Convivendo

Curiosidades sobre cães e gatos que até Freud explica!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Osanimais de estimação são um verdadeiro encanto. Fazem parte da nossa família e sabem alegrar como ninguém um ambiente. Freud, famoso psicanalista, também acreditava na capacidade dos cachorros para analisar as pessoas.

No livro “What do dogs know?” (O que os cachorros sabem?) de Stanley Coren, o autor conta que Freud acreditava que seus cachorros sentiam e possuíam um dom capaz de analisar os pacientes que chegavam em seu consultório. Ele deixava o seu cachorro da raça Chow Chow chamado Jo-Fi participar de suas sessões, e que o peso de sua resposta em relação a análise do paciente dependia muito de Jo-Fi.

Acreditava também que a presença do cachorro transmitia uma calmaria aos pacientes, principalmente nas crianças.
E pesquisas recentes sobre este fenômeno mostra como Freud estava certo: um pequeno gesto de carinho em seu cão traz um enorme benefício, como a redução do estresse. Quanto mais presença de cães e gatos, menos cuidados médicos você precisará.

Clarice Lispector e seus cachorros

A escritora Clarice Lispector teve três cachorros que foram importantes amigos em suas horas de solidão. Chegou a escrever o seguinte a respeito de seu cachorro Dilermano: “Nenhum ser humano me deu jamais a sensação de ser tão totalmente amada como fui amada sem restrições por esse cão”, no livro Aprendendo a viver.

Cachorros que gostam de enterrar ossos

Os cachorros tem o hábito de enterrar ossos (aqueles que compramos no Pet Shop) e isso provem dos seus ancestrais, os lobos. Estes enterravam os alimentos por questão de sobrevivência e os cachorros herdaram este mesmo costume. Por mais estranho que parece, é intrigante, não é?

shutterstock_288521363

Os gatos resolvem seus próprios problemas

Você já deve ter ouvido falar que os gatos são inteligentes. Eles se sentem como caçadores solitários, por isso, calculam milimetricamente o que vão fazer, desde caçar uma mosca ou até um rato. Eles conseguem caçar seus próprios alimentos, além de saberem tomar conta de suas vidas como ninguém! Possuem também uma excelente memória.

O nariz dos cães e gatos é a sua impressão digital

Assim como nós humanos temos a impressão digital nos dedos, os cães e gatos possuem a impressão na ponta do nariz. Observe a narina de seu pet, você conseguirá ver traços e linhas que se assemelham aos nossos dedos. Por isso, em uma identificação é possível descobrir de quais raças pertencem. Mas, uma boa alternativa para não perder seu pet por aí é introduzir um microchip de identificação.

Gatos sabem a hora que seus donos vão acordar

Muitos cães e gatos esperam 10 minutos antes a postos do lado de sua cama, esperando seus donos acordarem do sono profundo. O fato de querer atenção e se sentirem protegidos pelos seus donos os fazem acordar mais cedo do que o previsto. Seu cão ou gato te ama muito e quer logo sua presença pertinho dele, além de esperar pela comida ou pela hora de passear!

shutterstock_190258928Cães sobreviveram ao naufrágio do Titanic

Há mais de 100 anos do naufrágio mais conhecido do mundo, o Titanic, que em 1912 matou mais de 1.500 pessoas, haviam embarcado 12 animais e inacreditavelmente três cães sobreviveram. Dois spitz alemão e um pequinês foram espertos o suficiente para se abrigarem e sobreviverem. Logo após o resgate dos sobreviventes, os donos que perderam seus cães receberam uma espécie de seguro de vida para servir de consolo para suas perdas irreparáveis.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]