem quer melhorar ainda mais esse período do ano é organizar alguma dinâmica na qual as pessoas possam dizer como elas se sentem sobre as outras, o que desejam para o próximo ano e o que pensam sobre tudo que viveram. Essa é a melhor forma de construir laços verdadeiros e duradouros.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]