Autoconhecimento Parapsicologia

Ganho secundário

Carla Bettin
Escrito por Carla Bettin
Quantas vezes nos compadecemos do sofrimento de alguém, tentamos ajudar a qualquer custo, mas a pessoa permanece presa ao sofrimento?

Por vezes, a maioria das pessoas reclama de sua situação, mas nada fazem para mudar.

Indicamos os melhores profissionais, aconselhamos, damos exemplos de pessoas que se superaram, mas a pessoa sempre tem uma desculpa maior do que a vontade de mudar.

Isso acontece por vários fatores, muitas vezes inconscientes, mas quero chamar a atenção para uma causa que considero um dos maiores empecilhos inconscientes para a evolução de uma pessoa que é o GANHO SECUNDÁRIO.

Sim, muitas vezes, o problema ao qual a pessoa se queixa, traz algum benefício a ela. Por exemplo: uma pessoa que fica doente e ganha toda atenção da família, temos aí, então, a atenção da família como ganho secundário de sua doença.

Outro exemplo, pessoas desempregadas que recebem algum tipo de ajuda. A ajuda que recebem é o ganho secundário em questão.

Obviamente que algumas vezes a pessoa não tem noção de que isto esteja influenciando-a.

Cabe aí um exame de consciência muito sincero de sempre se perguntar diante de um problema: o que me impede de fazer a minha parte para mudar esta situação?

A mente pode fornecer uma lista de respostas, porém se nenhuma for concreta e coerente com a realidade, então a verdadeira causa pode estar sim no ganho secundário.

Muitas vezes a pessoa precisa da ajuda de um terapeuta para identificar o que a impede de realizar as mudanças positivas em sua vida. Porém precisa de muita honestidade e estar aberta para ouvir a verdade, pois se o ganho secundário for mais forte, o subconsciente vai inventar qualquer desculpa para afastar a pessoa da ajuda terapêutica.

Por isso, dizemos que só a verdade liberta. E que evoluir é um ato de coragem.

Não há nada mais compensador do que ser livre das amarras inconscientes e poder evoluir em consciência.

Sobre o autor

Carla Bettin

Carla Bettin

Formada em Administração e mais recentemente em Parapsicologia Clínica pela linha científica do Sistema Grisa. Atuação de trabalho com técnicas como: Reprogramação mental, análise da Tabela Familiar (Genetograma), Regressão, Hipnose, Orientação Parapsicológica individual, em grupo, familiar ou empresarial.

Carla Bettin - Parapsicóloga Clínica
Blog Carla Bettin
E-mail: [email protected]