Energia em Equilíbrio

Encontre a paz com o site do Dalai Lama

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Webcams, redes sociais e aplicativos de mensagem facilitam a comunicação, mas também podem afastar as pessoas e propagar mensagens negativas. Mas, e se usarmos a tecnologia para aproximar e levar mensagens positivas? Pensando nisso, o Dalai Lama convocou cientistas para desenvolver um “Atlas das Emoções”. Chamado também de “Mapa da Mente”, o site tem o objetivo de transformar as pessoas em “humanos mais autocientes, com compaixão” e fazer que encontrem a paz interior.

Selfie portrait of a happy young woman with peace sign

Nessa tarefa, o psicólogo Paul Ekman, amigo do Dalai Lama e consultor que ajudou os criadores do filme “Divertida Mente”, e sua filha, Eve Ekman trabalharam com a colaboração de 149 neurocientistas e psicólogos e chegaram à conclusão que existem cinco categorias de emoções: raiva, medo, desgosto, tristeza e satisfação, todas com subníveis, ações e nuances. Os pesquisadores levaram as descobertas a uma empresa de cartografia e visualização para fazer dessas informações um guia on- line interativo.

O valor do projeto (US$ 750 mil) foi custeado pelo Dalai Lama. O líder do budismo tibetano revelou não ser um adepto da tecnologia e vai usar um modelo impresso especialmente para ele, que brincou dizendo: “A tecnologia é para a minha próxima encarnação”.


  • Escrito por Sumaia Santana da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]