Convivendo

Como montar uma mini-horta?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Ter uma mini-horta em casa (ou em apartamento) é a solução prática e fácil para se ter uma decoração charmosa e bem natural, ao mesmo tempo é a melhor opção para uma alimentação saudável. Colher seu próprio alimento além de hobby, pode ser uma terapia relaxante em diversos momentos.  A escolha dos alimentos para se plantar são, quase sempre, os temperos que utilizamos: cebolinha, salsinha, manjericão, hortelã, orégano, boldo, erva-doce, erva-cidreira, melissa e alecrim, entre outros.

Para quem tem crianças em casa, o momento de fazer a colheita na mini-horta pode ser um entretenimento e de conhecimento para a criança.

Para ter todos esses benefícios, poucas coisas são necessárias:

Espaço Arejado

Um local bem iluminado e arejado é de extrema importância para que se possa conservar os temperos de forma saudável. O lugar escolhido deve receber, ao menos, de três a quatro horas de sol por dia. A luz natural do sol é ideal para o crescimento da horta.

Vaso

Não há regras para se escolher o vaso, apenas algumas orientações básicas: Os vasos devem possuir furos em baixo para drenar o excesso de água e é recomendável que tenham 20 cm de altura para um bom desenvolvimento das raízes. Vasos rasos demais secam muito rapidamente. Para que tudo ocorra bem você pode colocar os vasinhos dentro de um suporte de bambu.

Terra

A terra vegetal deve encher o vaso, já que a mesma possui todos os nutrientes (nitrogênio, fósforo e potássio e entre outros). Para quem não encontrar terra adubada, pode tentar fazer sozinho: coloque uma parte de terra comum, uma parte de esterco (bem seco) ou húmus e uma parte de areia. Misture bem. Você acabou de criar a sua terra própria terra. Adicione sempre um pouco de húmus, mas sem exageros, pois seu excesso pode levar as plantas à morte.

Plantando

Para evitar que o vaso encharque, o ideal é cobrir o fundo com uma camada fina de pedras britadas. Se utilizar sementes, semeie na profundidade recomendada na embalagem, mas se já possuir mudas, o que torna o plantio ainda mais simples, espalhe a terra vegetal até a metade do vaso e assente a planta no centro do composto,completando com mais terra e evite sol direto por dois dias.

Regando

A tarefa principal e mais importante também é a mais simples. A terra não pode ficar encharcada, mas sim úmida. Por mais que a quantidade de água varie de acordo com o tipo de planta, é bom regar uma vez ao dia e verificar se a terra continua molhada e não tem água em excesso.

Colheita

Entre 20 e 30 dias será possível colher as hortaliças saudáveis e fresquinhas. Mas colha só o que for usar e quando for usar, a planta terá esforço para se recuperar de cada retirada. É importante que as colheitas sejam cuidadosas e nunca agressivas. Utilize tesouras afiadas e não corte os brotos.

Essas são as regras e o passo-a-passo para se ter uma mini-horta dentro de casa.


Texto escrito por Klenair Franklin da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]