Espiritualidade

Data limite, a evolução da humanidade e as profecias

planeta terra
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Mal passamos da metade de 2019 e já observamos centenas de mortes, catástrofes, acidentes, incidentes… e muito se ouve falar que tudo o que está acontecendo este ano é causado pela chamada “data-limite”, ou melhor por um conjunto de profecias de Francisco Cândido Xavier, mais conhecido como Chico Xavier, que foi um médium, filantropo e um dos nomes mais importantes do espiritismo no Brasil.

Apesar de Chico Xavier não estar mais entre nós há quase 18 anos – o médium faleceu em junho de 2002 – seus seguidores e amigos continuam espalhando sua mensagem pelo mundo. Inclusive foi através de Geraldo Lemos Neto e Marlene Nobre, companheiros de Chico, que o conceito de data-limite veio à tona, pois as profecias foram transmitidas para ambos no ano de 1986.

Falando em seus amigos, mais próximos ou não, todos que conviveram com Chico sabem que ele tinha um olhar e uma opinião muito pessoal sobre certos avanços no campo da ciência. Ele mencionava a articulação de forças extraterrenas que analisavam o comportamento das pessoas na Terra depois da chegada dos astronautas à Lua, por exemplo. E, embora sempre tenha havido muita contradição quando o assunto envolve ETs, óvnis etc., Chico Xavier falava de vida fora do nosso planeta e que haveria a probabilidade de sermos visitados por extraterrestres.

Mas o que a ida do homem à Lua tem a ver com a data-limite?

De acordo com a profecia do médium, os seres angélicos, ao verem o homem chegar à Lua, se preocuparam com a influência negativa da humanidade ao Universo, pois alcançando lugares fora de nosso planeta, para o mundo espiritual significa que o homem é uma ameaça também para o resto do sistema solar e, futuramente, para o restante do Universo.

homem na lua

Contudo, Jesus teria intercedido a nosso favor, pedindo que o prazo para que os humanos se corrigissem fosse aumentado em mais 50 anos. Sendo assim, a partir de julho de 1969, teríamos o prazo de até julho de 2019 para mostrarmos que não somos uma ameaça para todo o plano do Universo ou a própria Terra nos castigaria com desastres naturais para limpar toda a energia negativa do planeta, nos amadurecendo o suficiente para que pudéssemos continuar povoando-a com responsabilidade. No mesmo ano, Chico Xavier fez um pronunciamento informando que foi dado um prazo de 50 anos para nos ajustarmos, sem guerras e conflitos, ou o mundo seria obrigado a pagar por sua ganância e malícia.

A então chamada profecia de Chico Xavier para 2019 dizia que o mundo entraria em caos com diversos desastres naturais de magnitude jamais vista: tsunamis, vulcões, terremotos, furacões. Tudo para tentar minimizar as divergências terrestres e, mais uma vez, corrigir nosso mau comportamento. Países que já sofrem com esse tipo de desastre seriam devastados ao limite. Ainda dizia que havia a possibilidade de mais uma Grande Guerra, essa com armas nucleares e resultados desastrosos, mas que seria finalizada pela revolta da natureza por tanto descaso pelo planeta, e não por armas.

Confira as cinco principais profecias apontadas por Chico Xavier para esse período, visto como o ano transformador da vida humana no planeta:

Guerras: Chico Xavier falou que, num prazo de 50 anos, poderíamos enfrentar um novo colapso entre povos, que seria considerado a 3ª Guerra Mundial. Ele fala que nesse intervalo seríamos expostos a uma espécie de teste de Deus, e se não nos saíssemos bem o conflito entre nações ocorreria. Por outro lado, se mantivermos uma linguagem de paz, o médium falou que receberíamos graças divinas.

Desastres naturais: o poder de Deus não cessaria no possível combate entre os povos. Ele lançará na Terra terremotos, maremotos, erupções vulcânicas e outros desastres naturais. Poucos lugares no mundo se salvariam, o Brasil seria um deles.

Você também pode gostar de:

Vivendo em harmonia: esse cataclismo unirá os sobreviventes. Na data-limite de Chico Xavier, o cone sul da América será a área procurada por povos de outros países, e aqui aprenderão a viver em harmonia, esquecendo problemas étnicos. Essa nova comunidade criará novos conceitos para viver em paz.

A cura de doenças: se a população mundial conseguir manter a paz esperada por Deus até 2019, Chico Xavier disse em seus relatos que a humanidade seria premiada com a descoberta de curas para graves problemas de saúde.

Crianças felizes.

Viver entre extraterrestres: ainda sobre esse assunto, a data-limite de Chico Xavier é o sinal de que entre nós viverão seres de outros planetas. De acordo com o médium, essas civilizações mais avançadas virão para nosso planeta a fim de nos ajudarem a avançar na evolução. Eles nos prepararão para entender o Universo com mais plenitude.

Como visto anteriormente, não é apenas de maldições que se fundamenta a profecia; as afirmações de Chico também prometem cura para doenças, harmonia entre os povos e até ajuda dos extraterrestres.

Um documentário sobre o assunto chegou a ser produzido e lançado em 2014 e traz as seguintes reflexões:

Todas as religiões do mundo apontam para um momento único no futuro da humanidade, no qual a realidade será drasticamente transformada por um evento singular. Esse evento dará início a uma nova era existencial para todos os seres que compartilham o planeta Terra. Será o momento em que a espécie humana reencontrará suas origens e descobrirá o seu papel no Universo em que está inserida. Mas quando isso acontecerá? Teria a humanidade um prazo para adequar sua postura moral a esta nova realidade? Qual seria a sua data-limite?”

Só aqui em nosso país, 2019 já começou com diversas tragédias (o rompimento da barragem em Brumadinho; acidentes e mais acidentes de helicóptero e automóveis; enchentes devastadoras e o assunto da data-limite caiu na boca do povo. Em grupos de Facebook, há várias postagens perguntando o que se sabe sobre a profecia e se é para acreditar nisso ou não. Isso se não contabilizarmos os desastres – naturais ou não – que aconteceram nos demais países.

Está mais do que clara a intenção de Chico e de tantas outras mentes brilhantes que vivem ou já viveram aqui na Terra: ensinar ao ser humano o óbvio, que cada ação tem uma reação e, ao maltratarmos o mundo em que vivemos, os únicos prejudicados serão nós mesmos. Infelizmente, a maioria dos humanos precisa do pior incentivo possível para que alguma mudança aconteça, a tragédia. Em vez de ter em mente o objetivo de sempre ser o melhor ser humano possível, ajudar o próximo, ajudar os animais e perceber que a natureza é a nossa casa e que sem ela nada seríamos, para cuidar e repor o que dela tiramos, é preferível destruir cada vez mais, brigar, matar, ser intolerante, individualista, e por aí vai…

Se o intuito era nos preparar para uma nova era em que todos viveriam em harmonia e paz e em que a natureza estaria em sua melhor forma e nós a respeitaríamos, muitas ações humanas demonstram que talvez ainda haja muito chão para que sejamos todos evoluídos o suficiente para merecer esse presente celestial. Entretanto, caso tenhamos passado no teste, a partir de agora já podemos esperar um contato com nossos vizinhos de outros planetas.


Texto escrito por Juliana Delgado da Equipe EuSemFronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]