Nutrição Saúde Integral

Como reeducar suas bactérias amigas?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você sabia que dentro do seu intestino existem bactérias? Esses organismos são essenciais para o bom funcionamento de todo o sistema digestivo e comandam até os nossos desejos alimentares!

Estudos indicam que a nossa vontade de comer doces vem das bactérias que vivem em nosso corpo, mas existem formas de educar esses organismos para que trabalhem pelo nosso bem.

Os microrganismos presentes no intestino formam a microbiota intestinal, que influencia no ganho de peso, desejos alimentares e até no humor.

Sabe como isso acontece? A microbiota pode controlar tudo por lutar pela sua própria sobrevivência.

Mas o que isso tem a ver com a vontade de comer doces? Bom, tem tudo a ver!

Cada bactéria, ou famílias de bactérias presentes na microbiota, necessita de um nutriente específico para sobreviver. Algumas, por exemplo, se alimentam de carboidratos, outras de gordura. E existem aquelas que se alimentam dos nutrientes dos vegetais. Os seus hábitos alimentares determinarão quais dessas bactérias sobreviverão. Dependendo de como você se alimentar, poderá ter mais ou menos vontade de comer doce, por exemplo. Já que as bactérias presentes no seu intestino mandarão mensagens para o seu cérebro indicando aquilo que necessitam.

Um estudo de 2012, publicado pela Nestlé Institute of Health & Science, indicou que uma pessoa que sente vontade de comer chocolate todos os dias possui uma microbiota com bactérias que fermentem carboidratos simples. Pensando nisso, relaciona-se os hormônios da serotonina e dopamina, que trazem a sensação de alegria e bom humor, têm origem no intestino, além de serem muito estimuladas pelos doces. Algumas bactérias também podem influenciar na produção dos hormônios grelina e leptina, que controlam a fome e a saciedade. Quando estes hormônios estão equilibrados, ajudam no autocontrole e evitam a compulsão por doce e outros carboidratos refinados.

É incrível como a microbiota consegue controlar os seus hormônios e, por consequência, o seu autocontrole, saciedade, humor, etc. Mas sabe quem controla as bactérias? Você!

Alimentando as bactérias certas e deixando de alimentar as erradas!

1 – Não faça dos carboidratos refinados, como o arroz branco e a farinha branca, algo constante nos seus hábitos alimentares. Ou seja, não coma todos os dias.

2 – Prefira sempre alimentos integrais, pois eles estimulam a serotonina, o mesmo hormônio que o doce estimula.

3 – Invista na biomassa de banana verde. Ela é um ótimo lanche para as suas bactérias amigas.

4 – Inclua sementes de girassol, abóbora e gergelim e oleaginosas, como castanha do Pará, amêndoas e nozes, alimentos que são ricos em magnésio, estimulando a dopamina e a serotonina.

5 – Opte por se alimentar com peixes e frutos do mar, que também são produtores dos hormônios da felicidade.

6 – Coma mais alimentos verdes, que promovem uma limpeza do organismo, eliminando certas toxinas que alimentam bactérias ruins.

7 – Pratique mais atividade física!

Seguindo essas dicas você poderá educar suas bactérias para agirem ao seu favor, facilitando o seu autocontrole frente aos desejos alimentares!


Escrito por Gabrielle Carreira da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]