Reiki Saúde Integral

Reiki nos animais: conheça como funciona

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras



A técnica do Reiki já é bem conhecida entre nós. Mas vocês sabiam que o Reiki pode ser feito também em animais? Por exemplo, no seu animal de estimação? Conversamos com a mestre Reiki e psicoterapeuta reencarnacionista, Juliana Xavier, que atua em Santa Cruz do Sul (RS). Veja o que ela nos contou sobre essa técnica:

Eu sem Fronteiras: Como funciona o Reiki em animais?

Juliana Javier: O Reiki em animais funciona da mesma maneira como em adultos. O Reikiano (que deve obrigatoriamente passar por um curso de Reiki para estar apto a realizar a técnica), através de seu corpo, canaliza a energia do universo e a transmite pelas suas mãos em direção ao animal. Essa aplicação tanto pode seguir as posições nos 7 Chakras, com as mãos em cima do local, quanto pode ser à distância, dependendo do animal e da sua recepção quanto aos humanos. Em animais bravos ou receosos do contato humano, essa terapia deve ser realizada a uma certa distância, que funciona da mesma forma e com a mesma eficácia.

Os animais geralmente sabem o que o Reiki significa e sabem que vão receber essa energia, ficando predispostos e abertos ao momento da terapia. Porém, se o animal não deseja receber a energia naquele momento, ele irá transmitir isso ao Reikiano, através da sua linguagem corporal. Essa decisão deve ser respeitada, não devemos forçar o animal a nada.

Também, muitas vezes, pode ocorrer do animal estipular o tempo do seu tratamento. Caso ele tenha recebido a energia suficiente que necessitava, ele irá dar algum sinal, ou o Reikiano irá sentir o fluxo de energia diminuir consideravelmente.

ESF:  Quais os maiores benefícios?

JJ: Dentre os benefícios do Reiki, estão (todos com comprovações científicas):

– Melhora nos distúrbios comportamentais

– Reduz o estresse

– Cessa ou alivia dores

– Acelera o processo cicatricial

– Melhora e fortalece o sistema imunológico

– Diminui os efeitos colaterais de quimioterapias e outras drogas

– Previne doenças e disfunções físicas e mentais

– Acalma e promove o bem-estar

– Estimula o amor e o bem que há dentro de cada ser

O tratamento funciona de forma holística, isto é, trabalhando os níveis físico, mental, emocional e espiritual de quem recebe o Reiki.

ESF: Quando é a hora para fazer Reiki no animal de estimação?

JJ: Na verdade, o certo seria sempre, pois é possível utilizar a terapia Reiki como prevenção ao animal, para o fortalecimento da sua saúde e para promover o bem-estar. Todos estamos, a todo momento, sujeitos a vários tipo de energia e nossos animais absorvem isso de forma intensa. Cuidar da energia do animalzinho também é uma forma de amor. Tratamentos assim não precisam ser frequentes. Aplicações quinzenais ou mensais podem auxiliar muito a qualidade de vida do animal.

Demonstração de Reiki em AnimaisPorém, como nem sempre é assim que acontece, o ideal é que no momento em que os donos notarem algo estranho, seja no comportamento ou fisicamente, o Reiki deve ser aderido. Mas claro, se utilizando também o auxílio veterinário.

Muitas vezes, o animal está com algum bloqueio energético, interferindo no seu bem-estar, que não será facilmente – se é que será – detectado por exames veterinários. Os problemas acontecem primeiro no espírito. Por isso, se o animal apresenta comportamento estranho, o Reiki pode vir a auxiliar no seu reestabelecimento e/ou equilíbrio energético, prevenindo qualquer doença que poderia vir a se manifestar no corpo físico.

ESF: Quais são as maiores dúvidas?

JJ: A técnica Reiki, apesar de estar sendo difundida de forma intensa nos últimos tempos, ainda é pouco conhecida para o tratamento animal. Acredito que a maior barreira é mostrar que os animais precisam desse tipo de cuidado também, e não esperar que as doenças se estabeleçam para aí procurar auxílio. Muito do que acontece com os animais são problemas e energias que eles absorvem dos donos, por isso cuidar da saúde energética e espiritual do animal também faz parte da posse responsável de bichinhos de estimação.

ESF:  Existem estudos comprovando seu benefício?

JJ: Há muitos estudos ao redor do mundo que comprovam a eficácia dos tratamentos energéticos e espirituais. Tudo é energia. E tanto os humanos quanto os animais, seres compostos de corpo, mente, emoções e espíritos, precisam tratar seus males nesses quatro pilares, e não somente o físico, que os remédios alopáticos fornecem. Tudo é importante, mas utilizar somente remédios trata a consequência, e não a causa. Por isso a importância de tratar o corpo como um todo.

ESF: Os animas são muito sensitivos e acabam extraindo a nossa energia quando não estamos bem. O Reiki é uma forma de o animal ser trabalhado?

JJ: Com certeza! O Reiki auxilia a reestabelecer e equilibrar a energia do animal, quando ele fica sobrecarregado das energias ao redor, seja na casa ou dos donos. Os animais, principalmente os gatos, são sensitivos e auxiliam na transmutação das energias da sua casa e da sua família. Porém, quando a energia negativa e deficiente é muito mais do que ele consegue suportar (por isso, também, a importância de ter mais de um animal quando a família é grande), ele pode vir a adoecer. O Reiki auxilia a manter o bem-estar, o equilíbrio energético e o fortalecimento do sistema imunológico do animal.

ESF: Para quem não conhece a técnica, o que você diria?

JJ: Como diz Mikao Usui, o canalizador da técnica Reiki lá em meados do final do século XIX: “O REIKI, caminho tão difícil de compreender é, porém, tão simples de sentir como o fluxo natural do céu”. Quem não conhece, sugiro se abrir para o Reiki – mesmo que seja, aparentemente, o “desconhecido” – pois a energia é tão maravilhosa que é impossível não sentir. É fácil sentir e reconhecer o seu poder.

ESF: Deixe uma mensagem para os nossos leitores

JJ: Os animais são seres senscientes como nós, humanos. Eles também apreciam uma boa técnica de relaxamento, uma boa energia, um cuidado que demonstre a eles o quanto eles são amados.

Você sabia que os animais ouvem e sabem de TUDO que a gente fala? Sem contar que SENTEM tudo o que a gente sente?

Por isso, tome cuidado com brincadeiras e palavras agressivas ou de descaso. Tome cuidado com momentos de raiva que você acaba descontando no seu animalzinho. Eles só não falam uma língua compreensível para nós, mas nos comunicamos o tempo todo!

Converse com o seu animal, mesmo que mentalmente. Isso vai ser muito importante para ele!

Há casos de animais que “seguram” sua morte por causa dos sentimentos do dono. Há animais que adoecem por medo ou receio do que o dono pensa e que pode vir a doá-lo para alguém. Um animal é um ser vivo como nós, com sentimentos e emoções.

Cuide do seu animalzinho, ele é uma vida!


  • Entrevista concedida a Angélica Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]