Saúde Integral

Talvez você esteja obeso porque seus neurônios morreram

Mulher asiática apertando o braço
Carla Trevisan
Escrito por Carla Trevisan
O hipotálamo, localizado no nosso cérebro, possui neurônios chamados POMC. Esses neurônios são sensores de nutrientes. Eles avisam o corpo que está na hora de parar de comer.

Quando esses neurônios são perdidos, há maior vontade de comer produtos gordurosos e com açúcares. Se não bastasse comer mais, ainda ficamos com o metabolismo mais lento e armazenamos mais energia.

Representação de neurônios

Em estudo realizado na Unicamp em 2017, foi avaliado a interferência de uma dieta rica em gordura SATURADA com a inflamação e consequente morte dos neurônios POMC em camundongos. As alterações foram notadas logo no primeiro dieta desta dieta.

Como ocorre a morte dos neurônios: 

Quando a gordura chega no intestino, ela é absorvida e levada até o cérebro. A micróglia (célula de defesa) entende que aquele excesso de gordura é uma ameaça aos neurônios e começa a produzir moléculas inflamatórias. Quando isso acontece de forma constante, a inflamação fica crônica e os neurônios acabam morrendo. Por isso é que obesos têm tanta dificuldade de manter uma dieta equilibrada.

Dieta à base de carboidratos simples também aumenta lipídios no sangue e pode levar ao mesmo processo de inflamação cerebral.

Principal fonte de gordura saturada: 

Queijos e leite

  • Gordura animal

  • Manteiga

  • Laticínios (leite, queijo, iogurte, crem20e de leite, leite condensado, doce de leite, requeijão)

Também está presente em óleo de coco, óleo de dendê, produtos industrializados, biscoitos, sorvete, bolos, tortas.

Você também pode gostar de:

Referência:

Razolli, D.S. “Aaracterização de mecanismos envolvidos na rápida regulação de POMC em resposta {a dieta hiperlipídica” Unicamp Campinas, 2017. Acesso em 08/01/19

Disponível em: https://bv.fapesp.br/pt/bolsas/168700/caracterizacao-de-mecanismos-envolvidos-na-rapida-regulacao-de-pomc-em-resposta-a-dieta-hiperlipidic/ 

Sobre o autor

Carla Trevisan

Carla Trevisan

Nutricionista formada em 2010 pela Universidade de Ribeirao Preto (UNAERP)
Pós graduada em Nutrição clinica e Fundamentos Metabólicos pela Gama Filho
Pós graduada em Fitoterapia Funcional pela VP
Pós graduada em Nutrição clinica Funcional pela VP

A nutrição funcional consegue tratar diversas patologias ajustando as deficiências de vitaminas e minerais, otimizando os processos metabólicos e tendo assim melhores resultados.

A fitoterapia me dá suporte para minhas prescrições sendo uma ferramenta importante nos diversos tratamentos.

Condições que podemos tratar:

- Obesidade
- Gastrite/refluxo
- Síndrome do intestino irritável
- Câncer
- Depressão/ansiedade
- Colesterol alto
- Hipotireoidismo
- Menopausa
- TPM
- Enxaqueca
- Prisão de ventre
- Gestante, nutriz
- Artrite/artrose
- Diabetes
- Alzheimer
- Ganho de massa muscular
- Osteopenia/osteoporose
- Intoxicações por metais pesados
- Alergia alimentar
- Rinite/sinusite
- Celulite, edema, queda de cabelo
- Acne, foliculite
- Hipertensão
- Distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, compulsão alimentar)
- Introdução alimentar no bebê
- Insônia
- Anemia
- Infertilidade
- Fadiga crônica
- Psoríase
- Aumento de imunidade
- Fibromialgia