Comportamento Doenças Mentais Psicologia

Desvendando o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC): Compreendendo e Enfrentando essa Realidade

Muitas pessoas alegam que têm TOC quando se incomodam com objetos assimétricos. Entretanto, o transtorno obsessivo-compulsivo não é um simples incômodo. Na verdade, é um transtorno mental que necessita de auxílio psicológico e psiquiátrico para ser tratado. Leia o conteúdo de Carla Marçal sobre o tema para ajudar ou procurar ajuda, se for o caso.

O transtorno obsessivo-compulsivo, mais conhecido como TOC, é um tema que merece ser compreendido e discutido de forma aberta e acolhedora. Milhões de pessoas, no mundo todo, vivenciam diariamente os desafios impostos por esse transtorno mental, que pode afetar diversas áreas da vida.

O que é o TOC?

O TOC é um transtorno mental caracterizado pela presença de obsessões e compulsões. As obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos indesejados e recorrentes, que causam ansiedade e angústia intensas. Por outro lado, as compulsões são comportamentos ou rituais repetitivos que são realizados para aliviar a ansiedade causada pelas obsessões.

Quais são os sintomas do TOC?

Os sintomas do TOC variam de pessoa para pessoa, mas algumas das obsessões mais comuns incluem medo de contaminação, pensamentos intrusivos, dúvidas excessivas, medo de cometer erros e necessidade de simetria. As compulsões geralmente estão relacionadas às obsessões e podem incluir lavar as mãos repetidamente, verificar coisas repetidamente, contar ou repetir palavras mentalmente, entre outras ações.

Mulher lavando as mãos de forma obssessiva.
microgen de Getty Images / Canva

O impacto do TOC na vida cotidiana

O TOC pode ter um impacto significativo na vida das pessoas que o vivenciam. As obsessões e compulsões podem consumir uma quantidade significativa de tempo e energia, interferindo nas atividades diárias e no desempenho acadêmico, profissional e social. Além disso, a ansiedade causada pelo TOC pode levar a sentimentos de isolamento, depressão e baixa autoestima.

Tratamento e suporte

É essencial buscar ajuda profissional, caso você ou alguém que conhece esteja enfrentando o TOC. A psicoterapia, especialmente a terapia cognitivo-comportamental (TCC), é amplamente reconhecida como uma abordagem eficaz no tratamento do TOC. A TCC ajuda a identificar e modificar padrões de pensamento disfuncionais, além de trabalhar com as compulsões de forma gradual.

Enfrentando o TOC

Lidar com o TOC pode ser um desafio, mas é possível encontrar maneiras de enfrentar essa realidade. Além do tratamento profissional, é importante estabelecer uma rede de apoio, compartilhando suas experiências com amigos e familiares que possam oferecer compreensão e suporte emocional.

Terapeuta segurando uma prancheta enquanto anota detalhes da consulta.
shisuka / Canva

Lembre-se: você não está sozinho(a)

O TOC pode ser uma jornada desafiadora, mas é fundamental lembrar que você não está sozinho(a). Muitas pessoas enfrentam esse transtorno e encontram caminhos de superação e bem-estar emocional. Busque apoio, cuide de si mesmo(a) e acredite na sua capacidade de enfrentar o TOC e viver uma vida plena e significativa.

O TOC é uma realidade que merece atenção e compreensão. Ao desvendar esse transtorno e buscar ajuda, podemos dar passos importantes em direção à superação e ao equilíbrio emocional. Lembre-se sempre de que a busca por apoio e tratamento é um sinal de força e resiliência. Vamos juntos nessa jornada de compreensão e enfrentamento do TOC.

Você também pode gostar:

Se você ou alguém que conhece está enfrentando o TOC, saiba que existem profissionais capacitados e prontos para ajudar. Acredite em si mesmo(a) e nas possibilidades de transformação que estão ao seu alcance!

Sobre o autor

Carla Marçal

De uma carreira de destaque em grandes corporações à busca incansável por um propósito mais profundo, minha jornada de vida tem sido uma busca constante por significado e realização. Como psicóloga integrativa de formação, alcancei o sucesso profissional em níveis diretivos, acumulando todas as conquistas tradicionalmente associadas à felicidade.

No entanto, sempre senti que faltava algo, uma lacuna na minha busca pela plenitude. Paralelamente à minha carreira, mergulhei nos estudos do comportamento humano, obtendo formação como psicodramatista e aprofundando meu conhecimento em coaching, PNL, antroposofia e outras técnicas. Meu objetivo era claro: auxiliar indivíduos e organizações a prosperarem em processos de mudança, humanização e desenvolvimento pessoal e profissional. Mas ainda assim, algo essencial parecia escapar.

Em 2017, um diagnóstico de câncer de tireoide transformou minha vida de maneira profunda. Optei por um período sabático que se revelou um mergulho profundo em busca do meu verdadeiro propósito. Devorei livros, concluí cursos com diversos mentores e explorei todas as ferramentas disponíveis para desvendar meu destino. Foi nessa jornada de autoconhecimento que encontrei o ThetaHealing®, e minha vida deu um giro transcendental.

De cliente, me tornei terapeuta e instrutora oficial dessa incrível técnica. Além disso, obtive a certificação como operadora de mesa quântica estelar e mesa quântica estelar-pets, além de me tornar professora de MQE. Hoje, sou movida por uma paixão ardente pelo que faço, e vivo plenamente de acordo com meu verdadeiro propósito: espalhar luz, boas vibrações, alegria e energias positivas para ajudar pessoas e o planeta a desfrutar de uma vida plena e feliz.

Minha maior realização é auxiliar pessoas e animais a alcançarem a saúde mental, emocional e física que merecem. A transformação de vidas é a essência do meu trabalho, e estou dedicada a disseminar cura, amor e crescimento, proporcionando uma jornada de descoberta e renovação para todos aqueles que cruzam o meu caminho. Acredito que todos podem alcançar um estado de harmonia, e é isso que me impulsiona a continuar, cada dia, nessa incrível jornada de cura e evolução.

Site: linktr.ee/carlamarcal_
Facebook: carlamarcalpsicoterapeuta
Instagram: @carlamarcal_
Twitter: @carlamarcal
Youtube: Carla Marçal
Youtube: Carla Marçal
E-mail: carlamarcal.psi@gmail.com