Autoconhecimento Espiritualidade

Curiosidades Espirituais da Terra do Sol Nascente

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O Japão é um país que serve como exemplo para o mundo inteiro por causa de alguns hábitos, como a limpeza, a educação e a cordialidade – não vamos falar neste artigo sobre a sua expansão tecnológica.

Esses atributos que destacam os japoneses de forma positiva podem ser explicados pela espiritualidade que a população tem e pelo valor que eles dão a alguns conceitos religiosos.

O budismo e o xintoísmo são as religiões mais influentes entre os japoneses, mesmo que não assumam nenhuma de forma clara.

Entre os diversos templos e santuários espalhados pelas ruas de diversas cidades, a espiritualidade se faz presente principalmente em alguns rituais, cerimônias de chás, nas artes e na cultura, que acabam deixando em evidência a natureza acolhedora que os japoneses possuem.

Templo zen budista localizado no Japão. Ele está entre as árvores verdes em um lindo jardim com lago e grandes pedras.
Imagem de abraxac por Pixabay

O que leva o país a ser conhecido por sua espiritualidade?

Algumas coisas que são completamente normais para os japoneses causam até um certo espanto para outras culturas. Imaginem só se não existissem lixeiras no Brasil? Seria um completo caos! O fato é que eles são pessoas evoluídas e trabalham diariamente o seu crescimento pessoal e espiritual. Os japoneses pensam muito no próximo e agem com o intuito de melhorar e manter o lugar onde vivem.

Veja alguns dos fatores que permeiam o status de espiritualidade e de evolução dos japoneses:

Não existem lixeiras no Japão

Todos são educados desde a infância para guardar o lixo e levar para casa. Por esse motivo, praticamente não há lixeiras em locais públicos, mas o mais impressionante é que, mesmo com a falta de latas de lixo pelas cidades, não existe um papelzinho sequer jogado nas ruas! Eles se preocupam com o meio ambiente e carregam consigo a educação que receberam da família.

Sem assaltos

Japoneses são muito honestos! O índice de roubos nas ruas é mínimo, mesmo nas cidades mais populosas, como Tóquio, onde bicicletas são deixadas nas ruas e permanecem no mesmo lugar em que os seus donos deixaram!

Sem conversinhas no trem

As pessoas pensam tanto no bem-estar umas das outras que em viagens de trem é proibido falar no celular. O motivo? Não atrapalhar ou importunar quem está perto de você!

Bondade extrema

Os japoneses são pessoas que possuem uma bondade extrema. Não importa se você precisa de alguma explicação sobre o cardápio de um restaurante, uma ajuda na escola, trocar dinheiro, entre muitas outras atividades cotidianas que podem ser estressantes para alguns. Os japoneses sempre são simpáticos e ajudam todos com um grande sorriso no rosto.

Linda imagem de uma estátua gigante de Buda em posição de meditação. Ao lado da estátua, vários arranjos de flores entregues como oferendas.
Imagem de paulmuenzner0 por Pixabay

Tradições religiosas

Mesmo sendo uma sociedade extremamente tecnológica e consumista, a população faz filas de duas horas em dias de festivais religiosos nos templos apenas para cumprir determinadas tradições e fazer reverência diante do altar.

Como já dito anteriormente, existe uma grande quantidade de templos e santuários espalhados pelas ruas do Japão. Os santuários são voltados às práticas xintoístas, enquanto os templos, às budistas. Originário da Índia, o budismo chegou ao Japão no século VI, por meio de missionários chineses.

Muitas pessoas pensam que essa religião possui um deus como foco, mas saiba que ela não é teísta! O xintoísmo é bem mais antigo e é considerado muito mais uma prática espiritual do que religiosa, com crenças baseadas em diferentes deuses. Em essência, ambas são parecidas, mas o xintoísmo é mantido praticamente somente pelos japoneses.

Vários japoneses saindo de uma cerimônia realizada em um famoso templo budista.
Imagem de Staffan Ekstrand por Pixabay

Veja algumas curiosidades espirituais do Japão:

1. Rituais intitulados “Harae” são feitos para purificação e usam a água para lavar a boca e as mãos;

2. Uma das partes de um culto xintoísta é a oferenda. Um fiel tem a permissão de oferecer dinheiro ou algum objeto pessoal aos kamis, para receber alguma graça em troca. Uma dança chamada kagura também é considerada como uma oferenda válida;

3. Toda a comunidade é envolvida por festas xintoístas. As pessoas fazem grandes procissões, incluindo carros de desfile;

4. Os fiéis costumam deixar tirinhas de papel (o-mikuji) em santuários. Nelas podem estar escritos pedidos ou presságios;

5. Sempre às 6:30 da manhã os sacerdotes de uma montanha chamada yamabushi se reúnem em um templo para meditar por meia hora;

Mesa posta com vários itens para a reallização da cerimônia do chá japonesa. Os itens estão sobre uma mesa de madeira cinza decorado com folhas de outono na cor vermelha.
Imagem de komahouse por Pixabay

6. Os japoneses encontram o estado de tranquilidade em um ritual chamado de “cerimônia do chá”;

7. Espremer-se na janela do nariz da imagem de Buda que fica no templo de Todai-ji representa que você alcançará iluminação na próxima vida;

8. Japoneses que praticam o budismo acreditam que podem alcançar a autoiluminação por meio da meditação diária;

Você também pode gostar

9. Uma rota de peregrinação chamada de “A estrada de peregrinação de Henro” possui 88 templos budistas e é vista como uma viagem feita por pessoas que desejam receber boas energias;

10. Há um santuário no templo de Kiyomizu-dera que é totalmente dedicado aos deuses do amor. Estar em uma pedra e encontrar um caminho para outra significa que você terá sorte no amor.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]