Autoconhecimento

Força Divina da Criação: Mãe

Rosemary Quionha
Escrito por Rosemary Quionha

Força divina da criação. Recebemos a vida através de nosso pai e nossa mãe e os dois têm o mesmo valor, porém a decisão de nos trazer para este mundo está totalmente com as nossas mães.

Elas nos carregam em seu ventre durante nove meses. Nove longos meses de espera, de cuidado, de carinho. E, como todo ser humano também sente medo e sente dúvida. Tem o corpo modificado, uma explosão de sentimentos e sensações acontecendo ao mesmo tempo.

Mãe é um ser incrível, maravilhoso, símbolo da vida, da criação e da criatividade. E é importante lembrar que também é um ser humano e que também acerta e erra, tem defeitos e qualidades, também já foi criança, adolescente, adulta, que também teve muitos medos, frustrações, dúvidas, desamor, grandes desafios e às vezes não teve orientação suficiente de como lidar com tudo isso.

Bert Hellinger diz que, mesmo se uma mãe deixar seu filho na lata de lixo logo após o seu nascimento, essa mãe merece ser honrada por este filho, pelo presente que recebeu dela e que nenhuma outra pessoa poderia ter lhe dado que é a VIDA. Porque, mesmo com todas as dificuldades físicas, materiais ou emocionais que possa ter passado, ela decidiu trazê-lo para este mundo.

Uma coisa bonita acontece quando as pessoas observam seus pais e reconhecem neles a fonte da vida. O amor exige que quem recebe reverencie o dom e o doador. Quem ama e honra a vida, implicitamente glorifica e ama quem a dispensa. Quem despreza ou desmerece a vida, não a respeitando, amesquinha os que a dão.

Bert Hellinger

Ele diz também que o nascimento é nosso primeiro sucesso na vida e nosso segundo sucesso é o movimento em direção à mãe que nos nutre com seu leite. Através deste leite, tomamos a vida fora dela.

Ao negarmos nossa mãe, negamos nossa vida e negamos esses sucessos.

Então, neste momento, feche os olhos e olhe para sua mãe de uma forma diferente… Como se pela primeira vez a percebesse como realmente é. E simplesmente aceite-a com defeitos e qualidades. E sinta uma profunda gratidão por tudo que já recebeu dela. Faça uma grande homenagem a esta mulher que te deu a vida. E a todas as mulheres que vieram antes dela. Graças a todas elas, você está neste aqui e agora. Perceba dentro de você como é especial por ter recebido esse presente e sinta a vida que pulsa aí dentro. Sabendo que é único e especial, abra os olhos e leve o seu melhor para o nosso mundo.

happy family mother and daughter read a book in the evening at home

Minha profunda gratidão a minha mãe mulher especial de garra, coragem, muita força, amor, sabedoria, fé e muitas outras qualidades. Maria José Rodrigues Quionha, minha mãe, te amo muito e te agradeço profundamente pela minha vida. Faço o melhor com ela e que minha felicidade volte para você como gratidão.

Poema de Bert Hellinger na página 269 do livro “A simetria oculta do amor”:

Ação de graças na aurora da vida

Querida Mamãe/Mãe

Aceito tudo o que vem de ti,

Tudo, com todas as suas consequências,

Pelo preço que te custa

E que me custa

Disso farei algo positivo em tua memória,

Com gratidão e respeito.

O que fizeste não pode ter sido em vão,

Está comigo em meu coração,

E, se me for permitido, passá-lo-ei adiante,

Como fizeste.

Aceito-te como mãe,

E tu me terás por filha(o).

És minha única mãe e eu sou teu/tua filho/filha

És grande, eu sou pequeno(a)

Tu dás e eu recebo, querida mamãe

Estou feliz por ter escolhido papai por marido,

Sois ambos os pais que me convém.

Sobre o autor

Rosemary Quionha

Rosemary Quionha

Coach certificada na Sociedade Euro-Americana de Coaching. Master em Programação Neuro-Linguística. Consteladora Sistêmica Familiar e Organizacional. Hipnoterapeuta Ericksoniana. Quinze anos de experiência na área Administrativa. Palestrante e Treinadora de Equipes.

Telefone: 11 97407-1224
E-mail: [email protected]
Facebook: https://www.facebook.com/rosemarypremd
WordPress: http://rquionha.wix.com/atitude
Skype: Rosemary Quionha