Comportamento Comunicação Não-Violenta

Desprezo: como lidar com esse sentimento?

Placas de rua escrito "To hate" e "To love".
Thomas Reimer / 123rf
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A falta de apreço ou o sentimento de ser desdenhado por alguém é algo que todos nós experimentamos em nossas vidas. O desprezo é algo que nos causa desconforto e, em alta intensidade, pode mesmo ocasionar problemas mais sérios, como forte frustração, ansiedade e depressão. Como encarar, então, esse sentimento da maneira mais sã e saudável possível? Leia o artigo e descubra.

Como lidar com o desprezo?

1 – Reconheça suas próprias qualidades

Mulher desprezando o seu esposo. Ela está por trás dele fazendo caretas. Ele está triste.
giuliofornasar / 123rf

Você tem de olhar para si mesmo e para as suas qualidades. Se te parecer uma tarefa difícil, busque a ajuda de algum amigo e peça para que ele te diga quais são seus pontos fortes.

Saiba que seus atributos positivos são aqueles que te lembram de que você não é indigno a ponto de ser desprezado, mas que é alguém que tem qualidades únicas e singulares.

Você deve permitir espaço ao seu autoconhecimento como uma pessoa única e especial, e não ao desprezo alheio e ao autodesprezo.

2 – Todos temos problemas e defeitos

Nenhum ser humano no mundo é perfeito, e ter problemas e defeitos não é algo que deva fazer você se sentir reduzido e desprezado. Ao contrário, você deve abraçá-los e compreendê-los.

Não é algo que você pode fazer só consigo mesmo, mas com as outras pessoas também, pois a postura de ouvir e tentar ser o conforto do outro também ajuda bastante. Lembre-se: todos temos defeitos e ninguém deve ser desprezado por isso.

3 – Não devolva desprezo com desprezo

Homem de pé segurando um capacete e apontando o dedo para três pessoas sentadas, sendo duas mulheres e um homem. Os três estão de cabeça baixa com as mãos sobre ela. Eles estão sendo desprezados pelo homem que está de pé.

Ser paciente é uma virtude até contra o desprezo. Você não deve agir impulsivamente, mas, pelo contrário, deve ser paciente e esperar. Nunca se sabe o que o outro está pensando, e às vezes podemos estar tirando conclusões erradas sobre as pessoas.

Devolvendo desprezo a um suposto desprezo, você só está alimentando um ciclo sem fim. O ideal, portanto, é que você aja de forma diferente, pois só assim compreenderá o que de fato acontece.

4 – Trate bem os outros e não os despreze

Às vezes um suposto desprezo do outro é desencadeado pela maneira que você lida com ele. Sabendo disso, você deve sempre estar atento à forma com a qual você trata as pessoas, sem julgá-las e desprezá-las desnecessariamente.

Assim como você, essas outras pessoas também têm suas singularidades e pontos fortes que podem fornecer ensinamentos valiosos para a sua vida, portanto não despreze nem desvalorize ninguém.

5 – Desabafe sobre o que sente

Se o desprezo te causa muita amargura, você não precisa se fechar. Busque alguém para conversar, mas nunca se tranque em si mesmo, pois os sentimentos podem te frustrar e te prender num ciclo interminável de frustrações e angústias.

Você também pode gostar

Além disso, é bom que você ouça a opinião e as palavras de alguém que te estime de fato. A visão de um terceiro é importante para que possamos refletir, comparando ela com a nossa, a fim de obter a melhor atitude a se tomar contra o desprezo.

6 – Busque o diálogo com quem te despreza

O diálogo é sempre o melhor caminho. Quando se sentir confortável, tente conversar com aquela pessoa que te despreza: aja com segurança, carregue um sorriso no rosto e tente esclarecer seus sentimentos em relação a essa situação.

Se esse alguém insistir em te mostrar desprezo e ojeriza, continue tratando-o com amor e sensatez. Claro, pra tudo há um limite, e você não deve se humilhar para obter qualquer perdão ou consideração dessa outra pessoa.

7 – O amor próprio vence o desprezo alheio

Ainda que alguém te ofereça desprezo e tente te afetar negativamente com palavras maldosas, você é alguém único e especial.

Não permita que interpretações erradas sobre a sua pessoa te definam e te afetem, pois só você sabe quem você é e ninguém pode invadir o seu verdadeiro interior e o que você realmente é.

Cultive o amor próprio, entenda suas qualidades e as estime em vez de deixar que palavras negativas e desafetos dominem o seu íntimo.

Homem de costas e de braços abertos fazendo uma oração de gratidão olhando para o sol se pondo.
Maxim Evdokimov / Unsplash

Apesar das sugestões e das dicas, você nunca deve subestimar seus problemas emocionais. Não importa se é sobre se sentir desprezado, amargurado, ansioso ou triste: se você se sente desconfortável, emocionalmente frustrado e sente que as coisas não estão indo bem, encoraje-se e procure ajuda profissional. É importante respeitar e nunca desprezar o outro, mas você também deve se respeitar e nunca se desprezar por aquilo que você é.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br