Autoconhecimento Meditação

Meditação na bicicleta

Close up view of female hand holding bicycle handlebar
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Na falta de tempo, a meditação pode ser feita em situações não muito comuns. Mas pode funcionar perfeitamente e ainda trazer experiências até mais interessante do que a meditação feita em um lugar calmo e sem estímulos ao redor. Uma dessas situações é ao andar de bicicleta.

Existem três formas possíveis de meditar ao pedalar, e até mesmo outras mais que você pode inventar. Um jeito é pela contemplação, outro é pela visualização, e outro pela descoberta. Vamos falar como você pode fazer cada uma delas.

Contemplação

Contemplar é um exercício de observar, entrar em contato com o que está no seu campo de visão. É uma meditação voltada para aumentar a sua percepção do mundo e expandir a sua consciência. Também é uma ótima forma de melhorar o seu foco e trazer a sua mente para o aqui e agora, o presente. Quando estiver em sua bike, em vez de pedalar de forma automática, preste atenção em todos os detalhes, mas procure não interferir em nada. Deixe a mente em estado contemplativo. Repare em cada paisagem que aparece na sua frente. Preste atenção na sua respiração e perceba se ela está no mesmo ritmo ou não de sua bicicleta. Observe as pessoas, os carros, as árvores, as construções em volta. Utilize esse momento para exercitar a sua mente a focar no momento presente. Contemple! E você verá como vale a pena tirar a mente do modo automático.

Visualização

Outra forma interessante de meditar andando de bicicleta é visualizando algum objetivo que você tenha para a sua vida. Por exemplo: vamos supor que você esteja procurando um emprego novo para evoluir em sua carreira profissional. Quando estiver andando de bicicleta, imagine que o seu destino é como se fosse o seu objetivo. Pode imaginar um símbolo ou imagem que represente esse trabalho no lugar do que onde você está indo. Visualize que cada pedalada é um movimento que o leva cada vez para mais perto do seu objetivo. Cada farol ou obstáculo que você desvia, imagine que é você superando uma dificuldade que o separa do que você deseja. Esse é um exercício que pode ser feito com qualquer objetivo que você tenha. O segredo é usar a imaginação e a visualização para treinar a sua mente a se acostumar a chegar ao objetivo proposto, não importando quantos obstáculos existam no meio do caminho.

Descoberta

A última forma proposta para meditar andando de bike é utilizando a descoberta. Você vai precisar de um pouco mais de tempo livre para essa. Essa meditação consiste em você sair de bike sem um trajeto e destino definidos. Você vai andar sem rumo. Além de ser um exercício prático para você melhorar a sua percepção e trazer a sua mente para o agora, é principalmente um exercício para fazer a sua mente enxergar o mundo como a mente de uma criança. Quando estiver pedalando, deixe-se levar e repare em tudo novo que aparece no caminho. Observe as pessoas, a paisagem, o movimento de tudo ao redor. Permita-se descobrir o mundo pelos olhos de uma criança. Esse tipo de mentalidade quando exercitada é ótima para desenvolver a sua criatividade e espontaneidade. Só recomendamos que, para evitar acidente, evite sair à noite e em bairros que não sejam muitos seguros. Fora isso, aproveite o passeio e deixe a sua mente fluir livremente.


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]