Convivendo

Dia de assinar pelo Desmatamento Zero no Brasil

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Embora localizada em grande parte no território brasileiro, a preservação da Amazônia é um interesse da humanidade e todas as medidas que combatam o desmatamento precisam ser apoiadas. Historicamente, a Organização Não Governamental Greenpeace é uma das associações que mais realizam e estimulam ações em prol do meio ambiente. A iniciativa Desmatamento Zero é mais uma que pretende garantir a sobrevivência do planeta.

A questão da falta de água, que não é novidade na região nordeste do País, não está acontecendo por acaso no sul e sudeste do Brasil. As florestas garantem um dos mais essenciais elementos para a vida: a água. As grandes florestas como a Amazônia liberam umidade na atmosfera que garante boa parte da chuva que cai sobre nosso território. Essa chuva é fundamental para encher nossos rios e reservatórios, garantindo água nas nossas torneiras. Nas beiras de rios, as florestas protegem o solo e evitam a devastação das nascentes de água. Se queremos água fresca nas nossas torneiras, temos que preservar nossas florestas.

Em 2012, o Greenpeace lançou uma campanha para levar ao Congresso Nacional. O Projeto de Lei pelo Desmatamento Zero no Brasil prevê a proibição do corte da mata nativa, não permitindo mais a emissão de autorizações para novos desmatamentos.
Para que a proposta seja entregue ao Poder Legislativo, é necessária a obtenção de, pelo menos, 1 milhão e 430 mil assinaturas de eleitores brasileiros, além, obviamente, de toda a repercussão para que a medida seja votada o quanto antes.

Atualmente, a iniciativa já conta com mais de 1 milhão e 112 mil assinaturas. Você já contribuiu? O processo é online e você pode assinar a petição rapidinho, entrando neste site. Lembrando que você precisa ter o seu número de título de eleitor em mente para preencher a petição, mas caso não tenha basta entrar no site do Tribunal Superior Eleitoral e colocar o seu nome, que o site do TSE informa o seu número.

Origem do Greenpeace

shutterstock_153413042Segundo informações da própria ONG, a história do Greenpeace começou em 1971, no Canadá, quando um grupo de ecologistas, jornalistas e hippies zarparam do porto de Vancouver, no Canadá, rumo ao Ártico com o objetivo de impedir que os Estados Unidos levassem a cabo testes nucleares em uma pequena ilha chamada Amchitka, na costa ocidental do Alasca.

Em português, “Green” significa verde e “peace” é paz. Para financiar a missão, o grupo vendeu broches com os dois termos que representavam os ideais da iniciativa. As duas palavras separadas não cabiam no acessório e, assim, nasceu o nome Greenpeace, dando origem a uma das entidades que mais lutam para preservar a vida das espécies animas e vegetais da Terra.

  • Texto escrito por Diego Rennan da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]