Autoconhecimento Meditação

Essas 5 dicas vão ajudar você a começar a meditar hoje mesmo

Que a meditação acalma e faz bem para a saúde mental, quase todo mundo sabe, mas muita gente se pergunta: como meditar? Pois a verdade é que soa assustador para boa parte dos iniciantes a ideia de se sentar de pernas cruzadas e em silêncio, tentando clarear a mente e não pensar em absolutamente nada.

Porém a verdade é que há muitos outros tipos de meditação que não se resumem a isso. Nem toda meditação segue esse modelo clássico. Por isso preparamos uma lista com 5 dicas para começar a meditar hoje, seja com algum tipo de ajuda, seja com uma mudança de hábito. Então conheça as dicas!

1 – Nada de mudanças drásticas

Mãos numa posição típica de meditação. No polegar direito de uma das mãos, uma borboleta pousada.
PhotobeaM de Getty Images / Canva

Se você nunca meditou ou faz tempo desde que deixou a prática de lado, forçar um início abrupto pode ser uma experiência traumática. Portanto tenha paciência com o seu processo e entenda que talvez seja preciso dar pequenos passos, em vez de sair correndo uma maratona.

Então, em vez de estabelecer que precisa meditar 1 hora por dia, mesmo nunca tendo meditado, comece com 10 ou 15 minutos. Talvez até 5 minutos, se esse tempo parecer demais. Conforme for sentindo os benefícios da prática e também sentir que ela já faz parte da sua vida, você vai gradualmente sentir vontade de aumentar esse tempo.

2 – Não transforme a meditação em obrigação

Existe um perigo muito grande em transformar uma paixão ou uma atividade de descanso e lazer em obrigação e responsabilidade: perder a vontade ou a satisfação de fazer aquilo. Então você precisa encontrar uma maneira de não transformar a meditação em uma obrigação, pois ela precisa ser um descanso das obrigações.

Por exemplo: se estiver se sentindo cansado e não encontrar disposição para meditar hoje, não vá por obrigação. Enfim, faça o possível para transformar a meditação nesse grande momento de repouso e descanso.

3 – Use uma meditação guiada

Se você tem dificuldade de permanecer em silêncio e não se sente mais calmo ouvindo apenas uma música, seja lá qual for, essa é uma boa meditação para iniciantes. Se você não está familiarizado com a meditação guiada, funciona assim: você ouve um áudio, como um podcast, de uma pessoa que guia o seu processo meditativo, a sua respiração, o seu pensamento e por aí vai.

Com a ajuda da narração de uma meditação guiada, talvez seja mais fácil se concentrar e aproveitar os benefícios do processo meditativo, porque você não vai precisar “decidir” nada, apenas seguir o que está sendo pedido e sugerido na meditação.

4 – Encontre uma atividade de atenção plena

Essa é uma boa meditação para quem tem ansiedade e sente pavor só de pensar na ideia de ficar meia hora sentado, tentando não pensar em absolutamente nada. Pessoas ansiosas temem bastante essa inércia, porque, por terem o pensamento acelerado, muitas vezes identificam “ficar parado” como perda de tempo.

Dessa maneira, para combater isso, uma boa solução é encontrar o que chamamos de atividade de atenção plena. São aquelas atividades que fazem com que você fique tão, mas tão concentrado, que consegue “esvaziar a mente” e focar no presente, que é a intenção.

Algumas pessoas sentem isso praticando esportes e/ou corrida, outras, quando ouvem música; outras, quando fazem desenhos e pinturas; algumas, quando passam tempo de qualidade com seus pets… Enfim, encontre na sua rotina uma atividade que venha com essa atmosfera de atenção plena e se concentre nela.

5 – Faça tudo pensando em mindfulness

Uma mulher realizando, de maneira cerrada e concentrada, uma sessão de meditação.
Tassii de Getty Images Signature / Canva

Se você realmente já tentou várias técnicas diferentes de meditação e não consegue encontrar nenhuma que combine com o seu estilo de vida e a sua personalidade, não perca a esperança. Se nem mesmo a atividade de atenção plena serve para você, ainda temos uma alternativa: tente praticar o mindfulness em tudo o que fizer.

Essa palavrinha em inglês significa investir sua atenção plenamente naquilo que você está fazendo. Por exemplo: se você vai lavar uma louça, tente não focar em nada ou levar o pensamento para problemas e ansiedades. Coloque uma música da qual você gosta para tocar e simplesmente sinta a sensação da água nas suas mãos, da esponja, os sons da torneira aberta…

Esses momentos de atenção plena podem parecer poucos, mas é aos pouquinhos que você vai conseguir relaxar o seu nível de concentração e de pensamento acelerado, descansando e repousando de tanta agitação.

Você também pode gostar

Enfim, essas foram 5 dicas que você pode aplicar para começar a meditar hoje mesmo! Mas lembre-se: a meditação deve fazer bem, não ser uma tortura ou algo que você faz por pura obrigação. Então respeite o seu processo, pegue leve e saiba reconhecer as pequenas conquistas, como ter conseguido meditar pela primeira vez por 10 ou 15 minutos!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br